Resources

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Outsourcing: o que é o modelo de trabalho usado pelo Google?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

January 12, 2023

January 12, 2023

January 12, 2023

Saber mais sobre outsourcing, o que é e quais as vantagens, é uma excelente maneira de reduzir gastos operacionais e melhorar a qualidade dos produtos e/ou serviços da sua companhias.

Isso  porque o outsourcing é a terceirização de determinadas forças de trabalho. Na prática, consiste na contratação de terceiros especializados para uma área, função ou serviço específico.

Essa forma de obtenção de talentos externos costuma ser bastante usada nos setores de Tecnologia de Informação (TI), Recursos Humanos (RH), marketing, entre outros departamentos estratégicos para o crescimento da companhia 

Sobre isso, vale lembrar que, todo negócio para evoluir e expandir, precisa cumprir certas responsabilidades e tarefas para alcançar seus objetivos.

Entretanto, quando essas atividades se tornam excessivas, a corporação pode enfrentar problemas como quedas na produção e falhas humanas e/ou operacionais que afetam seriamente sua gestão de riscos corporativos e, consequentemente, seus resultados financeiros.

Entender melhor o que é outsourcing, e como funciona, pode ser um dos caminhos para resolver problemas como esses.

Se achou essa possibilidade interessante para a sua empresa, siga a leitura deste artigo e confira tudo sobre esse tema.

Outsourcing: o que é?

Outsourcing pode ser resumido como a terceirização de processos estratégicos corporativos. Isso é, buscar “fontes de fora” da empresa para realizar os serviços. 

Apesar de a terceirização de serviços ser uma prática antiga, ela costumava ser adotada apenas em áreas de pouco impacto corporativo — limpeza, segurança e logística são alguns exemplos desse outsourcing “tradicional”.

Entretanto, com a nova Lei da Terceirização, a flexibilização da terceirização expandiu o leque de possibilidades dentro do que é outsourcing.

Nessa Lei, de número 13.429, fica expresso que o contrato de prestação de serviços precisa conter:

  • qualificação das partes;

  • especificação do serviço prestado;

  • prazo para conclusão;

  • valor pago pelo serviço.

A mesma lei ainda dispõe que é responsabilidade da prestadora de serviços realizar a contratação, remuneração e gestão do trabalho executado por seus funcionários, mesmo que no ambiente de terceiros.

Além disso, a nova Lei da Terceirização  esclareceu como se dá a responsabilidade trabalhista. 

Neste ponto, caso a empresa terceirizada não garanta os direitos de seus funcionários, a companhia tomadora poderá ser responsabilizada junto a ela nos processos judiciais trabalhistas.

Para entender melhor, confira o vídeo abaixo. 

https://www.youtube.com/watch?v=BA6VUAQRBt0

Quais as diferenças entre outsourcing e terceirização?

Muitas pessoas acreditam que outsourcing seja apenas um simples contrato de terceirização. Porém, esse conceito tem características e aplicações mais específicas.

Apesar de o termo "outsourcing" ser a junção das palavras em inglês "out", que significa "fora", e "source" que quer dizer "fonte", e que sua tradução para o português é "terceirização", esse tipo de contratação está voltada para a obtenção de mão de obra externa com foco na execução de atividades burocráticas, administrativas e estratégicas de um negócio.

Por conta dessa característica, é certo dizer que outsourcing é um tipo de terceirização direcionado para áreas-chaves e, na maioria das vezes, pontuais para o core business da empresa.

Já a terceirização "tradicional" se refere à contratação de serviços e profissionais tão essenciais quanto, mas de setores menos táticos, a exemplo de limpeza e segurança.

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

5 áreas para implementar outsourcing

Uma boa maneira de deixar a explicação sobre outsourcing, o que é e qual a sua aplicação mais clara, é dando exemplos de áreas de uma empresa nas quais esse modelo de terceirização pode ser implementado.

Entre as mais comuns de utilizar o outsourcing, estão:

  • marketing: o que pode incluir a contratação de uma empresa de publicidade e propaganda, ou profissionais de relações públicas;

  • contabilidade: a fim de realizar a gestão fiscal do negócio, garantir o compliance tributário, entre outras tarefas relacionadas a essa área;

  • recursos humanos: podendo ir além do gerenciamento da folha de pagamento e incluir, também, psicólogos e outros especialistas em gestão de pessoas;

  • tecnologia da informação: contribuindo para o gerenciamento de dados, suporte técnico, e mais atividades específicas desse setor;

  • logística: com a possibilidade de atender não apenas o transporte de cargas e/ou envio de mercadorias, mas também a gestão de estoque.

Dica de leitura: "Gestão de fornecedores no setor de logística: é possível melhorar?"

4 exemplos de outsourcing em grandes corporações

Para você ter uma ideia um pouco melhor do quanto o outsourcing é interessante para o crescimento de um negócio, diversas empresas de grande porte e conhecidas internacionalmente fazem amplo uso desse conceito.

Quatro ótimos exemplos que podemos apresentar aqui são:

  • Skype;

  • WhatsApp;

  • Metrô de Madrid;

  • Google. 

Skype

Se hoje o Skype faz parte das nossas vidas, é porque Nikas Zennström e Dane Janus Friis, seus fundadores, optaram pelo outsourcing para realizar o desenvolvimento de todo o back-end desse aplicativo. 

Graças a essa estratégia de gestão, o Skype conseguiu não apenas entrar no mercado e se tornar um grande sucesso, mas também se tornou uma solução bastante difundida entre os mais diversos tipos de usuários. 

WhatsApp

Os fundadores do WhatsApp, um dos aplicativos de mensagem mais utilizados no mundo, acharam financeiramente mais viável usar outsourcing ao desenvolvê-lo, já que precisavam manter os custos operacionais baixos — que, na época da sua criação, giravam em torno de US$ 250 mil. 

Assim, sua equipe interna deixou a parte de desenvolvimento de lado e passou a se concentrar no suporte e no atendimento ao cliente. 

Em 2014, somente dois anos após o lançamento, a empresa foi vendida para o Facebook (atual Meta) por US$ 22 bilhões.

Metrô de Madrid

O sétimo sistema de metrô mais longo do mundo, o Metrô de Madrid, tem, em média 2,3 milhões de passageiros que usam a rede de 294 quilômetros de trilhos e 301 estações todos os dias.

Para ajudar esses usuários a se refrescarem dentro das estações, o Metrô de Madrid opera 891 ventiladores, que consumiam até 80 gigawatts-hora de energia anualmente.

A fim de manter as temperaturas do transporte confortáveis, ​​mas maneira mais eficiente, sustentável e mais econômica, o metrô recorreu ao outsourcing para desenvolver e implementar um sistema de ventilação baseado em Inteligência Artificial de Autoaprendizagem, que minimiza os custos de energia e mantém o local devidamente resfriado.

O sistema baseado em IA reduziu os custos de energia com ventilação em 25%, e diminuiu as emissões de CO2 em 1.800 toneladas anuais.

Google

Pode até parecer um erro colocar o Google nesta lista, porém, eles utilizam do outsourcing para o desenvolvimento de alguns dos seus produtos há alguns anos.

Seja para terceirização de especialistas em TI, desenvolvedores e tipos de trabalho de assistente virtual, o Google é um forte implementador de trabalho neste modelo para cuidar de muitos projetos nos quais eles continuamente implementam e entregam.

Um bom exemplo disso é o Google Ads, o maior serviço de publicidade da empresa e a sua principal fonte de receita, que teve algumas de suas funcionalidades terceirizadas para gerar um maior ROI, retorno sobre investimento, para a companhia.

Leia também: Linkana é selecionada pelo Google for Startups para programa de residência

Por que as empresas recorrem ao outsourcing?

Em linhas gerais, existem dois principais motivos pelos quais as empresas recorrem ao outsourcing, que são:

  • redução de custos;

  • obtenção de mão de obra especializada.

A redução de custos se deve pelo fato que a companhia contratante não precisa se preocupar com os custos relacionados a manter os funcionários em sua folha de pagamento. Também não tem lidar com questões como oferta de benefícios corporativos e treinamento, os quais também geram gastos para o negócio.

No que se refere à obtenção de mão de obra especializada, não que o quadro de colaboradores fixos não tenha essa característica, mas com o outsourcing é possível, por exemplo, direcionar um time de especialistas para executar um projeto específico, por um tempo determinado. 

Dessa forma, se tem a chance de liberar os profissionais internos para atender outras demandas recorrentes e tão importantes quanto essa para o crescimento da empresa.

Somado a esses dois motivos que levam as companhias a recorrerem ao outsourcing, podemos citar outros que foram apontados em uma pesquisa apresentada no site Brandon Gaille. São eles:

  • controlar custos: 44%;

  • acessar recursos indispensáveis de TI: 34%;

  • deixar profissionais internos livres para outras tarefas: 31%;

  • aumentar o foco no core business e/ou nos clientes: 28%;

  • finalizar projetos mais rapidamente: 15%;

  • alcançar determinadas expertises: 15%;

  • diminuir o tempo de lançamento de produtos ou serviços no mercado: 9%


Quais as vantagens do outsourcing para sua empresa?

Agora que o conceito sobre outsourcing, o que é e como esse modelo de terceirização funciona ficou mais claro, resta saber quais vantagens você pode obter ao implementá-lo na sua empresa, concorda?

Entre os benefícios que mais se destacam estão:

  • redução de gastos;

  • aumento do foco nas operações principais do negócio;

  • melhora na distribuição de tarefas;

  • elevação do nível de qualidade dos serviços e/ou produtos

Redução de gastos

Vamos começar pela vantagem que interessa a maioria das empresas: a redução de gastos. 

De acordo com dados globais divulgados pela Deloitte, 59% das empresas utilizam o outsourcing para minimizar gastos com treinamentos e contratações, já que essas responsabilidades são da prestadora de outsourcing.

Aumento do foco nas operações principais do negócio

A mesma pesquisa da Deloitte mostrou que 57% das corporações olham para o outsourcing como um investimento que permite mudar o foco nas operações principais do negócio

Isso significa que o trabalho burocrático se torna uma responsabilidade do terceirizado, e o planejamento estratégico, da empresa.

Melhora na distribuição de tarefas

De acordo com o questionário da Deloitte, 47% das empresas que aplicaram o que é outsourcing na sua rotina corporativa viram essa solução como uma maneira de resolver problemas de capacidade. Isso significa que a distribuição de tarefas deixou de ser uma preocupação da gerência.

Elevação do nível de qualidade dos serviços e/ou produtos

Também podemos afirmar que o aprimoramento da qualidade dos serviços é uma das vantagens do outsourcing, já que 31% dos participantes do questionário da Deloitte disseram que a terceirização melhora a qualidade dos produtos e serviços oferecidos.

Como melhorar a gestão de outsourcing do seu negócio?

Ao longo desse conteúdo você pôde entender o que é outsourcing e todos os detalhes sobre esse tipo de contratação. Porém, para trazê-lo para o seu negócio, é bem importante tomar alguns cuidados.

Como estamos falando da contratação de externos, é essencial se atentar ao processo de homologação de fornecedores

Isso é fundamental porque, independentemente da área de atuação do fornecedor, é preciso garantir que esse possível parceiro cumpra com as obrigações tributárias e trabalhistas, bem como manter a qualidade do serviço prestado e preservar a reputação corporativa do seu negócio.

Com um software como a Linkana, esse processo não só é possível, como também é simplificado, graças às nossas tecnologias de Machine Learning e RPA. 

Com o nosso sistema de gestão de fornecedores, você e seu time podem:

  • adicionar fornecedores preenchendo o mínimo de informações necessárias — geralmente, apenas entrando com o CNPJ;

  • consultar mais de 50 bases públicas automaticamente;

  • coletar documentos e questionários de checklists 100% customizados para a necessidade da sua empresa;

  • mitigar riscos e acompanhar a performance dos fornecedores de maneira simplificada e eficaz;

  • ter acessos rápidos a informações públicas ou privadas sempre atualizadas e sem complicação.

Conheça mais sobre a Linkana!

A Linkana é o primeiro e maior software de gestão de fornecedores em rede. Nossa base de dados de perfis compartilhados permite que compradores analisem fornecedores ativos e novos em alguns cliques. 

Com isso, criamos e geramos valor com insights de informações comerciais, de risco, qualidade e diversidade, utilizados em processos de cadastro, onboarding, sourcing e análise de spend.

As funcionalidades que você encontra no nosso sistema são:

Quanto aos nossos diferenciais, temos:

  • PERFIS DE FORNECEDORES CERTIFICADOS → O Supplier Open Profile da Linkana padroniza a definição de dados relevantes de fornecedores de acordo com as melhores práticas de mercado, trazendo efeito de rede para o envio e análise de dados entre vários compradores, com informações ESG e de D&I.

  • BASE DE DADOS VIVA E UNIFICADA → Devolvemos o controle dos dados para os fornecedores de maneira inteligente, onde dados públicos são atualizados automaticamente ou enviados uma única vez, evitando informações incompletas, obsoletas ou duplicadas.

  • FUNDAÇÃO DE DADOS INTEGRADA → Impulsionamos o retorno do investimento (ROI) de ferramentas de e-procurement, centralizando dados de fornecedores em uma fonte única de verdade, dinâmica e 100% integrada com todos os sistemas de gestão.

Somos o #SRMDoFuturo, feito para o #CompradorDoFuturo.

Se você se interessou pelo que a solução da Linkana oferece para o seu negócio? Então preencha agora mesmo o formulário abaixo para modernizar e otimizar a sua gestão de fornecedores.

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market