Reputação de empresas: qual a importância? Como melhorar?

A preocupação com a reputação de empresas ganha cada vez mais destaque junto aos seus gestores. Construir uma reputação positiva leva tempo, planejamento e uma gestão de riscos preparada para controlar e recuperar danos, que eventualmente podem ocorrer.

Mesmo sendo uma tarefa tão complexa e custosa, ainda vale muito a pena. Os benefícios de uma reputação empresarial positiva variam da valorização do capital, maior atratividade para investidores, preferência de consumidores e prioridade em negociações com fornecedores.

Na contramão disso, empresas com reputação ruim sofrem com muitas dificuldades para se recuperar, principalmente com o avanço da tecnologia e aumento da relevância da reputação digital. É o caso das instituições financeiras tradicionais, se comparadas ao crescimento das fintechs.

De um lado, temos campeãs de reclamação junto ao PROCON e canais como o Reclame Aqui. Do outro, temos empresas que transformaram o seu negócio para impactar positivamente cada vez mais pessoas através da transformação digital no mercado financeiro.

Mesmo que o cenário imediato mude pouco, reputação de empresas é um desafio a longo prazo. Boas práticas hoje representam a fundação para a construção de uma imagem positiva e duradoura.

Entenda o que forma a reputação de empresas, quais os benefícios de uma reputação positiva e quais práticas funcionam para sua otimização. Do outro lado da moeda, entenda quais práticas prejudicam sua imagem e conheça empresas que estão perdendo terreno por isso. Continue lendo!

O que é a reputação de empresas?

É importante definir a reputação de empresas como a forma como elas são enxergadas pelo seu público, mercado e investidores, considerando a perspectiva alcançada a longo prazo

Podemos diferenciar imagem e reputação da seguinte forma: a imagem é momentânea, enquanto a reputação é aquilo que se constrói ao longo do tempo

Nesse contexto, ainda temos o importante papel da identidade, que é a forma como a marca se apresenta perante o público, ou seja, os valores e elementos que ela quer associar ao seu nome.

O vídeo abaixo explica esses diferentes conceitos de maneira resumida e prática. Confira: 

De modo geral, vemos que os conceitos se complementam. É possível entender a reputação de empresas como sua imagem a longo prazo, enquanto a sua imagem é algo muito mais momentâneo, formado a partir da sua identidade, ações e fatores ambientais.

Vale destacar ainda que a reputação digital e imagem de uma marca na internet segue a mesma premissa. A reputação diz respeito à sua relevância, envolvendo a presença, ações de SEO e outras métricas mais duradouras, enquanto a imagem muda a cada interação diária.

Benefícios de uma reputação positiva

Uma empresa que desfruta de uma reputação positiva pode garantir uma vantagem competitiva de grande relevância. De modo geral, a reputação de empresas irá refletir a interação que ela teve nos diferentes ambientes mercadológicos, provocando os seguintes benefícios:

Maior reconhecimento

Uma reputação positiva é representada por premiações, presença em índices de destaque, entre outros sinais de valorização. Todo esse reconhecimento mantém as portas abertas, auxilia na proteção contra ameaças à imagem e ajuda a empresa a aumentar sua influência no mercado.

Prioridade em negociações e parcerias

De acordo com a boa reputação da empresa, ela ganha prioridade em negociações e seleções. Isso serve para montar uma rede de fornecedores e negociar pedidos, participar de processos de homologação de fornecedores e outros tipos de parceria.

Relacionamento consolidado

O relacionamento com uma empresa de boa reputação é reconhecidamente mais prático e promissor. Clientes, fornecedores e investidores se sentem mais confortáveis para apostar nessa parceria e tirar o seu proveito, tanto pela maior chance de retorno quanto pela segurança e organização.

Ativos valorizados

Uma empresa com reputação positiva, reconhecida e valorizada tem seus ativos como uma opção de investimento muito mais interessante. É o caso de empresas que constam em índices exclusivos da B3, como o índice ESG, que reúne empresas que seguem boas práticas de desenvolvimento ambiental sustentável, social e de governança.

Credibilidade para novos stakeholders

Todos esses fatores em conjunto contribuem para dar mais credibilidade à empresa junto aos novos stakeholders, representados por todo o público estratégico da organização. De acordo com a reputação da empresa, suas ações positivas ganham maior importância e têm maior peso na decisão do público.

Boas práticas para cultivar uma boa reputação da empresa

A reputação de empresas depende diretamente das ações que elas adotam no seu planejamento e ao longo de sua operação. Mesmo que fatores externos possam oferecer ameaças, boas práticas podem combatê-las ou ao menos diminuir o seu impacto e acelerar a recuperação.

Veja alguns exemplos de boas práticas para melhorar a reputação da sua empresa:

Governança corporativa em destaque

Sabendo que a governança corporativa é o conjunto de ferramentas que alinha as expectativas da cúpula de uma empresa com as exigências legais e éticas do mercado, não resta dúvidas de sua relevância para a reputação empresarial.

Valorizar a governança e o Compliance agrega valor e credibilidade a empresa, além de aumentar a segurança e o retorno do investimento.

Transparência e prestação de contas

Com participação no conceito de governança, mas que merece atenção especial, está a adoção de práticas transparentes, sobretudo em relação à prestação de contas e apresentação de resultados obtidos.

Além de garantir uma conduta ética, mais segura para os membros da organização, essa prática ainda aumenta a confiança externa.

Gestão estratégica e dedicada

Não se constrói a reputação de empresas sem uma gestão dedicada, focada em mitigar riscos, encontrar o melhor custo-benefício e, acima de tudo, criar estratégias vencedoras. Para se alcançar e manter uma reputação positiva, é necessário ter um direcionamento e conhecimento amplo sobre os objetivos.

Da mesma forma, ao investir na estratégia de gestão, a liderança da empresa deverá contar com a experiência e o conhecimento dos gestores internos, trazendo um senso de uniformidade para a operação.

eBook
Gestão de Fornecedores

Aprenda como fazer uma gestão de fornecedores inteligente e guiada por dados na sua empresa.

Casos de empresas com reputação ruim

Empresas com reputação ruim precisam se esforçar em dobro para ter uma chance de competir no mercado, sobretudo com o aumento da concorrência e do peso da imagem nas oportunidades de negócio.

De modo geral, temos muitos indicadores que reúnem exemplos de empresas com reputação ruim, como é o caso do PROCON e de portais como o Reclame Aqui. Entre as campeãs de reclamação, temos principalmente as instituições financeiras, como o Banco Itaú e o Bradesco, e empresas de telefonia e internet, como Claro e Vivo.

Em ambos os casos, a falta de comunicação, burocracia, desorganização e cobranças indevidas são as principais fontes de queixas. Como é de se esperar, mesmo que apresentem boas vendas, a má reputação com o consumidor não permite o crescimento total.

Outro tipo de prática que prejudica a reputação de uma empresa está na associação com organizações manchadas por falhas de governança e compliance. Mesmo que sua empresa siga práticas louváveis, contar com um fornecedor em desacordo com as normas trabalhistas, fiscais, ambientais ou éticas pode colocar tudo a perder.

Proteja a sua reputação com fornecedores de qualidade!

Desenvolver a reputação da empresa depende da forma como se faz a gestão de fornecedores. Para montar uma rede de parceiros confiáveis com agilidade, sem abrir mão das boas práticas de Compliance exigidas pelo mercado, você pode contar com as vantagens da Linkana.

Nossos robôs realizam consultas públicas por CNPJ e levantam dados relevantes para avaliar possíveis fornecedores, sem tomar o precioso tempo da sua equipe. Com menos burocracia, seu time de compras se concentra no que realmente importa e ainda tem uma plataforma super prática para monitorar os fornecedores homologados.

Veja como funciona a Linkana através de uma avaliação gratuita

Preencha o formulário a seguir e receba o diagnóstico de um CNPJ de sua escolha.

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.
logo linkana

Ferramenta

Consulta de CNPJ

Encontre o CNPJ e mais 10 outros dados de fornecedores em segundos.

logo linkana

Podcast

Procurement Hero

Líderes e referências do mercado de procurement batem um papo sobre tecnologia, dados e tendências.

logo linkana

Ebook

Gestão de Fornecedores

Descubra como fazer um gestão de fornecedores inteligente e guiada por dados na sua empresa!