Cultura de compliance: engajamento em busca da conformidade

A importância do compliance para a valorização de uma empresa e aumento da competitividade já não são mais segredos, porém, o que muitos gestores ainda não compreenderam totalmente é como ir além, estabelecendo uma verdadeira cultura de compliance para sua empresa.

Entendendo que uma cultura se caracteriza por costumes, hábitos, crenças e conhecimentos passados entre os membros de determinado círculo social, não é difícil ver como o ideal de atuar em conformidade com uma postura ética e governança corporativa têm a ganhar com essa combinação.

De modo geral, cultura de compliance é uma metodologia que leva esse conceito para todos os membros de uma organização, permeando suas interações e direcionamentos a fim de garantir máximo engajamento com essa prática.

Veja como desenvolver uma cultura de compliance na sua empresa, entenda a definição prática desse conceito e todos os benefícios para sua implementação. Por fim, reunimos X dicas de como desenvolver uma cultura de compliance empresarial.

Definição de compliance

Para começar sem qualquer dúvida sobre o tema a ser abordado, vamos revisitar a definição de compliance. Proveniente da expressão “to comply”, que pode ser traduzida como “estar em conformidade”.

No ambiente corporativo, compliance significa que uma empresa conduz uma atuação transparente, ética e em total conformidade com as regras estabelecidas pela legislação vigente e normas regulamentadoras.

Você pode relembrar a definição no vídeo abaixo, produzido e publicado pela Petrobras:

Fator essencial para a mitigação de riscos nas relações comerciais de uma empresa, assim como é o caso dessas ameaças, o conceito de Compliance também sofre alterações com base na abordagem que ele adota a cada momento, existindo compliance em compras, trabalhista, ambiental e outros.

O que é cultura de compliance?

Considerando compliance como as ações adotadas para estar em conformidade com as recomendações legais e boas práticas de mercados e entendendo cultura como o conjunto de costumes, hábitos e valores de um grupo, podemos chegar a uma definição ampla do que é cultura de compliance.

Indo direto ao ponto, cultura de compliance pode ser compreendida como o estabelecimento de um conjunto de obrigações e normas que valorizam a ética e promovem o envolvimento dos diferentes setores internos em benefício da conformidade.

Através de toda essa mudança de comportamento, o que se espera é aumentar o engajamento e a dedicação dos colaboradores com os valores, novos objetivos e regras necessárias para estimular a presença do compliance por toda a organização.

Cultura de compliance vai além de um conjunto de normas impostas aos seus colaboradores. Para adquirir esse cenário ideal, é preciso que todos entendam a importância de priorizar esse trabalho e, a partir daí, promover a conscientização geral em torno do que leva uma empresa à total conformidade.

Benefícios para empresas que adotam cultura de compliance

Assim como pode ser observado ao seguir os princípios da governança corporativa, implementar uma cultura de compliance permite que uma empresa acabe desfrutando de uma série de vantagens. 

Para facilitar a compreensão de todas elas, reunimos alguns benefícios simples, conquistados ao adotar essa prática na sua empresa. Confira:   

Comunicação aberta e honesta

De início podemos citar a otimização na comunicação interna entre os diferentes setores de uma organização. 

Ao conhecer e estimular uma conversa mais franca, aberta e honesta, a empresa se mantém vigilante perante uma conduta ética e transforma cada colaborador em um agente empenhado em transmitir esses valores adiante.

Conduta transparente e ética

Isso se reflete na conduta adotada pela gestão da empresa, que passa a atuar de forma transparente e ética, apoiada e cobrada pela cultura de compliance gerenciada de dentro para fora através do quadro de colaboradores.

Dedicação e empenho

Engajar os colaboradores de uma empresa é um grande desafio, mas que quando alcançado é capaz de promover maior dedicação e empenho

Desenvolvendo o conceito de employer branding, a adoção de uma cultura de compliance cria identificação e estimula a busca por um desempenho cada vez melhor por parte dos colaboradores que enxergam o real valor nessa iniciativa.

Valor agregado e competitividade

Uma empresa que desfruta de uma cultura de compliance bem estabelecida apresenta menor risco de fraudes e falhas diversas, além de garantir benefícios adicionais para parceiros, investidores e demais stakeholders.

Dessa forma, inserir essa prática na rotina da sua empresa pode aumentar o valor agregado de sua experiência, gerar mais competitividade e opções de negociação mais flexíveis, além de diminuir a frequência, probabilidade e impacto de riscos causados pela própria operação.

5 dicas de como implantar uma cultura de compliance

1. Tenha regras claras e escritas sobre compliance

Compliance pode ser entendido como o respeito a um conjunto de regras e boas práticas estabelecidas pelo mercado. 

Para garantir essa compreensão e promover a implementação de uma cultura de compliance, sua empresa precisa deixar as regras bem claras e acessíveis para o quadro de colaboradores.

Dispostas nas políticas institucionais e códigos de conduta, elas devem mostrar qual o comportamento a ser adotado por todos, qual o benefício em seguir à risca essas regras e quais as consequências para eventuais descumprimentos.

2. Monitore a rotina operacional da sua empresa

A cultura de compliance não acontece do dia para a noite e nem deve ser reservada às aparências. 

Para garantir que ela atinja maior profundidade e fique realmente fixada nas suas interações diárias, é essencial monitorar a operação e dar valor aos momentos onde ela se faz presente, além de educar o quadro de colaboradores sobre pontos de otimização.

3. Combine a cultura de compliance com o local onde a empresa atua

É necessário fazer com que a cultura de compliance faça parte das práticas e costumes já presentes no ambiente da sua empresa

Para aumentar as chances de desenvolver esse senso cultural, crie mecânicas de endomarketing e treinamentos onde se traça um paralelo entre a vivência comum e o que se espera com o ideal de conformidade.

4. Seja claro quanto aos objetivos e indicadores de desempenho

Metas só podem ser alcançadas quando sua equipe tem pleno conhecimento sobre elas e o mesmo se aplica à formação de uma cultura de compliance. 

Deixe claro quais são os objetivos do projeto e como a gestão de compliance planeja realizar o acompanhamento de indicadores para certificar que as estratégias estão no caminho certo.

5. Entenda e aproveite oportunidades

Aproveitar estratégias e oportunidades de momento para promover o conhecimento sobre compliance também auxilia na formação dessa cultura no ambiente empresarial. 

Utilize situações amplamente conhecidas, como casos de corrupção ou cases de sucesso, para mostrar o que se pode ou não fazer, além de exemplificar consequências e recompensas para tais iniciativas.

Dica bônus: promova o compliance na rede de fornecedores

Uma cultura de compliance também depende de fornecedores qualificados e em conformidade com as boas práticas do mercado. Para promover esses valores na cadeia de suprimentos, siga o processo de qualificação com a tecnologia da Linkana.

Desenvolvida a partir de machine learning e robot process automation, nossa plataforma faz a consulta pública de documentos de modo automático, sem comprometer o tempo da sua equipe com tarefas repetitivas e burocráticas.

Preencha o formulário abaixo e aproveite um diagnóstico de CNPJ totalmente gratuito para conhecer nossos serviços.

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.