Resources

Logística

Logística

Logística

O que é Lean Supply Chain e como aplicar?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

May 4, 2023

May 4, 2023

May 4, 2023

Lean Supply Chain é um conceito criado a partir do ajuste das bases de uma estratégia chamada Lean Manufacturing que, por sua vez, é uma abordagem que tem por objetivo evitar desperdícios, reduzir erros e melhorar a produtividade, a qual pode ser implementada em qualquer empresa, independentemente do nicho.

Seguindo essa linha de raciocínio, o Supply Chain ou gestão da cadeia de suprimentos é um conjunto de processos que vai desde a compra de insumos e matérias-primas até a entrega dos produtos para os clientes.

Nesse caminho, existem inúmeras atividades e uma está ligada a outra, daí o nome de cadeia, pois tudo acontece em sequência para que o produto/serviço esteja pronto e alinhado às necessidades do público-alvo da marca.

A metodologia Lean entra nesse esquema para criar uma cadeia que funcione com o que é essencial (enxuta), gerando o mínimo de falhas, evitando perdas e aumentando a produtividade da equipe.

Desde a Toyota, que deu nome ao método, hoje, as empresas mais bem-sucedidas do mercado se orientam pelos princípios Lean, e não estamos falando apenas da indústria e do chão de fábrica. 

As diretrizes dessa metodologia também são aplicadas para melhorar processos administrativos em diversas companhias, gestão dos governos, administração hospitalar, processos logísticos, e muitos outros.

Quer entender melhor esse conceito e como ele é aplicado na prática? Então continue a leitura deste artigo e aprenda os principais pontos dessa metodologia que pode transformar a sua empresa!

O que é Lean Supply Chain?

O Lean Supply Chain, ou Cadeia de Suprimentos Enxuta, é a aplicação dos princípios da metodologia Lean para gerenciar os processos da cadeia de suprimentos de uma empresa.

O principal foco desse processo é reduzir os custos e eliminar o desperdício que impactam o abastecimento da empresa para evitar problemas, tais como:


  • processos desnecessários;


  • erros na execução das etapas;


  • desperdícios (matéria-prima, tempo, materiais etc.); 


  • superprodução, entre outros.


A metodologia Lean, chamada também de Lean Manufacturing, é parte do famoso Sistema Toyota de Produção, que revolucionou a indústria japonesa após a Segunda Guerra Mundial. 

Naquela época, o país precisava se recuperar da destruição causada pela guerra, lidar com a baixa mão-de-obra disponível e recuperar a economia.

Observando os processos das fábricas norte-americanas, como a Ford, os japoneses criaram uma metodologia focada na produção enxuta, eliminando desperdícios e mantendo  apenas os processos que agregavam valor e qualidade para o produto/serviço e para os clientes.

Atualmente, essa estratégia está presente nas maiores fábricas e empresas do mundo, aumentando a capacidade produtiva e o desempenho das equipes.

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Qual a importância da metodologia Lean nas empresas?

Dentro de uma cadeia de suprimentos são executadas diversas tarefas, como gestão de fornecedores, gestão de custos, gestão de compras, entre outras.

Dependendo do tamanho da empresa, essas operações são bastante complexas devido ao grande volume de decisões que precisam ser analisadas e aprovadas.

Para tornar o trabalho o mais objetivo (enxuto) possível, o Lean Supply Chain é aplicado e passa um "pente fino" nos processos utilizados até o momento, eliminando o que não gera valor e dando prioridade para as tarefas que são essenciais.

Essa é uma prática importante para que a companhia se mantenha competitiva e não sofra, por exemplo, com a falta de seu produto no mercado ou deixe de prestar seu serviço.

Ter os recursos certos, na quantidade adequada e na frequência de reposição necessária, ajuda não só a produzir com agilidade, mas também a qualificar e fechar propostas com o melhor custo-benefício junto aos fornecedores.

Como aplicar o Lean Supply Chain?

Se a ideia é reduzir os custos da cadeia, para aplicar o Lean Supply Chain na sua empresa é necessário passar pelos seguintes pontos:



  • saber o que agrega valor para o cliente;


  • identificar os desperdícios e planejar ações de melhoria;


  • criar processos padrão para ser a base da cadeia;


  • implementar o novo fluxo de processos enxuto;


  • criar uma rede de fornecedores qualificada.


Veja como executar em cada uma dessas etapas.

1. Saber o que agrega valor para o cliente

A Cadeia de Suprimentos Enxuta só é eficiente se a cadeia de suprimentos estiver baseada em processos que agreguem valor para o cliente final.

Uma matéria-prima de qualidade, por exemplo, ajuda a equipe a fabricar um produto durável e com bom acabamento. Consequentemente, quando o consumidor o utilizar, verá esse valor refletido na vida útil, no conforto ou no desempenho do item adquirido. 

Para ajudar a executar essa análise, é interessante utilizar uma ferramenta de mapeamento de fluxo de valor para analisar cada uma das tarefas que compõem a gestão da cadeia de suprimentos e criar um fluxograma para ilustrar as etapas essenciais para entregar os valores planejados. 

2. Identificar os desperdícios e planejar ações de melhoria

Durante o trabalho para criação dos mapas de fluxo de valor, é possível fazer outra análise importante da Cadeia de Suprimentos Enxuta: identificar os desperdícios da cadeia.

Nesta etapa, a equipe deve focar em reconhecer tudo o que gera valor. Dessa forma, fica mais fácil destacar o que está causando desperdício de tempo, dinheiro, mão-de-obra, transporte, entre outros pontos.

Assim, as ações de melhoria podem ser discutidas e alinhadas para que os processos da empresa sigam um fluxo otimizado e alinhado aos valores propostos.

3. Criar processos padrão para ser a base da cadeia

Outro detalhe importante ao aplicar esse conceito é identificar quais os processos- padrão do fluxo que geram valor dentro da cadeia. 

Os processos-padrão são aqueles que nunca podem deixar de serem executados para não comprometer as decisões seguintes

Para facilitar o entendimento, essas etapas podem ser destacadas no fluxograma para chamar a atenção da equipe responsável pela sua execução.

4. Implementar o novo fluxo de processos enxuto

Após todo o trabalho para criar um fluxo de processos sem desperdícios, com custos equilibrados e fornecedores estabelecidos, é hora de mostrar o novo fluxo de processos enxuto para todas as equipes.

Nessa fase, é importante que os gestores (de operação, de custos, de compras, e outros) apresentem as mudanças e façam treinamentos de atualização para explicar as novas diretrizes de trabalhos que, agora, são baseadas no Lean Supply Chain.

5. Criar uma rede de fornecedores qualificada

Com as etapas anteriores concluídas, a cadeia de suprimentos terá novos valores prioritários e a rede de fornecedores que atende a empresa precisa estar alinhada a esses propósitos.

Por isso, na hora de fazer a qualificação de um novo fornecedor, ou até mesmo a reavaliação dos antigos, use as definições dos tópicos anteriores para garantir que eles possam atender no tempo planejado para produção e conseguir acordos vantajosos nos contratos.

Como a tecnologia ajuda a melhorar a gestão de fornecedores?

A tecnologia é uma aliada da metodologia de Lean Supply Chain, pois ajuda a otimizar diversas tarefas relacionadas à estruturação da cadeia de suprimentos do seu negócio, tais como o processo de qualificação e de homologação de fornecedores.

A Linkana, por exemplo, dá suporte para essa operação por meio de um software baseado em tecnologias inteligentes para combater a burocracia e aumentar a eficiência na gestão dos seus fornecedores.

Focada na análise de dados públicos e privados de fornecedores, nossa plataforma simplifica e otimiza seus processos de cadastro, homologação, avaliação e muito mais. 

O que só a Linkana oferece para o seu negócio?

A Linkana é a primeira fundação de dados de fornecedores compartilhada do Brasil. Nossa base de dados de perfis universais de fornecedores permite que compradores busquem, analisem e homologuem fornecedores em alguns cliques. 

Com isso, aceleramos radicalmente processos de onboarding, análise e monitoramento de fornecedores, utilizando dados e insights compartilhados entre as maiores corporações do nosso país.

Somente a solução da Linkana resolve a maior falha de procurement do momento: a ausência de uma fundação de dados compartilhada.

Com isso, você e seu time de compras e procurement terão vantagens como:



  • redução do tempo necessário para encontrar fornecedores qualificados;


  • diminuição da burocracia e do fluxo de trabalho para homologar empresas fornecedoras;


  • construção mais rápida de um relacionamento com os fornecedores;


  • processo de mitigação de riscos mais preciso e otimizado, e muito mais!


Preencha agora mesmo o formulário abaixo e revolucione a maneira como você organiza a área de compras e procurement do seu negócio e se relaciona com seus fornecedores!

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market