Resources

Economia Inclusiva

Economia Inclusiva

Economia Inclusiva

Gestão da diversidade: saiba o que é e como colocar a ideia em prática

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

January 12, 2023

January 12, 2023

January 12, 2023

Termos como representatividade, inclusão e reconhecimento já fazem parte do dia a dia das organizações. E a base para que esses conceitos tenham um valor maior no mundo corporativo só depende de uma boa gestão da diversidade.

Mas por que aplicar a gestão da diversidade? 

Segundo uma pesquisa feita pela CKZ Diversidade, em parceria com o Great Place to Work e o Núcleo de Estudos em Organizações e Pessoas, 60% das organizações têm práticas que favorecem a gestão, enquanto 40% adotam uma política mais formal, ou seja, com integração total e regras bem definidas dentro das empresas.

Para ficar mais por dentro do assunto, aqui você vai saber como identificar as empresas que aplicam gestão da diversidade e como você pode aderir na sua organização. Acompanhe a gente e boa leitura!

O que é gestão da diversidade?

A gestão da diversidade é uma estratégia que visa incluir pessoas de diferentes características dentro de uma empresa, considerando sua permanência e importância para o bem da atividade profissional.

O movimento começou na década de 1990, quando o mercado de trabalho passou pela globalização, fazendo com que as empresas tivessem uma nova perspectiva em relação às pessoas.

Em suma, as práticas de gestão da diversidade englobam a formação de uma cultura organizacional que insere pessoas com experiências de vida diferentes das tradicionais, apresentando novas concepções dentro de um grupo.

Nesse aspecto, podemos constatar que a gestão da diversidade trouxe:

  • a criação de uma cultura mais liberal;

  • a presença de pessoas de diferentes nichos;

  • diversas gerações fortalecendo o aumento da expectativa de vida;

  • mistura demográfica causada pela globalização.

Diversidade, inclusão e equidade 

Embora a diversidade contemple uma série de propósitos, ela é confundida com inclusão e equidade. Confira abaixo a principal diferença entre esses termos:

  • diversidade: variedade de culturas, experiências e identidades. Isso significa que cada ser humano é diverso, independente do local de nascimento ou das características físicas e emocionais;

  • inclusão: conjunto de atitudes que geram acesso igual de todas as pessoas às oportunidades;

  • equidade: prática que serve para corrigir distorções de separação na sociedade. Ou seja, quando alguém ou um grupo é discriminado, torna-se necessário aplicar políticas que ofereçam a igualdade em determinada situação.


Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Qual a importância da gestão da diversidade?

No processo de elaboração de um plano de gestão de diversidade, o setor de Recursos Humanos (RH) deve estar focado em duas ações: adequar o ambiente para essa nova cultura, e adaptar o processo de seleção de candidatos.

Isso mostra que, se a cultura da empresa não fortalece a união de perfis diferentes, ter um quadro de minorias não gera vantagens para nenhum negócio, pois a integração seria demorada e custosa.

Por isso, o RH deve criar programas que façam o time identificar a importância da diversidade. Treinamentos com ênfase em mostrar que os colaboradores diversos são criativos, competentes e que podem apresentar novos insights para a corporação devem ser realizados com frequência.

Sendo assim, é possível perceber que a gestão da diversidade é importante para o recrutamento e a seleção. Por meio deles, as empresas poderão remodelar o perfil dos funcionários, não se limitando apenas a um padrão único.

Ao mesmo tempo em que a gestão da diversidade inclui pessoas até então vistas como discriminadas, ela também contribui para um processo de reflexão sobre:

  • dificuldades de inserção de jovens;

  • dificuldades de entender o significado de orientação sexual;

  • conflitos interculturais;

  • separação de funcionários acima dos 50 anos de idade;

  • discriminações durante o processo de seleção;

  • baixo poder feminino em cargos de liderança.

Leia também: Programa de diversidade de fornecedores no Brasil: guia completo 

Quais são os benefícios da gestão da diversidade? 

Desde o fortalecimento da criatividade na empresa até a redução de custos, a diversidade traz muitos benefícios para uma organização, tornando-a mais competitiva em relação à concorrência. Acompanhe as principais vantagens:

1. Aumento da criatividade organizacional 

Ao oferecer um espaço que integre as diferenças de personalidades, as equipes de trabalho conquistam maior liberdade para expressar suas opiniões, contribuindo para a originalidade e a transparência.

Ou seja, quanto maior a diversidade, maior será a possibilidade da organização de alcançar os resultados esperados, com soluções criativas para os problemas enfrentados.

2. Intenção de compra 

O mercado tem mostrado que as empresas que atendem bem seus clientes refletem a diversidade da sua base.

De acordo com o Instituto Locomotiva e o Data Favela, publicado na Forbes, mulheres, negros e classes CDE concentram mais de 80% da intenção de compra no Brasil.

Além disso, as organizações com lideranças diversas têm maiores chances de entender a necessidade de uma ampla base de clientes.

3. Diminuição de conflitos 

Empresas que prezam por uma política saudável de relação entre as diferenças têm como grande vantagem a facilidade para lidar com possíveis problemas durante suas atividades.

Atritos, confusões e distorções geram instabilidade no ambiente profissional. Ao detectar essas situações, a empresa fortalecerá a comunicação entre os envolvidos para um bem maior.

4. Melhoria na imagem da empresa 

Uma companhia que preza pela diversidade está cumprindo seu papel social, o que favorece a valorização no mercado.

Esse aspecto fica evidente de acordo com um estudo realizado pela Aberje, que identificou que 68% das empresas buscam melhorar a própria reputação como principal motivo para promover a pluralidade de talentos.

Nesse sentido, são várias vantagens para as empresas que implementam a gestão da diversidade em sua cultura, como:

  • diminuir situações de caráter jurídico que podem levar a processos discriminatórios;

  • construir ambientes organizacionais mais representativos;

  • melhorar a visibilidade no mercado em geral, conquistando mais parcerias;

  • contribuir para fortalecer uma sociedade mais justa e economia mais globalizada.

Leia também: O que é compliance empresarial e qual sua importância?

Vale a pena investir na diversidade empresarial? 

O conceito de moral e ética, ensinado nos primeiros anos escolares, ressurge com força total quando as empresas apostam na gestão da diversidade. 

Este é um assunto latente que ganha notoriedade quando as organizações percebem que existem diversos profissionais qualificados para exercer todos os tipos de cargos e com chances de mostrar suas habilidades.

Esse cenário revela que as empresas ainda desperdiçam seus talentos negros devido ao racismo. Essa percepção não se reflete apenas pela baixa inclusão de pessoas de pele negra nas empresas, como também pelo aumento do desemprego.

Conforme a Pnad Covid-19, pesquisa experimental realizada durante a pandemia, a população negra foi afetada com alto índice de desempregos. 

Os números apontam um salto de 15,4% para 16,1%, isto é, cerca de 519 mil pessoas pretas ou pardas perderam o emprego em apenas um mês, enquanto as de cor branca não ultrapassaram 60 mil.

Sob o mesmo ponto de vista, é perceptível como as pessoas com deficiência passam por dificuldades por não contar com produtos ou serviços disponíveis para atender suas necessidades.

Enfim, a gestão da diversidade nas organizações é uma prática positiva que pode favorecer a reputação de uma empresa.

No vídeo abaixo, ao participar do TED Talk, a autora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie fala sobre os diferentes perspectivas sobre o mesmo assunto, o que contribui para um olhar mais diverso. Confira:

https://youtu.be/D9Ihs241zeg

Como fazer a gestão da diversidade? 

Listamos algumas orientações para que você e sua equipe comecem a planejar um projeto para incluir a gestão da diversidade em sua organização.

1. Reorganize a política da empresa 

Em primeiro lugar, é importante que qualquer empresa tenha uma política de diversidade. Nela, devem constar fatores que contribuem para a inclusão de pessoas de todas as “tribos”, além de evidenciar consequências em casos de comportamento discriminatório.

A propósito, todos os colaboradores devem estar cientes sobre as atitudes preconceituosas, sabendo que a empresa poderá puni-los com condutas severas.

Também é fundamental criar mecanismos de denúncia em caso de atitudes indesejadas.

2. Avalie o quadro de funcionários 

Faça um diagnóstico completo do quadro de funcionários da empresa para saber quem faz parte de um modelo de diversidade, e perceba quais razões o levaram a contratar as pessoas que estão no seu time.

3. Fortaleça o engajamento da equipe 

É relevante a empresa proporcionar um diálogo aberto com os colaboradores sobre a diversidade, assim, eles terão a chance de colocar suas ideias sobre o tema para chegar a um consenso igualitário.

Nesse sentido, mantenha os colaboradores cientes sobre a política da companhia.

4. Reflita sobre a sua empresa 

Além da comunicação interna com sua equipe, avalie como a empresa está preparada para inserir a política de gestão de diversidade. 

Nesse contexto, deve-se pensar se você dispõe das ferramentas necessárias para o trabalho e se existem impedimentos para a prática, como identificar se o grupo está motivado para aderir novos hábitos e conceitos.

5. Preste atenção ao processo de recrutamento

Como vimos ao longo deste artigo, a importância da gestão de diversidade está no modelo de seleção e recrutamento.

Por isso, em vez de apostar na contratação de um grupo limitado e sem perspectivas de mudanças, uma boa alternativa é usar um software de recrutamento e seleção que identifica os candidatos qualificados para uma determinada vaga.

Quais são os problemas da falta de gestão da diversidade?

A gestão da diversidade tende a minimizar uma série de conflitos dentro de uma organização, não somente pelo fato de incluir profissionais de diferentes estilos, bem como melhorar o faturamento da empresa, uma vez que os investidores têm se aproximado de corporações heterogêneas.

Uma pesquisa realizada pela consultoria McKinsey mostra que empresas com maior diversidade de gênero em cargos executivos têm 21% mais chance de obter lucros acima da média e, no caso da diversidade étnica, esse número passa para 33%.

Por outro lado, a falta de uma gestão da diversidade implica em diversos problemas. Sem valorizar as diferenças, o clima organizacional cai, e os funcionários se sentem menos motivados para desenvolver seu potencial.

Em paralelo, as organizações que se afastam desse propósito, principalmente em um país com múltiplas religiões e etnias, como o Brasil, deixam de cumprir seu papel social, o que gera má visibilidade nas regiões onde atuam.

Desse modo, desvalorizar a diversidade no mundo corporativo pode ser um risco grave e irreversível. E isso não se aplica apenas ao quadro de funcionários, mas também aos fornecedores com os quais você faz negócios. 

Como a Linkana pode ajudar na gestão da diversidade? 

É comum as empresas escolherem seus colaboradores e parceiros pelo critério de identificação, mas, nesse contexto, nem sempre é relevante considerar apenas as experiências adquiridas ao longo do caminho. E isso também se enquadra para a gestão de fornecedores.

Aderir às práticas da gestão de diversidade em fornecedores é um processo bastante relevante para a transição da cadeia de suprimentos.

Desse modo, a Linkana promove a diversidade de fornecedores em sua cadeia de suprimento por meio de ferramentas, coleta e análises de dados de fornecedores ativos.

Entre as principais funcionalidades da Linkana em relação à pesquisa sobre fornecedores estão:

Com nossa plataforma, é possível identificar e dar mais oportunidades para fornecedores controlados por pessoas de cor preta, mulheres, indígenas e LGBTQIA+.

A Linkana disponibiliza relatórios inteligentes por informações do poderoso banco de dados de perfis dos fornecedores, agilizando o processo de contratação de acordo com a visão da sua empresa.

Quer um exemplo de sucesso?

A Mondelez Brasil recebeu a missão de implementar o Programa de Diversidade de Fornecedores, e, com isso, o Gerente de Procurement, Gilson Alencar, tornou-se o Líder de Diversidade & Inclusão de Fornecedores.

Com o projeto Linkana Insights, nossa empresa foi aprovada pela auditoria global da Mondelez International como plataforma oficial de identificação e certificação de fornecedores diversos e de economia inclusiva no Brasil.

Gostou da ideia? Então, preencha o formulário abaixo e revolucione seu relacionamento com os fornecedores:

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market