ESG na indústria: o que é e quais desafios devem ser enfrentados?

A relação entre sustentabilidade e o mundo corporativo está cada vez mais próxima. Quando se trata de ESG na indústria, o assunto ganha amplitude, uma vez que engloba ideias para explorar conscientemente as matérias-primas e reciclar itens descartáveis após o uso do consumidor. 

Pode até parecer inovador, mas essa é uma prática já exigida pelas corporações, por meio de leis específicas, certificações ou a norma de negociação com outras empresas.

Mesmo assim, o ESG ainda é motivo de dúvida e receio, embora a prática traga benefícios (e não só para as empresas). 

Neste artigo, vamos mostrar as interferências do ESG na indústria e como você pode implementar na sua empresa. Acompanhe!

O que é ESG? 

ESG é a sigla em inglês para “environmental, social and governance”, que, em português, significa ambiental, social e governança.

O objetivo é repensar o impacto socioambiental e a estrutura empresarial, buscando meios para promover a sustentabilidade, em relação ao meio ambiente, sociedade e saúde corporativa.

ESG na indústria: os três pilares 

A prática de ESG ajuda a indústria a modificar seus modelos de produção e gestão, com ações voltadas à sustentabilidade, humanização e transparência em seus relacionamentos. 

Contudo, essas transformações só acontecem por meio de um planejamento que engloba atitudes de:

  • responsabilidade ambiental: influenciam o meio ambiente e a natureza. De modo geral, a prática consiste em definir melhores destinos aos resíduos, fortalecer a reciclagem de embalagens, extrair a matéria-prima de maneira consciente e usar energia renovável;
  • responsabilidade social: envolvem programas de educação e qualificação de funcionários, além de promover a diversidade, a inclusão e a equidade na empresa, como parcerias com ONGs;
  • governança corporativa: está conectada à parte administrativa. Diz respeito à transparência e honestidade da instituição, podendo ser aplicada a partir de políticas de combate ao crime e à corrupção.

Quais são as vantagens do ESG?

A verdade é que a prática de ESG na indústria beneficia tanto as empresas quanto o governo e a sociedade em geral.

Nesse sentido, são diversas as vantagens que percorrem a cadeia produtiva. Entre elas:

  • diminuição de gastos operacionais e ganhos de produtividade;
  • mitigação de riscos socioambientais;
  • melhoria na imagem e reputação;
  • opiniões diferentes e enriquecedoras que contribuem para fortalecer a indústria.

Por que adequar as práticas ESG à sua indústria? 

Para ser mais competitiva e notória, uma indústria precisa se adaptar ao modelo ESG. Investidores “farejam” empresas que cultuam práticas socioambientais e de governança. Além disso, consumidores mais exigentes preferem consumir produtos de empresas que priorizam esses aspectos. 

Sendo assim, as diretrizes de ESG agregam valor à companhia, o que favorece para potencializar as ações, bem como ter subsídios para diminuir os problemas e conquistar parcerias relevantes.

eBook
Programa de Diversidade de Fornecedores no Brasil
Tenha acesso a um guia completo de como estruturar o seu programa de diversidade de fornecedores. Veja erros, acertos, cases de sucesso e boas práticas do mercado!

Quais são os principais desafios de implementar ESG na indústria?

O termo ESG já é reconhecido no mercado industrial. Isso facilita para que ele saia definitivamente do papel e seja implantado nos planejamentos estratégicos dos gestores. 

Segundo uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria, realizada com 100 empresas, 71% estão mobilizadas e adotando medidas sustentáveis como parte da sua estratégia corporativa, tendo como principal razão o fortalecimento da relação da instituição com seus públicos.

Embora os números apontem boas ações, a prática de ESG ainda enfrenta desafios bastante conflitantes. 

Um dos principais conflitos do setor industrial é a própria (falta de) elaboração de um programa de ESG. Sistematizar as corporações com um modelo sustentável ainda é um tabu. 

Por outro lado, se, antes, as discussões se baseavam somente em assuntos relacionados aos negócios, faturamento, preços e prazos, hoje, a indústria debate as mudanças climáticas e os direitos humanos, mesmo que seja em passos lentos.

Quer saber mais sobre a importância do ESG na indústria? Ouça o nosso 1º Linkana Talks, que aborda tudo sobre a diversidade na base de fornecedores. 

Novos desafios 

Ricardo Voltolini, CEO da consultoria Ideia Sustentável, acredita que o setor industrial precisará olhar atenciosamente para questões como diversidade, inclusão, ética e direitos humanos na cadeia de valor, gestão do bem-estar e sustentabilidade.

Durante o Seminário ESG na Pauta da Indústria Baiana, promovido pelo Conselho de Meio Ambiente e Responsabilidade Social da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), o representante da corporação disse que, no quesito ambiental, temas como descarbonização, melhor gestão de recursos naturais e biodiversidade devem se tornar mais relevantes ao longo dos anos.

Ele enfatizou que a governança em ESG não representa apenas o código de ética, mas também a forma como as empresas pretendem ser analisadas no futuro. Esse é um bom sinal para reforçar as práticas no ambiente corporativo.

Leia também: Gestão da diversidade: por que e como aplicar na sua organização?

Como a Linkana pode ajudar a incorporar ESG na indústria? 

A Linkana está pronta para auxiliar os setores da indústria a implantar a prática de ESG e, assim, fazer com que o setor industrial aumente seu valor e atenda às expectativas do consumidor.

Mas como isso é possível? Fortalecendo a busca por fornecedores diversos e qualificados.

Nossa plataforma certifica e classifica fornecedores de acordo com boas práticas internacionais em temas como diversidade, inclusão, sustentabilidade, social e governança corporativa.

Fazemos isso por meio de modelo proprietário de ESG rating criado para classificação e análise de fornecedores, bem como temos a nossa própria certificação de diversidade & inclusão para empresas pertencentes a mulheres, pretos, pardos, PcDs, indígenas e pessoas LGBTQIA+.

Acesse agora mesmo a plataforma para saber como você pode implementar o ESG na sua indústria. 

Sobre a Linkana 

A Linkana é o primeiro e maior software de gestão de fornecedores em rede. Nossa base de dados de perfis compartilhados permite que compradores analisem fornecedores ativos e novos em alguns cliques. Com isso, criamos e geramos valor com insights de informações comerciais, de risco, qualidade e diversidade, utilizados em processos de cadastro, onboarding, sourcing e análise de spend.

Somos o #SRMDoFuturo, feito para o #CompradorDoFuturo.

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.

Ebook

Diversidade de Fornecedores

Tenha acesso a um guia completo de como estruturar o seu programa de diversidade de fornecedores. Veja erros, acertos, cases de sucesso e boas práticas do mercado!

logo linkana

Podcast

Procurement Hero

Líderes e referências do mercado de procurement batem um papo sobre tecnologia, dados e tendências.

Teste
Descubra se você é um comprador do futuro!

Tenha acesso a um guia completo de como estruturar o seu programa de diversidade de fornecedores.Veja erros, acertos, cases de sucesso e boas práticas do mercado!

logo linkana

Ferramenta

Consulta de CNPJ

Encontre o CNPJ e mais 10 outros dados de fornecedores em segundos.

logo linkana

Ebook

Gestão de Fornecedores

Descubra como fazer um gestão de fornecedores inteligente e guiada por dados na sua empresa!