Gestão da diversidade: por que e como aplicar na sua organização?

A gestão da diversidade nas organizações é um assunto importante nos dias de hoje. Termos como representatividade, inclusão e reconhecimento são utilizados para expressar a importância do movimento em fomentar o hábito no mundo corporativo.

E por que aplicar a gestão da diversidade? Segundo uma pesquisa feita pela CKZ Diversidade em parceria com o Great Place to Work e Núcleo de Estudos em Organizações e Pessoas, 60% das organizações possuem práticas que favorecem a gestão, enquanto 40% adotam uma política mais formal, ou seja, com integração total e regras bem definidas dentro das empresas.

Para ficar mais por dentro do assunto, neste texto você vai saber como identificar empresas que aplicam gestão da diversidade e como você pode aderir na sua organização.

O que é gestão da diversidade?

A gestão da diversidade é uma estratégia para incluir pessoas de diferentes características dentro de uma empresa, considerando sua permanência e importância para o bem da atividade profissional.

O movimento começou na década de 1990, quando o mercado de trabalho passou pela globalização, fazendo com que as empresas funcionassem com uma nova perspectiva em relação às pessoas.

Em suma, as práticas de gestão da diversidade englobam a formação de uma cultura organizacional onde insere pessoas com experiências de vida diferentes das tradicionais, apresentando novas concepções dentro de um grupo.

Nesse aspecto, podemos constatar que a gestão da diversidade trouxe:

  • a criação de uma cultura mais liberal;
  • a presença de pessoas de diferentes nichos;
  • diversas gerações fortalecendo o aumento da expectativa de vida;
  • mistura demográfica causada pela globalização

Qual a importância da gestão da diversidade?

Ao mesmo tempo em que a gestão da diversidade inclui pessoas até então vistas como discriminadas, ela também contribui para um processo de reflexão sobre:

  • dificuldades de inserção de jovens;
  • dificuldades de entender o significado de orientação sexual;
  • conflitos interculturais;
  • separação de funcionários acima dos 50 anos de idade;
  • discriminações durante o processo de seleção;
  • baixo poder feminino em cargos de liderança

Nesse sentido, são várias vantagens para as empresas que implementam a gestão da diversidade em sua cultura, como:

  • diminuir situações de caráter jurídico que podem levar a processos discriminatórios;
  • construir ambientes organizacionais mais representativos;
  • melhorar a visibilidade  no mercado em geral, conquistando mais parcerias;
  • contribuir para fortalecer uma sociedade mais justa e economia mais globalizada

Leia também: O que é compliance empresarial e qual sua importância?

Mas vale a pena investir na diversidade empresarial?

O conceito de moral e ética, ensinado nos primeiros anos escolares, ressurge com força total quando as empresas apostam na gestão da diversidade. 

Este é um assunto latente que ganha notoriedade quando as organizações percebem que existem diversos profissionais qualificados para exercer todos os tipos de cargos e com chances de mostrarem suas habilidades.

Esse cenário revela que as empresas ainda desperdiçam seus talentos negros devido ao racismo. Essa percepção não se reflete apenas pela baixa inclusão de pessoas de pele negra nas empresas, como também pelo aumento do desemprego.

Conforme a Pnad Covid-19, pesquisa experimental realizada durante a pandemia, a população negra foi afetada com alto índice de desempregados. 

Os números apontam um salto de 15,4% para 16,1%, ou seja, cerca de 519 mil pessoas pretas ou pardas perderam o emprego em apenas um mês, enquanto as de cor branca não ultrapassaram 60 mil.

Sob o mesmo ponto de vista, é perceptível como as pessoas com necessidades especiais passam por dificuldades por não contarem com produtos ou serviços disponíveis para atender suas necessidades.

Em suma, a gestão da diversidade nas organizações é uma prática positiva que pode favorecer a reputação de uma empresa.

No vídeo abaixo, ao participar do TED Talk, a autora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie fala sobre os diferentes olhares sobre o mesmo assunto. Confira:

Como aplicar práticas de gestão da diversidade?

Listamos algumas orientações para você e sua equipe começarem a planejar um projeto para incluir a gestão da diversidade em sua organização.

Resultados impressionantes através da automação de processos
Descubra como a Nivea, a Mitre e outras grandes empresas revolucionaram seus processos de gestão de fornecedores com a plataforma da Linkana.

1. Reorganize a política da empresa se necessário

Em primeiro lugar, é importante que qualquer empresa tenha uma política de diversidade. Nela devem constar fatores que contribuem para a inclusão de pessoas de todas as “tribos”, além de evidenciar consequências em caso de comportamento discriminatório.

A propósito, todos os colaboradores devem estar cientes sobre as atitudes discriminatórias, sabendo que a empresa poderá puni-los com condutas severas.

Também é fundamental criar mecanismos de denúncia em caso de atitudes indesejadas.

2. Fortaleça o engajamento da equipe

É relevante a empresa proporcionar um diálogo aberto com os colaboradores sobre a diversidade, assim, eles terão a chance de colocar suas ideias sobre o tema para chegar a um consenso igualitário.

Nesse sentido, é importante mantê-los cientes sobre a política da companhia.

3. Reflita sobre a sua empresa

Além da comunicação interna com sua equipe, é importante avaliar como a sua empresa está preparada para inserir a política de gestão de diversidade. 

Nesse contexto, deve-se pensar se você dispõe das ferramentas necessárias para o trabalho, se existem impedimentos para a prática, como identificar se o grupo está motivado para aderir novos hábitos e conceitos.

Como a Linkana pode ajudar na gestão da diversidade?

É comum as empresas escolherem seus colaboradores e parceiros pelo critério de identificação, mas, nesse contexto, nem sempre é relevante as experiências adquiridas ao longo do caminho. E isso se enquadra também para a gestão de fornecedores.

Aderir às práticas da gestão de diversidade em fornecedores é um processo bastante relevante para a transição da cadeia de suprimentos.

Desse modo, a Linkana promove a diversidade de fornecedores em sua cadeia de suprimento por meio de ferramentas coleta e e análises de dados de fornecedores ativos.

Com a nossa plataforma é possível identificar e dar mais oportunidades para fornecedores controlados por pessoas de cor preta, mulheres, indígenas e LGBTQIA+.

A Linkana disponibiliza relatórios inteligentes por meio de informações do poderoso banco de dados de perfis dos fornecedores, agilizando o processo de contratação de acordo com a visão da sua empresa.

Preencha o formulário abaixo e revolucione seu relacionamento com os fornecedores:

 


Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.
logo linkana

Ferramenta

Consulta de CNPJ

Encontre o CNPJ e mais 10 outros dados de fornecedores em segundos.

logo linkana

Podcast

Procurement Hero

Líderes e referências do mercado de procurement batem um papo sobre tecnologia, dados e tendências.

logo linkana

Ebook

Gestão de Fornecedores

Descubra como fazer um gestão de fornecedores inteligente e guiada por dados na sua empresa!