Resources

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Sustentabilidade na cadeia de suprimentos: 5 dicas de implementação

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

June 27, 2023

June 27, 2023

June 27, 2023

Não quer ler esse texto? Você pode ouvir todo o conteúdo clicando no player abaixo ⬇️


A sustentabilidade na cadeia de suprimentos pode ser definida como a entrega de produtos e/ou serviços para manter o fluxo operacional de uma empresa, de modo que esse processo cause o menor impacto socioambiental possível

E por quais motivos essa prática se tornou tão importante? Uma das razões é que as companhias estão sob uma lupa cada vez maior dos investidores, clientes e da sociedade como um todo.

A exigência de modelos mais humanitários, eficientes e sustentáveis transformaram a competição do mercado em algo ainda mais expressivo. 

Por conta disso, não basta oferecer o melhor produto com o menor preço, o consumidor espera que a compra tenha algum impacto positivo na sua vida e na das pessoas ao seu redor.

Prova disso vem da pesquisa denominada "Relatório ESG e Sustentabilidade 2022" do Opinion Box, a qual revelou que entre 2.246 entrevistados, 75% afirmam que negócios que adotam práticas sustentáveis têm mais chances de conquistar os clientes.

Por outro lado, muitos disseram que deixam de comprar um produto ou contratar uma empresa que está envolvida em ações contrárias a esses princípios, tais como:

  • trabalho escravo (59%);

  • poluição da natureza (57%);

  • maus tratos/más condições aos funcionários (55%), entre outros motivos.

Para evitar resultados como esses no seu negócio, é fundamental conhecer o que configura uma cadeia de suprimentos sustentável, fazer um comparativo com os processos já adotados e ajustá-los para se alinharem às boas práticas esperadas por seus stakeholders.

A fim de ajudar você com isso, neste artigo falaremos tudo sobre sustentabilidade na cadeia de suprimentos, incluindo os componentes, funcionamento, benefícios e dicas de como implementar esse conceito na sua companhia.

Siga a leitura e confira tudo agora mesmo!

O que é sustentabilidade na cadeia de suprimentos?

Sustentabilidade na cadeia de suprimentos é um processo que tem por objetivo garantir o abastecimento dos negócios por meio de fluxos que reduzem, ou até mesmo eliminam, impactos sociais e ambientais.

Segundo um estudo realizado por duas empresas de Massachusetts, é possível chegar a esse resultado por meio do gerenciamento correto de recursos naturais, como da água; e pelo uso de energias provindas de fontes renováveis, a exemplo da solar e da eólica.

Todavia, para que uma dinâmica como essa realmente dê certo, é fundamental que todos os agentes envolvidos na rede de abastecimento adotem ações voltadas para essa finalidade.

No que se refere especificamente à gestão de fornecedores, é possível dizer que uma das medidas que pode ser tomada é analisar pontualmente a forma de trabalho das empresas fornecedoras

A ideia é verificar se estão, ou não, em consonância com comportamentos e atitudes que promovem a sustentabilidade na cadeia de suprimentos.

Quais são os componentes de uma cadeia de suprimentos sustentável?

Contudo, para fazer essa análise é preciso, primeiramente, saber o que verificar. Por conta disso, é importante você conhecer os componentes que promovem a sustentabilidade na cadeia de suprimentos. São eles:

  • cadeia de suprimentos verde;

  • cadeia de suprimentos transparente;

  • cadeia de suprimentos circular.

Cadeia de suprimentos verde

Consiste na adoção de processos que garantem boas práticas de responsabilidade ambiental. 

Para isso, é preciso pensar em toda vida útil de um produto, indo do seu desenvolvimento, passando pela escolha da matéria-prima e como essa será fabricada ou extraída, entre outros pontos relacionados.

Cadeia de suprimentos transparente

Trata-se da capacidade de uma empresa de mostrar aos seus stakeholders a procedência dos seus produtos e/ou serviços, incluindo a origem dos insumos, tipo de mão de obra que foi utilizada e demais questões relacionadas.

Uma das maneiras de fazer isso é com a apresentação de relatórios de sustentabilidade, a exemplo do relatório GRI

Cadeia de suprimentos circular

Voltado para o conceito de reciclagem, a ideia é que a cadeia de suprimentos contemple produtos que possam retornar ao status de matéria-prima, gerando a fabricação de novos itens vendáveis com menos impacto para o meio ambiente.

Aproveite e leia também: "Sustentabilidade nas corporações: entenda como e porquê se preocupar com o assunto do momento"

Como funciona uma cadeia de suprimentos sustentável?

Uma cadeia de suprimentos sustentável funciona baseada em quatro pilares:

  • colaboração;

  • tecnologia;

  • padronização;

  • divulgação.

Colaboração

Para promover a sustentabilidade na cadeia de suprimentos, é fundamental que haja a colaboração de todos os agentes envolvidos. A troca de informações entre companhias, por exemplo, é um ótimo caminho para identificar fornecedores sustentáveis para compor a supply chain do seu negócio.

Nesse cenário, o uso de uma fundação de dados de fornecedores compartilhada, como a oferecida pela Linkana, simplifica e agiliza a colaboração mútua entre os usuários do sistema, e o acesso a informações qualificadas de empresas fornecedoras.

Tecnologia

Os recursos tecnológicos são fundamentais para promover uma cadeia de suprimentos sustentável porque ajudam a acompanhar processos e a otimizar a escolha de bons fornecedores.

Por exemplo, a tecnologia blockchain está na lista de novidades do mercado de procurement, pois permite rastrear produtos desde a sua origem (matéria-prima), deixando o fluxo produtivo muito mais transparente.

Soluções como o Linkana ESG Rating, ferramenta que analisa automaticamente riscos socioambientais e de governança que um potencial fornecedor pode trazer para sua empresa, contribuem para tomadas de decisão mais precisas na escolha desses parceiros.

Entenda melhor como funciona o Linkana ESG Rating conferindo este vídeo exclusivo de Leo Cavalcanti, CEO e cofundador da Linkana.

https://www.youtube.com/watch?v=T1DmQi-JmKQ

Padronização

O objetivo com a padronização na promoção da sustentabilidade na cadeia de suprimentos é definir diretrizes a serem seguidas por todos os participantes desse fluxo.

No que se refere à área de compras e procurement, por exemplo, isso pode ser traduzido como instruções de trabalho preestabelecidas que os profissionais dessas áreas devem atender a fim de encontrar fornecedores verdadeiramente sustentáveis. 

Divulgação

Esse pilar se alinha à transparência que já mencionamos aqui. Assim, a ideia é divulgar a consumidores, investidores, parceiros de negócio, funcionários e para a sociedade de modo geral, quais são as práticas sustentáveis adotadas pela empresa e quais resultados elas trouxeram.

Quais os benefícios de uma cadeia de suprimentos sustentável?

São muitos os benefícios que sua empresa pode alcançar ao trabalhar com uma cadeia de suprimentos sustentável. Entre os que mais se destacam estão:

  • melhora da reputação e da imagem da marca;

  • aumento do poder de atração e fidelização de clientes ao atender suas expectativas;

  • aprimoramento do controle de gastos e gestão de desperdício;

  • promoção da inovação e do progresso no ramo de atuação;

  • aumento do potencial competitivo;

  • redução dos riscos financeiros, jurídicos, entre outros relacionados.

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Por que a sustentabilidade na cadeia de suprimentos não é comum?

Mesmo sendo algo que muitos desejam, são poucas as companhias que realmente implantam a sustentabilidade e a ética na cadeia de suprimentos. 

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade Stanford, na Califórnia, a implantação desse processo por toda a cadeia não é tão fácil quanto se imagina.

Apesar de mais da metade (52%) das 449 empresas listadas publicamente nos setores de alimentação, têxtil e madeireiro aplicarem alguma prática de sustentabilidade na cadeia de suprimentos, ele é algo mínimo quando olhamos para todo o processo.

De acordo com o levantamento, mais de 70% do fornecimento de produtos considerados sustentáveis representam apenas um dos conjuntos de materiais utilizados. Um exemplo citado é somente o uso de embalagens recicladas em toda a cadeia de suprimentos.

Também foram encontrados casos, por exemplo, de negócios que aplicavam a apenas uma linha de produtos práticas sustentáveis e se “aproveitava” da certificação de comércio justo, divulgando-a de forma errônea.

Porém, se olharmos para os dados de um ponto de vista otimista, as empresas estão mais abertas em escutar os pedidos dos consumidores, buscando adotar pelo menos uma prática de fornecimento sustentável — que já é um primeiro passo na direção correta.

Como implantar sustentabilidade na cadeia de suprimentos?

Falamos acima que uma simples mudança na cadeia de suprimentos já é um primeiro passo na direção correta. Porém, somado a isso, há vários pontos que devem ser olhados para garantir a sustentabilidade em uma cadeia de suprimentos 4.0.

Por exemplo, a rede de abastecimento do seu negócio pode ser mais eficiente e segura enquanto, simultaneamente, oferece um produto mais ético aos consumidores finais. 

Para isso, algumas boas práticas que podem ser adotadas são:

  • informe-se sobre licenças ambientais;

  • descubra se seu fornecedor possui a Certificação ISO 14001;

  • conheça os processos sustentáveis do fornecedor;

  • não se esqueça que sustentabilidade é mais que meio ambiente;

  • use a tecnologia a seu favor.

Informe-se sobre licenças ambientais

São vários os documentos que você pede a um fornecedor, seja para iniciar uma parceria ou para manter a confiança na relação — e sua empresa não só pode, como deve, solicitar documentações que abordem questões ambientais.

Esse controle é mais específico e varia de acordo com o tipo de atividade desempenhada pelo fornecedor que pretende contratar. 

As atividades relacionadas ao uso de recursos naturais, por exemplo, exigem a apresentação de licenças ambientais diversas ou autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

E para manter todas essas documentações em dia e mitigar os riscos desse relacionamento, você pode usar tecnologias que fazem parte de uma cadeia de suprimentos 4.0, como a oferecida pela Linkana.

Com nossos robôs, que automatizam todo o processo de compliance e governança de fornecedores, a verificação de certidões é feita automaticamente, aprimorando processos e permitindo que a equipe de procurement foque tempo e planejamento em outros aspectos da relação fornecedor-contratante.

Também vale destacarmos que todos os documentos e informações levantadas durante os homologação e qualificação de fornecedores são armazenados no Google Cloud Platform, ambiente não só seguro e acessível de qualquer lugar, por qualquer usuário de sua organização, como também sustentável, pois diminui a quantidade de “papelada” necessária.

Descubra se seu fornecedor possui a Certificação ISO 14001

A certificação ISO 14001 também pode ajudar sua empresa a saber se o fornecedor está em dia com sua responsabilidade social, ou se tem algum problema ou irregularidade que pode levar o seu negócio a ser responsabilizado por danos, prejuízos ou infrações que ocorrerem durante a validade do contrato.

Essa certificação tem como principal objetivo possibilitar que as organizações atendam às suas necessidades socioeconômicas em equilíbrio com a proteção do meio ambiente, mitigando possíveis riscos nas condições ambientais na organização.

Nessa série de normas de padrões ambientais são abordados temas como: 

  • sistemas de gestão ambiental;

  • rotulagem ambiental;

  • auditorias ambientais;

  • análise do ciclo de vida;

  • comunicação ambiental;

  • desempenho ambiental;

  • aspectos ambientais;

  • terminologia.

Conheça os processos sustentáveis do fornecedor

Outro aspecto que deve ser observado para garantir a sustentabilidade na cadeia de suprimentos são os processos implantados na rotina do fornecedor. Algumas medidas que você deve buscar observar em um parceiro desse tipo são:

  • gerenciamento dos resíduos sólidos e líquidos: a gestão adequada desses resíduos permite um melhor controle dos impactos ambientais, prevenindo a poluição do solo, ar e/ou água;

  • transporte de produtos: como é feita a produção dos insumos e a distribuição deles? Existe alguma otimização da entrega de insumos com um Sistema de Gestão de Transportes? A distância e distribuição dessas entregas determina o consumo de combustíveis fósseis, portanto, garantir parceria que otimiza esse processo ajuda a diminuir o impacto ambiental;

  • redução do consumo de recursos naturais: é sugerida a adoção de programas ambientais que buscam reduzir o consumo de recursos naturais, otimizando processos de produção;

  • responsabilidade social empresarial: consulte se o fornecedor tem um perfil de RSE e, se sim, como são abordados assuntos relacionados ao meio ambiente. A RSE é a tradução e incorporação dos valores e compromissos das empresas dentro do negócio, ou seja, é um bom mapa dos objetivos sociais do fornecedor.

Não se esqueça que sustentabilidade é mais que meio ambiente

Trabalho infantil na cadeia de fornecedores, mão de obra escrava, jornadas excessivas, condições precárias de higiene e alimentação, entre outras práticas inadequadas.

A questão social também é de extrema importância ao avaliar uma empresa fornecedora sustentável, e pode ter um grande impacto no seu compliance reputacional. 

Existem registros que podem ser consultados para aumentar a segurança no relacionamento com esses parceiros, a exemplo da chamada “lista suja”, que traz nomes de empresas que já foram autuadas por comportamentos como esses que citamos.

No vídeo abaixo você pode ver outras maneiras de trabalhar a sustentabilidade na cadeia de suprimentos:

https://www.youtube.com/watch?v=NzMVPr6fhog

Use a tecnologia a seu favor

Como comentamos algumas vezes ao longo deste artigo, a tecnologia é um recurso essencial na promoção de uma cadeia de suprimentos verdadeiramente sustentável.

Por meio de bons softwares de gestão de fornecedores é possível aprimorar processos, análises documentais, identificar riscos, usar dados para tomadas de decisão, reduzir falhas, retrabalho e muito mais. 

É possível ter sustentabilidade na cadeia de suprimentos!

A sustentabilidade na cadeia de suprimentos vêm se tornando prioridade em muitas instituições — e não tem porquê não entrar na mira da sua. 

Investimentos em iniciativas que diminuem as emissões de gás carbono, reduzem o desperdício e tornam a Terra um lugar melhor trazem apenas benefícios para todos os envolvidos.

Esses que acabamos de citar, são apenas alguns dos passos que você pode tomar na direção desse conceito. Por menor que seja a mudança, inicie essa jornada e, por meio da medição de desempenho na cadeia de suprimentos, comprove o resultado que essa prática traz para seu negócio.

Como a Linkana pode ajudar sua empresa nesse processo?

A Linkana pode ajudar sua empresa nesse processo com a oferta de tecnologia para tornar sua cadeia de suprimentos sustentável.

Somos a primeira fundação de dados de fornecedores compartilhada do Brasil. Nossa base de dados de perfis universais de fornecedores permite que compradores busquem, analisem e homologuem fornecedores em alguns cliques. 

Com isso, aceleramos radicalmente processos de onboarding, de análise e de monitoramento de fornecedores — graças aos dados dos fornecedores já preenchidos por eles ou por outra empresa —, permitindo o uso de dados e insights compartilhados entre as maiores corporações do nosso país.

Agende agora uma demonstração e confira, em detalhes, tudo o que a Linkana oferece para melhorar a gestão de fornecedores e a cadeia de suprimentos da sua empresa! Basta preencher o formulário abaixo.

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market