Resources

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Procurement 4.0: quais são os impactos na cadeia de suprimentos?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

May 30, 2022

May 30, 2022

May 30, 2022

Em um mercado dinâmico e competitivo, investir em procurement 4.0 é o caminho certo para o negócio se tornar mais inovador.

Ele permite a total integração das redes de abastecimento, garantindo que as estratégias da gestão de fornecedores estejam alinhadas com o cenário atual da empresa.

O futuro do procurement é a adoção de sistemas que conectem todas as informações de modo ágil e seguro e ultrapassem o espaço físico do negócio. O fornecedor se torna um elemento atuante na execução do planejamento estratégico corporativo.

Mas, como isso acontece? Entenda mais neste texto. Boa leitura!

O que é procurement 4.0?

Na chamada “indústria 4.0”, as tecnologias tornam as operações de compras mais inteligentes e eficientes, com acesso a dados e análises mais complexas e realistas.

O procurement é uma das funções da gestão que abrange diversas atividades, como identificação de demanda, seleção de fornecedores, negociação de contratos, terceirização etc. Isto é, ele garante a gestão dos recursos externos que uma empresa necessita para cumprir os seus objetivos e tornar a área de supply chain de alto desempenho.

Logo, o procurement 4.0 é a união desses dois conceitos. Ele usa a tecnologia para conectar a empresa compradora e a fornecedora.

Com foco nas relações B2B, ele engloba as negociações de insumos, matérias-primas e serviços terceirizados por meio de ferramentas digitais.

Os softwares da era 4.0 agilizam todo o processo de compra, reduzindo riscos e operações burocráticas. Suas ferramentas envolvem os processos de:

  • homologação e avaliação de fornecedores;

  • orçamentos de pedidos;

  • negociação de contratos;

  • pagamentos e cobranças;

  • gestão dos fornecedores homologados;

  • follow up de transações.

Ou seja, essa tecnologia permite que todo o processo de compras seja padronizado, automatizado e otimizado.

Ela possibilita um melhor relacionamento com os fornecedores, já que promove o acesso e o envio de dados em tempo real, a comunicação precisa e a colaboração entre as empresas.

Tudo isso com uso de sistemas tecnológicos 4.0 que oferecem uma precisa análise de dados, internet das coisas, contratos inteligentes, entre outros.

Aprenda mais: Estratégias de Procurement: 8 dicas para otimizar a área

Impactos do procurement 4.0 na gestão de compras

Um dos maiores impactos dessa ferramenta na área de compras está no apoio estratégico, focado em resultados.

Por meio de algoritmos inteligentes, ele utiliza o big data, o machine learning, a internet das coisas e a computação em nuvem para oferecer uma visão geral dos seus fornecedores, do mercado e dos clientes finais. A tomada de decisão se torna muito mais precisa.

Entenda agora quais são os principais impactos causados no setor de compras:

  • cooperação: as empresas envolvidas compartilham dados e informações em tempo real;

  • conexão: há uma total integração horizontal e vertical, com acesso facilitado por todos;

  • flexibilidade: o software de procurement é capaz de aprender e se atualizar para solucionar mudanças de comportamentos e hábitos, como pedidos dos clientes, por exemplo;

  • integração: ele integra ferramentas e sistemas diferentes, com automação de máquinas. Tudo para tornar o fluxo do processo de compra mais fluido e certeiro;

  • autonomia: máquinas inteligentes que se comunicam entre si e podem tomar decisões sem a intervenção humana por meio de processamento de dados;

  • custos: ao otimizar todo o processo de aquisição, os custos do setor são reduzidos com a reestruturação de operações e maior produtividade dos funcionários;

  • conhecimento: a equipe de compras precisa desenvolver habilidades técnicas e cognitivas para lidar com as novas tecnologias. Aprender a analisar dados corretamente, enxergando novas possibilidades de negócio é o futuro do procurement.

Com a digitalização e automação de tarefas, os colaboradores ganham mais tempo para focar na estratégia do negócio.

O futuro do procurement vai gerar ainda mais impacto nas repercussões da integração de processos: o nível de maturidade do setor e a capacitação de seus funcionários precisam evoluir.

Leia mais: Software de e-procurement: 6 benefícios e como escolher


Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Como implantar o procurement 4.0?

A implantação do procurement nos processos de compras precisa representar uma transformação na mentalidade e na cultura da organização.

E essa revolução de pensamento e comportamento atinge bastante os colaboradores da equipe. Pois, além de aprender como lidar com os novos sistemas, eles devem desenvolver um olhar mais crítico e analítico, voltado para a orientação a dados.

A comunicação fluida e a cooperação em fornecer informações e melhorar processos deve estar presente ao longo de todos os elos da atividade de aquisição.

Afinal, por mais que os sistemas sejam inteligentes, é necessária a força e a inteligência humana para interpretar indicadores e sugerir inovações e adaptações nas operações.

Por exemplo, a capacidade de negociação e conhecimentos são elementos essenciais do profissional de compras. O software de procurement vai fornecer dados valiosos para que essas características sejam fortalecidas e potencializadas ao seu nível máximo.

É fundamental que a empresa treine e capacite seus colaboradores e gestores para implantar o procurement 4.0 no seu setor de compras. É importante todos os envolvidos entenderem suas responsabilidades e o que mudou na forma de executar seu próprio trabalho.

A cadeia de suprimentos passa a ser considerada um fluxo de alto valor agregado, já que seu funcionamento impacta diretamente a qualidade da entrega ao cliente final. O papel de comprador se transforma em um papel de cadeia de valor.

Dicas para aplicar o procurement 4.0

  1. Planejamento: se quiser fazer qualquer coisa bem-feita, planeje-se antes. E isso se aplica também à adoção de novas tecnologias na empresa. Defina o objetivo corporativo, o orçamento disponível e um plano de ação com prazos e metas.

  2. Capacitação: informe aos seus colaboradores a nova forma de trabalhar e invista em treinamentos adequados para que a tecnologia seja usada por completo. Uma boa prática é realizar um período de testes e adaptação dos sistemas antes e pedir feedbacks e opiniões sobre as ferramentas.

  3. SLA: determine o acordo de níveis de serviço para implementar o software de aquisição, como prazo de entrega de cada processo, data e períodos de manutenção, indicadores de desempenho que serão avaliados, entre outros.

  4. Acompanhamento e análise: as ferramentas digitais fornecem um alto nível de informações estratégicas, mas é preciso acompanhá-las para entender o que precisa ser mudado. O monitoramento de métricas de performance deve ser periódico.

  5. Encontre bons fornecedores: o procurement 4.0 só conseguirá alavancar os resultados da sua empresa se ele for usado por outros negócios qualificados, que já trabalham com inovações em seus processos. Logo, a eficiência das suas operações dependem de boas parcerias.

O futuro do procurement é um investimento que aumenta a vantagem competitiva e o retorno financeiro de qualquer negócio. Quanto mais os processos de aquisição forem eficazes, maior será a satisfação do cliente final, com redução de falhas e mais agilidade na entrega.

Percebeu que, para aplicar o procurement 4.0 no seu negócio, é necessário escolher fornecedores estratégicos, não é mesmo? Para acelerar sua transformação digital com ferramentas como a Linkana, basta preencher o formulário abaixo:


Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market