Resources

ESG

ESG

ESG

Quais são os princípios ESG e seus pilares?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

March 23, 2023

March 23, 2023

March 23, 2023

Os princípios ESG podem ser identificados já na explicação sobre o significado dessa sigla, que é usada para representar os termos em inglês environmental, social and governance.

Traduzidas para o português, essas palavras significam ambiental, social e governança, e se referem ao conceito que mostra para as empresas a importância de adotar posturas que ajudem a reduzir os impactos produtivos do negócio nessas três esferas.

Em outras palavras, os pilares essenciais de ESG deixam claro a importância de boas condutas e ações para proteger o meio ambiente, garantir direitos aos trabalhadores da companhia e sociedade de modo geral, e também a boa reputação da marca, sem deixar de lado seu fluxo de produção.

A ideia, portanto, é ajustar o que a companhia faz a atitudes e modelos de atuação que gerem o menor impacto possível a esses cenários. 

Por exemplo, logística reversa, diminuição do consumo de recursos naturais como a água, contratação de fornecedores alinhados a esse conceito, são alguns exemplos do que pode ser feito para chegar a esse resultado.

Como benéficos, a empresa melhora a sua imagem perante seus stakeholders, o que tende a gerar mais oportunidades de negócios e, consequentemente, de aumento de receita.

Por razões como essas é que é tão importante que você conheça quais são os princípios ESG e como eles podem ajudar o seu negócio. É sobre isso que falaremos neste artigo. Siga a leitura e entenda tudo sobre esse tema!

Quais são os princípios ESG?

Os princípios ESG são:

  • ambiental;

  • social;

  • governança.

Princípio Ambiental

O princípio ambiental do ESG contempla tudo o que pode gerar impacto na natureza e seus habitantes. Por isso, dependendo do modelo de negócio e do mercado de atuação, neste pilar estão inseridas questões como:

  • política de desmatamento;

  • gestão de resíduos sólidos;

  • posicionamento frente mudanças climáticas;

  • uso de energia de fontes renováveis;

  • redução ou eliminação de emissão de gases poluentes;

  • redução ou eliminação de poluição de mares, rios e nascentes.

Princípio Social

Como o próprio nome sugere, o princípio social do ESG se refere a tudo o que afeta as pessoas, estejam elas direta ou indiretamente relacionadas às atividades da empresa.

Por conta disso, esse pilar contempla pontos como:

  • condições adequadas de trabalho, incluindo o cumprimento das leis e regras trabalhistas;

  • garantia de direitos humanos a funcionários, clientes e demais agentes relacionados à marca;

  • manipulação e proteção correta de dados pessoais dos stakeholders (atendimento à LGPD);

  • capacidade de inovação e de adequação a tendências para suprir as necessidades dos consumidores da marca. 

Princípio Governança

O terceiro dos pilares essenciais de ESG diz respeito à governança. Isto é, refere-se à maneira como a empresa é gerenciada, a postura de seus gestores, membros do conselho de administração e funcionários. 

Devido a essa finalidade, os parâmetros que costumam fazer parte do princípio governança do ESG são:

  • atendimento correto das leis e normas pertinentes ao mercado de atuação;

  • transparência fiscal e contábil;

  • emissão de relatórios com dados reais e sem manipulações;

  • remuneração correta e justa de funcionários, sócios e acionistas;

  • pagamento em dia a terceiros e prestadores de serviços;

  • adoção de práticas contra crimes como corrupção e lavagem de dinheiro;

  • boa gestão de riscos;

  • contratação de fornecedores idôneos.

Qual a importância de boas práticas ESG para uma empresa?

Implementar práticas ESG na sua empresa é importante por inúmeros motivos. Por exemplo, ao fazer isso você deixa claro para clientes, funcionários, investidores, parceiros de negócio, fornecedores, entre outros, quanto seu negócio realmente é comprometido em cuidar das pessoas, proteger o meio ambiente e realizar uma gestão empresarial lícita.

A partir desse ponto, existem diversas vantagens que podem ser conquistadas com a compreensão sobre o que são os princípios ESG e suas aplicabilidades. Algumas delas são:

  • melhora da imagem da marca;

  • aumento da confiança de clientes e investidores;

  • conquista de um importante diferencial competitivo;

  • melhora dos resultados financeiros.

Dica! Aproveite e leia também: "Conheça os 4 principais tipos de gestão de risco e como mitigá-los"

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Como implementar pilares essenciais de ESG na sua empresa?

Agora que os princípios ESG ficaram claros, bem como a importância desse conceito, resta saber como implementá-los na sua empresa, concorda? 

Para isso, alguns dos passos mais importantes a serem seguidos são:

  • formação de um conselho próprio para ESG: que consiste em um grupo de gestores e/ou colaboradores que têm por objetivo garantir que essa prática será realizada corretamente;

  • descrição de uma estratégia: trata-se de definição de todas as práticas que serão realizadas com relação a esse conceito;

  • escolha da tecnologia adequada: ou seja, de sistemas que ajudarão na coleta de dados, análise, obtenção de insights, e outros pontos pertinentes aos pilares essenciais de ESG;

  • alinhamento com outros agentes: por exemplo, por meio da contratação de fornecedores que também seguem os princípios ESG em seus processos.

Não deixe de ler este artigo: "Sustentabilidade na cadeia de fornecedores (ESG): Por que investir?"

Como conquistar bons resultados ESG?

Existem diversas formas de conquistar bons resultados ESG, tais como modernizar processos, buscar meios de utilizar melhor os recursos, entre outras. Uma delas, que vale destaque, diz respeito à contratação de fornecedores alinhados a esse conceito, como acabamos de mencionar.

Lidar com fornecedores que respeitam e trabalham sobre esses pilares é uma das melhores maneiras de proteger a sua empresa de uma série de riscos, tais como de reputação, de imagem, de continuidade, financeiro, entre outros.

Mas como saber se o fornecedor que pretende contratar realmente está atuando de acordo com as boas práticas ESG? Um dos melhores caminhos é usar sistemas que ajudam a fazer essa identificação, como é o caso do Linkana ESG Rating.

O Linkana ESG Rating é uma ferramenta de análise de riscos dos indicadores socioambientais e de governança que aponta se uma empresa a ser contratada apresenta algum tipo de risco, voltado para essas frentes, que podem comprometer negativamente essa relação comercial.

Outra forma de encontrar fornecedores que adotam esses princípios e, com isso, melhorar os resultados do seu negócio, é contando com uma base de dados de fornecedores compartilhadas, como o Linkana Network.

Essa funcionalidade resolve um dos maiores problemas de procurement, que é justamente a falta de uma fundação de dados compartilhados.

Achou interessante e que saber, em detalhes, como essas e outras soluções da Linkana funcionam? Então preencha agora o formulário abaixo!

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market