Resources

ESG

ESG

ESG

O que é ESG, como funciona e como adotar essa estratégia

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

January 30, 2022

January 30, 2022

January 30, 2022

O mercado mundial está valorizando cada vez mais as empresas que atuam de maneira responsável, tanto para a sociedade quanto para o meio ambiente, sem deixar de lado os princípios da governança corporativa, que asseguram a confiabilidade e os valores cruciais de uma instituição idônea.

Essa é a base do que é ESG, um conceito em evidência entre investidores, que de certa forma serve para avaliar o impacto positivo gerado por uma organização empresarial por meio das ações que ela implementa em prol das pessoas e lugares que são afetados por sua operação.

Entenda o significado desse conceito, como funcionam os indicadores ESG e como sua empresa pode aplicar essa valorização na sua estratégia, aproveitando assim uma série de vantagens perante o mercado. Continue lendo!

O que é ESG nas empresas?

A sigla ESG significa environmental, social and governance, que pode ser traduzido como ambiental, social e governança. Este termo é utilizado para reunir o conjunto de boas práticas e valores que caracterizam uma organização consciente, respeitosa e gerida de acordo com as regras do mercado.

https://youtu.be/TEGRmVKt3DE

Environmental, social and governance: os três pilares do ESG

Antes de nos aprofundarmos sobre o que é o ESG nas empresas, sobretudo com um ponto de vista mais prático, é relevante explanar quais são os seus pilares e quais práticas estão ligadas a cada um deles.

Entenda o significado por trás de cada letra do ESG Framework:

Environmental (Ambiental)

O primeiro pilar reúne as atividades de uma empresa para garantir a sustentabilidade, compliance ambiental e respeito ao meio ambiente.  

Envolve medidas para descarte adequado de dejetos, controle de emissões, redução do impacto ambiental, priorização por fornecedores que apresentem o selo verde, entre outras formas de reduzir os danos e promover uma operação ecologicamente correta e responsável.

Social (Responsabilidade Social)

A seguir temos o pilar social, que avalia a responsabilidade que uma empresa coloca em prática para promover o desenvolvimento econômico na sociedade onde ela está localizada

As pautas que fazem parte desse pilar também podem estar ligadas à questões como representatividade de minorias, igualdade de direitos e políticas de inclusão

Como exemplo disso temos a seleção de mulheres para cargos de liderança, contratação de pessoas com deficiência, implementação de cotas raciais para vagas abertas e também o cumprimento integral das normas trabalhistas, oferecendo uma atividade recompensadora para seus colaboradores.

Governance (Governança Corporativa)

Para fechar os pilares que definem o que é o ESG, temos a Governança Corporativa, que é representada por meio de ações que garantem os ideais de conformidade, equidade, ética e transparência.

O objetivo dessa avaliação é garantir que stakeholders internos e externos tenham sua participação e interesses assegurados, atuando sempre de acordo com as normas vigentes e o respeito total às instituições e mecanismos regulatórios.

Na prática, o ideal do conceito de ESG é evitar práticas predatórias no ramo empresarial, que esgotam os recursos naturais e causam impactos negativos na sociedade. 

Para isso, valorizamos os bons exemplos, dando destaque e recompensas a gestão de empresas que implementam uma estratégia sustentável, consciente, ética e em total conformidade com as expectativas do mercado onde a empresa atua.

Mais que isso, ela também deve estimular e difundir essas práticas, a começar pela implementação da sustentabilidade na cadeia de fornecedores e valorização dos princípios de governança e compliance no processo de qualificação.


Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Como funciona o ESG?

Sabendo o que é ESG na parte teórica, vamos a uma abordagem mais prática. Como foi falado no vídeo acima, esse conceito pode ser um resumo das ações de sustentabilidade que uma organização aplica nas suas estratégias, sendo que o ESG é uma evolução da prática sustentável.

Para isso, o ESG funciona ao avaliar o desempenho de organizações e seus parceiros em cada um dos critérios que formam o conceito. Confira na tabela alguns desses requisitos avaliados:

EnvironmentalSocialGovernance- Gestão de resíduos;

- Políticas ambientais;

- Uso de energias renováveis e limpas;

- Implementação de logística reversa;

- Priorização de fornecedores com certificações ambientais;

- Posicionamento em relação à causas como desmatamento e aquecimento global;

- Medidas para descarte responsável e adequado;

- Redução da emissão de poluentes no ar ou água;

- Uso responsável de recursos naturais.- Plano de previdência;

- Taxa de turnover;

- Estímulo ao employer branding;

- Benefícios e bonificações;Adequação salarial;

- Estruturação correta dos programas de treinamento, qualificação e especialização;

- Gestão de relacionamentos;

- Incentivo à diversidade;

- Contratação inclusiva;Prevenção a misoginia e assédio sexual;

- Identificação e comprometimento com a missão da empresa;

- Valorização e respeito aos direitos humanos;

- Compliance trabalhista.- Gestão transparente;

- Reconhecimento de todos os membros de uma organização;

- Prestação de contas com transparência total;

- Apresentação de relatórios financeiros;

- Remuneração apropriada de acionistas;

- Conselhos internos com atuação independente;

- Formação de conselhos com base na equidade e diversidade;

- Implementação de medidas anticorrupção;

- Gestão de riscos.

Ao desenvolver estratégias com base nesses critérios e prestar contas ao mercado, a empresa passa a ser avaliada como um bom negócio, performando com destaque entre os indicadores e fundos de investimento ESG.

Benefícios do investimento no ESG para empresas

Para sintetizar as recompensas que podem ser conquistadas ao investir nos pilares do ESG, podemos resumir três pontos principais de vantagens, são eles:

  • investimento: conforme mencionado, uma operação bem avaliada nos critérios do ESG impulsiona a adoção de investidores, que buscam especificamente por fundos que reúnem ações mais responsáveis;

  • reputação: o consumidor também fica ciente e valoriza o posicionamento responsável, dando preferência a empresas que se destacam pelas práticas sustentáveis em relação a concorrência, mesmo em casos onde o custo do produto for mais alto, que passa a compensar pelo valor agregado;

  • fidelização de colaboradores: com a implementação de medidas de valorização e desenvolvimento saudável das políticas internas, a dedicação e o comprometimento de funcionários pode crescer, gerando um ganho de performance que torna a operação cada vez mais eficiente e produtiva.


Como implementar o ESG em empresas?

Para adotar o ESG na sua empresa, é necessário investir em políticas de sustentabilidade e também na produção de relatórios, certificados e indicadores que comprovam a dedicação e os resultados obtidos nessa empreitada.

Em resumo, as etapas de aplicação do ESG são as seguintes:

  1. Criação do conselho de ESG: contar com uma célula dedicada ao desenvolvimento do ESG pode garantir o futuro da estratégia na sua empresa, além de assegurar valores como transparência e equidade;

  2. Definição de estratégia: etapa de planejamento onde serão dispostas as estratégias e práticas ESG a serem adotadas;

  3. Estruturação de análise de dados: a prestação de contas é muito importante para o sucesso da estratégia ESG, por isso, invista em automação e Big Data para processar os dados e fornecer os insights necessários;

  4. Aprimoramento a longo prazo: a estratégia ESG traz ótimos resultados, mas que serão relevantes a longo prazo, sendo importante o investimento em medidas para monitorar o desempenho e aprimorar as ações a fim de otimizar a performance nos indicadores.

Gestão de fornecedores com foco no ESG

Os pilares da estratégia ESG também se estendem na gestão de fornecedores, afinal de contas, as parcerias firmadas com a cadeia de suprimentos também devem seguir os seus princípios. 

Na hora de qualificar seus fornecedores e avaliá-los nos pilares de SG, conte com a Linkana para automatizar consultas públicas de compliance, ambientais, trabalhistas, dentre outros, para obter certificados essenciais para homologação e monitorar a rede de suprimentos, tudo em uma só plataforma.

Faça uma demonstração gratuita do software agora mesmo, basta preencher o formulário para agendarmos uma reunião.

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market