Resources

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Os 3 principais desafios da gestão de fornecedores em indústria tabagista

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

October 13, 2022

October 13, 2022

October 13, 2022

Ainda que o consumo de cigarros seja alvo de vários debates por conta do impacto que causa na saúde dos seus usuários, não se pode negar que uma boa gestão de fornecedores em indústria tabagista é fundamental para garantir o bom funcionamento das empresas desse segmento que seguem ativas no Brasil.

Sobre esse mercado, vale destacar que ele tem forte impacto na economia brasileira. Dados do SindiTabaco revelam que o nosso país ocupa a segunda posição no ranking dos maiores produtores mundiais de tabaco.

Desde 1993, o Brasil se configura como o maior exportador desse produto para o mundo, sendo que mais de 85% do que é produzido aqui segue para o mercado internacional.

No total são mais de 100 países abastecidos com o tabaco brasileiro, e apenas em 2021 as exportações desse setor chegaram a 464 mil toneladas.  

Mas para atender a esse mercado, bem como a produção de cigarros para venda ao consumidor final, a gestão de fornecedores em indústria tabagista enfrenta  alguns importantes desafios.

Esses obstáculos envolvem questões de ESG, oferta de novos produtos e marketing favorável.

Siga a leitura deste artigo e confira agora, em detalhes, os pontos a serem superados para uma gestão de fornecedores na indústria de cigarros realmente eficiente.

Os desafios da gestão de fornecedores em indústria tabagista

Mesmo que a tendência seja de redução do número de fumantes no Brasil, cerca de 10% da população ainda consome cigarros, conforme apontado em uma matéria do site CNN Brasil.

Para atender esse grupo de pessoas, a gestão de fornecedores em indústria tabagista precisa garantir o bom fluxo da produção, de modo que isso contribua para suprir o volume de vendas da empresa.

Mas como dissemos, para chegar a esse resultado, é preciso passar por alguns obstáculos.

Os três mais relevantes para esse segmento são:

  • implementação de ESG na cadeia produtiva de tabaco;

  • contribuição para a oferta de novos produtos

  • contratação de parceiros para criação de estratégias positivas de marketing.

Implementação de ESG na cadeia produtiva de tabaco

Conforme apontamento da OMS, Organização Mundial da Saúde, citado em uma matéria do site G1, a indústria tabagista causa sérios impactos ao meio ambiente. Além das substâncias químicas tóxicas usadas na fabricação de cigarros, o descarte do que sobra desse produto contribui para a poluição das praias, do mar e dos rios.

Ainda segundo informações apresentadas na reportagem, a produção e o consumo de tabaco resultam na perda anual de, aproximadamente, 600 milhões de árvores, 200 mil hectares de terra, 22 bilhões de toneladas de água e a emissão de 84 milhões de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera.

A fim de reduzir esse impacto, é fundamental que boas práticas de ESG sejam implementadas em toda a cadeia produtiva de tabaco, indo desde os processos de plantação, cultivo e colheita, até a fabricação e entrega do cigarro que será consumido pelo público final.

Considerando esse cenário, uma das principais responsabilidades dos profissionais de gestão de fornecedores em indústria tabagista é garantir a sustentabilidade na cadeia de fornecedores (ESG), por meio da identificação de provedores que sigam esse mesmo princípio.

Somando o fomento à preservação do meio ambiente, essa prática também contribui para:

  • melhorar a imagem da empresa;

  • aumentar a transparência dos processos;

  • chamar positivamente a atenção do público e de potenciais investidores.


Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Contribuição para a oferta de novos produtos

Uma das maiores empresas tabagistas do mundo, a Philip Morris, detentora de marcas como Harmony, L&M, Marlboro e Shelton, já anunciou que a meta é parar de vender cigarros.

No Brasil, a companhia aguarda a aprovação da Anvisa para lançar um novo produto de tabaco sem combustão. Segundo relatado em uma matéria no site da Folha de S. Paulo, a proposta tem por objetivo a oferta de um dispositivo eletrônico que torna o consumo de tabaco menos nocivo.

Esse novo modelo de negócio modifica a gestão de fornecedores em indústria tabagista, que precisarão identificar e qualificar provedores que oferecem insumos, matéria-prima e tecnologia compatíveis para a produção desse novo produto que será entregue nesse mercado.

Contratação de fornecedores para criação de estratégias positivas de marketing

Em meio a diversas campanhas antifumo, fazer marketing favorável à indústria tabagista é um verdadeiro desafio.

Legalmente, campanhas publicitárias com o intuito de incentivar o consumo de cigarros são proibidas, restringindo totalmente o uso de peças publicitárias que normalmente podem ser utilizadas por outros setores.

O segredo, portanto, é encontrar fornecedores especializados que entendam essas limitações e que sugiram abordagens paralelas que gerem efeito similar ao que seria colhido com estratégias de marketing tradicional.

Para isso, a gestão de fornecedores com essa finalidade deve considerar pontos como:

  • reais necessidades da empresa;

  • capacidade de atendimento do provedor em questão;

  • qualificação adequada dos terceiros;

Como melhorar a gestão de fornecedores na indústria de cigarros?

A melhor maneira de melhorar a gestão de fornecedores na indústria de cigarros é utilizando ferramentas apropriadas para essa tarefa.

A Linkana é o primeiro e maior software de gestão de fornecedores em rede. Nossa base de dados de perfis compartilhados permite que compradores analisem fornecedores ativos e novos em alguns cliques. 

Com isso, criamos e geramos valor com insights de informações comerciais, de risco, qualidade e diversidade, utilizados em processos de cadastro, onboarding, sourcing e análise de spend.

Entre as vantagens do uso dessa ferramenta estão:

  • possibilidade de usar dados para basear tomadas de decisão;

  • maior controle de riscos;

  • automatização de processos;

  • otimização da etapa de onboarding;

  • identificação de fornecedores D&I.


Quanto aos diferenciais:

  • Fundação de dados integrada → Impulsionamos o retorno do investimento (ROI) de ferramentas de e-procurement, centralizando dados de fornecedores em uma fonte única de verdade, dinâmica e 100% integrada com todos os sistemas de gestão.

  • Perfis de fornecedores certificados O Supplier Open Profile da Linkana padroniza a definição de dados relevantes de fornecedores de acordo com as melhores práticas de mercado, trazendo efeito de rede para o envio e análise de dados entre vários compradores, com informações ESG e de D&I.

  • Base de dados viva e unificada → Devolvemos o controle dos dados para os fornecedores de maneira inteligente, onde dados públicos são atualizados automaticamente ou enviados uma única vez, evitando informações incompletas, obsoletas ou duplicadas.

Somos o #SRMDoFuturo, feito para o #CompradorDoFuturo

Quer ter a Linkana também na sua empresa? Então preencha agora mesmo o formulário abaixo.

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market