Resources

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Cultura organizacional e gestão de fornecedores: como se relacionam?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

March 20, 2023

March 20, 2023

March 20, 2023

Em um primeiro momento pode não parecer, mas cultura organizacional e gestão de fornecedores são conceitos diretamente interligados e que geram significativo impacto na supply chain de uma companhia.

Um dos motivos é que, para um bom gerenciamento de fornecedores, é fundamental a participação, o envolvimento e o comprometimento dos funcionários de quem contrata e de quem é contratado, e isso se baseia no tipo de cultura fomentada pelos negócios.

Quando uma organização não tem seus valores, crenças e normas bem definidas e claras, o comportamento dos profissionais pode ficar abaixo do padrão esperado pelos gestores e pelo mercado de maneira geral.

Considerando que a gestão de fornecedores também contempla a estruturação de um bom relacionamento entre os envolvidos nessa parceria, certas condutas e comportamentos podem afetar negativamente essa dinâmica e, consequentemente, o fluxo de abastecimento do negócio.

Com base nesse ponto que vista que acabamos de apresentar, o que os gestores podem fazer para motivar os colaboradores a trabalharem da maneira adequada com esses parceiros? 

Somado a isso, como garantir que os fornecedores estejam alinhados a todas as premissas básicas de qualificação exigidas pela companhia?

Siga a leitura deste artigo para ver essas e outras respostas sobre esse tema!

O que é cultura organizacional e gestão de fornecedores? 

A cultura organizacional é a definição e junção dos valores, normas e crenças importantes para uma companhia, os quais ditam o clima da empresa e norteiam o comportamento esperado dos funcionários.

Essa cultura pode ser considerada um dos pilares estratégicos de um negócio, visto que ajuda a fortalecer sua imagem no mercado de atuação. Com isso, consegue-se um posicionamento melhor frente aos concorrentes, com aumento do potencial competitivo e do poder de atração e de fidelização de clientes.

Já a gestão de fornecedores — que também pode ser chamada de SRM, sigla para o termo em inglês Supplier Relationship Management —, consiste em uma série de práticas que objetiva a contratação de bons provedores de serviços e insumos para uma empresa.

Também considerado um dos fundamentos estratégicos de um negócio, o gerenciamento de fornecedores contempla etapas como homologação, avaliação e acompanhamento de desempenho, análise de compliance, entre outros relacionados.

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Qual a relação entre cultura organizacional e gestão de fornecedores? 

A relação entre cultura organizacional e gestão de fornecedores começa quando se compreende que a colaboração interna e externa é essencial para que os processos de abastecimento de uma companhia aconteçam como esperado.

Aqui, partimos do seguinte princípio: uma cadeia de suprimentos satisfatória requer total harmonia entre quem contrata e quem é contratado. Mas, para isso, é preciso administrar e equilibrar a participação de diversos profissionais, que têm competências, experiências e habilidades distintas.

Nesse trajeto, há o envolvimento de um grande time, que vai muito além do colaborador responsável pela contratação do fornecedor e do representante da empresa fornecedora que será contratada.

Envio e recebimento de documentações, estabelecimento de uma relação de confiança mútua, cumprimento de prazos de entrega e de pagamento e controle de qualidade, são apenas alguns exemplos de processos envolvidos nessa dinâmica que, por mais se sejam informatizados, em algum momento, requerem interação humana.

E é justamente neste ponto que entra a relação e a influência entre cultura organizacional e gestão de fornecedores.

Os valores e comportamentos internos definidos e praticados pelas empresas podem afetar diretamente a forma como se relacionam com seus parceiros de negócio — e isso inclui os fornecedores.

Por conta disso, tudo o que envolve o gerenciamento da área de supply chain pode ser impactado, tanto positivamente quanto negativamente, devido ao tipo de relacionamento que será estruturado. Lembrando que esse, por sua vez, tem como base a cultura organizacional das companhias.

Dica! Não deixe de ler este artigo: "Relacionamento com fornecedores: 9 dicas para aprimorar parcerias"

O que os gestores precisam observar quanto a esses critérios?

Seja para promover a cultura da empresa, ou para garantir que os fornecedores atendam os critérios de qualificação estabelecidos pela companhia, é bem importante que os gestores se atentem a pontos como:

  • capacidade de colaboração mútua dos times e dos diversos setores da empresa com a área de compras;

  • entrega de bons mecanismos de controle de gerenciamento de fornecedores, a exemplo de sistemas voltados para análise e gestão de documentação;

  • acompanhamento do cumprimento ou não dos contratos, e os motivos que geraram o descumprimento de cláusulas, caso isso seja identificado;

  • garantia de alinhamento entre as expectativas da empresa e o que é entregue pelo fornecedor;

  • estimular a troca de informações para facilitar esse relacionamento.

Aproveite e leia também: "Comunicação corporativa em procurement e gestão de fornecedores: 5 dicas para melhorar"

Como melhorar a cultura organizacional e gestão de fornecedores do seu negócio? 

Para melhorar a cultura organizacional da sua empresa, você pode adotar algumas boas práticas, por exemplo:

  • alinhar a participação dos colaboradores aos objetivos da companhia, ressaltando a importância de cada um nesse cenário;

  • manter a transparência, a sinceridade e o respeito com todos os funcionários;

  • capacitar adequadamente os profissionais;

  • ouvir o que eles têm a dizer sobre suas atuações, de seus colegas, gestores, e da organização de modo geral;

  • garantir a entrega de um ambiente corporativo saudável e colaborativo;

  • oferecer oportunidades reais de crescimento;

  • estabelecer metas possíveis de serem alcançadas.

Já para aprimorar a gestão de fornecedores, o uso de soluções tecnológicas robustas faz toda a diferença. 

A Linkana, por exemplo, é a primeira fundação de dados de fornecedores compartilhada do Brasil. Nossa base de dados de perfis universais de fornecedores permite que compradores busquem, analisem e homologuem fornecedores em alguns cliques. 

Com isso aceleramos radicalmente processos de onboarding, análise e monitoramento de fornecedores, utilizando dados e insights compartilhados entre as maiores corporações do Brasil.

Por conta disso, nossos diferenciais são:

  • PERFIL UNIVERSAL DO FORNECEDOR → Com os perfis de fornecedores compartilhados da Linkana, dados e documentos de fornecedores são reaproveitados em rede, compartilhando informações atualizadas entre múltiplos compradores e acelerando processos de forma automatizada e sem burocracia.

  • MELHORES INSIGHTS → Nossos scores, ratings e certificações proprietários são construídos e compartilhados com a inteligência das maiores corporações do Brasil, garantindo aderência às melhores práticas e exigências de mercado.

  • PLUG N' PLAY →  Conecte seu sistema legado, ERP ou e-procurement com nossa fundação de dados de fornecedores, tornando ela sua fonte única de verdade, dinâmica e 100% integrada em questão de minutos.

Preencha agora mesmo o formulário abaixo e confira como ter a Linkana na sua empresa!

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market