Resources

Gestão de riscos

Gestão de riscos

Gestão de riscos

Carbon Disclosure Project (CDP): como funciona em supply chain?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

May 12, 2023

May 12, 2023

May 12, 2023

O Carbon Disclosure Project (CDP) é uma organização sem fins lucrativos que tem como principal objetivo construir e acelerar ações colaborativas em prol de uma economia sustentável e próspera tanto para as pessoas quanto para o planeta de maneira geral.

Para isso, a entidade incentiva e mobiliza empresas, investidores e governos a adotarem posturas e comportamentos sustentáveis, por meio da mensuração e do entendimento do impacto que suas atitudes têm no meio ambiente.

Considerando essa definição, é possível entender que a proposta do CDP está diretamente relacionada a boas práticas ESG, com destaque para o pilar ambiental dessa sigla.

Como já deve ser do seu conhecimento, a implementação de estratégias ESG em uma companhia deve abordar todas as suas frentes, o que inclui sua cadeia de abastecimento e rede de fornecedores.

Porém, será que as organizações do Brasil e do mundo estão cientes de quanto a supply chain que detêm impactam o ecossistema? De acordo com o relatório da cadeia de suprimentos de 2022, do CDP, boa parte ainda não. 

Segundo o levantamento, apenas 41% das companhias que relataram à entidade apresentaram resultados sobre o impacto das emissões de suas redes de abastecimento, e 70% informaram que não avaliaram as consequências da sua cadeia de valor na biodiversidade.

Algumas perguntas que surgem frente a esse cenário são: 


  • Qual o papel do CDP em supply chain? 


  • Quanto iniciativas desse tipo podem ajudar a preservar a natureza? 


  • O que sua empresa pode fazer para reduzir os impactos que as atividades realizadas causam ao meio ambiente?


Siga a leitura deste artigo e confira, agora, essas e outras respostas sobre esse assunto.

O que é o Carbon Disclosure Project (CDP)?

O Carbon Disclosure Project (CDP) — que em português pode ser traduzido como Projeto de Divulgação de Carbono — é uma organização sem fins lucrativos que fomenta diversos agentes, tais como investidores, companhias de variados segmento e governos, a construírem e acelerar a adoção de medidas colaborativas em prol de uma economia sustentável.

O principal objetivo do Carbon Disclosure Project (CDP) é preservar o meio ambiente e de tudo o que ele contempla, incluindo a vida humana e animal.

Para isso, a proposta é reduzir, ou até mesmo eliminar, o impacto que diferentes atividades causam na natureza.

Com essa proposta, a visão, missão e valores da entidade contemplam os seguintes pontos:



  • visão: geração de uma economia próspera e sustentável em favor das pessoas e do planeta em longo prazo;


  • missão: fomento à construção de uma economia que mensura e age sobre o impacto ambiental que causa, incluindo dois pontos principais:


  • redução as emissões de acordo com o limite de aumento da temperatura global de 1,5°C;


  • restauração da saúde do ecossistema global;


  • valores: os processos são embasados em transparência, responsabilidade, aprendizado contínuo e busca pelo sucesso mútuo.


Como funciona o CDP na cadeia de fornecedores?

O Carbon Disclosure Project (CDP) tem uma vertente específica para supply chain, cujo objetivo é mostrar para gestores, líderes, consumidores e demais agentes envolvidos nessa área, quanto a cadeia de suprimentos e de fornecedores gera riscos ambientais.

O CDP em supply chain pede para que as organizações participantes do projeto rastreiem as emissões de suas cadeias de suprimentos, analisem esses resultados e os divulguem, incluindo os impactos causados.

Aqui, vale destacar que essa solicitação está totalmente compatível com o definido no COP15, Conferência sobre Biodiversidade, promovida pelas Nações Unidas, que no final de 2022 firmou um acordo histórico de proteção da natureza.

Os países participantes do evento concordaram e se comprometeram com a preservação de um terço do ecossistema mundial até 2030

Para alcançarem esse resultado, foram definidas metas em favor da proteção de itens vitais da natureza, tais como pântanos e florestas tropicais, e direitos dos indígenas.

Todavia, como mencionado no início deste artigo, o relatório do CDP revelou que a maioria das organizações que declararam suas ações à entidade não reconhecem a importância de envolver a cadeia de suprimentos no enfrentamento aos impactos causados na natureza e nas mudanças climáticas.

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Como sua empresa pode reduzir os impactos da cadeia de abastecimento?

Sua empresa pode reduzir os impactos da cadeia de abastecimento, e fazer a diferença nesse cenário, contratando fornecedores que adotam boas práticas ESG nos processos que realizam.

Ao garantir a sustentabilidade na cadeia de fornecedores do seu negócio, além de contribuir com a preservação do meio ambiente, você também reduz diversos riscos característicos desse tipo de parceria.

Por exemplo, ao se relacionar com empresas fornecedoras que não zelam pelo meio ambiente, a imagem da sua marca pode ser comprometida, levando ao descontentamento de clientes internos e externos, a exemplo de consumidores e fornecedores.

Com isso, a tendência é que o volume de vendas e do faturamento decaia, o que, por sua vez, diminui o poder competitivo e de espaço do negócio em seu mercado de atuação.

Dependendo da situação, o impacto pode ser tão negativo a ponto de levar a empresa à falência, decorrente dos reflexos gerados por uma parceria inadequada. 

Dica! Não deixe de ler este artigo: "Fornecedores sustentáveis: saiba como identificá-los e os riscos de não tê-los"

De qual maneira a Linkana ajuda a mitigar esses riscos?

A Linkana ajuda a mitigar esses riscos, e a alinhar sua empresa a ações sustentáveis na cadeia de abastecimento, ao oferecer uma ferramenta que identifica automaticamente fornecedores sustentáveis.

O Linkana ESG Rating é uma solução que realiza a análise de risco de empresas fornecedoras com base nos três pilares ESG (ambiental, social e de governança).

Por meio de notas atribuídas às informações prestadas pelo próprio fornecedor, você tem uma avaliação automática do nível de ameaça que uma possível parceria com ele pode trazer para o seu negócio. Desse modo, tem mais respaldo para tomar sua decisão.

Extra! Confira o que Leo Cavalcanti, CEO e cofundador da Linkana, disse sobre o ESG Rating:

https://www.youtube.com/watch?v=T1DmQi-JmKQ

O que mais somente a Linkana oferece para o seu negócio?

A Linkana é a primeira fundação de dados de fornecedores compartilhada do Brasil. Nossa base de dados de perfis universais de fornecedores permite que compradores busquem, analisem e homologuem fornecedores em alguns cliques. 

Com isso, aceleramos radicalmente processos de onboarding, de análise e de monitoramento de fornecedores — graças aos dados dos fornecedores já preenchidos por eles ou por outra empresa —, permitindo o uso de dados e insights compartilhados entre as maiores corporações do nosso país.

Nossos diferenciais são:


  • PERFIL UNIVERSAL DO FORNECEDOR → Com os perfis de fornecedores compartilhados da Linkana, dados e documentos de fornecedores são reaproveitados em rede, compartilhando informações atualizadas entre múltiplos compradores e acelerando processos de forma automatizada e sem burocracia.


  • MELHORES INSIGHTS → Nossos scores, ratings e certificações proprietários são construídos e compartilhados com a inteligência das maiores corporações do Brasil, garantindo aderência às melhores práticas e exigências de mercado.


  • PLUG N' PLAY →  Conecte seu sistema legado, ERP ou e-procurement com nossa fundação de dados de fornecedores, tornando-a sua fonte única de verdade, dinâmica e 100% integrada em questão de minutos.


Leve agora mesmo a Linkana para sua empresa. Preencha o formulário abaixo e confira como!

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market