Procurement: 6 mitos e 6 verdades que você precisa saber

A área de procurement está em constante evolução e está diretamente ligada ao processo estratégico de compras.

O procurement tem revolucionado o cenário das compras, e através dele tem sido possível ter melhores resultados e processos mais ágeis, seguros, otimizados e padronizados.

Qual é a função do procurement?

O procurement é responsável por todo o processo de busca de suprimentos, pesquisa de mercado, gestão de fornecedores, fechamentos de contratos, etc.

Mas, apesar da crescente da área, ainda existem muitos mitos que rondam o cenário fazendo com que as empresas caiam em falácias.

Neste artigo vou te mostrar quais são os maiores mitos da área de procurement, e ainda, vou te ajudar a descobrir quais são as verdades que você precisa levar contigo para a vida. 

Mitos do Procurement 

mitos e verdades do procurement

Não é preciso estar atento aos acontecimentos mundiais 

Esse é um mito muito peculiar, pois, a maioria das áreas do mercado precisam que os seus profissionais estejam cientes do que está acontecendo no mundo. E com procurement não é diferente. 

Isso porque os acontecimentos mundiais impactam diretamente nas decisões de compras.

Um grande exemplo de como isso é um mito, foi a pandemia de Covid-19 que mudou para sempre o cenário de procurement, fazendo com que se percebesse que o modelo de trabalho usado pela área não estava funcionando de fato e que precisava de mudanças mais tecnológicas. 

E outro exemplo prático a ser citado também é a guerra entre a Rússia e a Ucrânia. Do dia para a noite muitas empresas passaram a aplicar sanções contra a Rússia ou sofrerem sanções caso tivessem ligação com fornecedores do país. O grande problema é que a maioria das empresas não tinham essa informação e sequer sabiam as origens de seus fornecedores, o que tornou o processo de decisão extremamente lento quando o momento exigia algo totalmente urgente. 

Procurement e compras são a mesma coisa

Outro mito muito comum de ouvir por aí é que a área de procurement e a área de compras são a mesma coisa.

É normal que haja uma confusão, mas é preciso entender que a área de compras é apenas responsável pela obtenção de um produto, já o procurement envolve um processo mais complexo que vai desde a pesquisa de mercado, escolha de fornecedores, transporte, montagem, armazenamento até o fechamento de contratos. 

Enquanto o processo de compras finaliza logo após a efetuação do pagamento, o de procurement ainda segue fiscalizando e trabalhando em todas as outras etapas.

Para você entender melhor e se aprofundar mais no assunto, baixe o nosso infográfico sobre as diferenças entre a área de procurement e compras.

ESG não veio para ficar

Se engana quem pensa que ESG (Environmental, Social and Governance) é uma brisa passageira. 

O ESG veio sim para ficar, visto que existe cada vez mais uma exigência por parte dos consumidores, investidores e governos por empresas que tenham responsabilidade social. 

Uma pesquisa divulgada pela 5W Public Relations, revelou que 81% dos millennials entrevistados esperam que as empresas se comprometam publicamente com causas beneficentes e de cidadania.   

A nova geração se preocupa muito mais do que as anteriores com causas ligadas aos direitos humanos e ao meio ambiente

Segundo um levantamento feito pela consultoria Nielsen em 60 países, 66% das pessoas estão dispostas a pagar mais por produtos e serviços de companhias comprometidas com ESG.

Por isso, é preciso que as empresas também estejam preparadas para lidar com o novo perfil de consumidores e com os seus valores. 

Para você entender a importância do ESG, preparamos um infográfico completo que pode te ajudar.

Infográfico
ESG: o que é, como aplicar, vantagens e como medir
Listamos 7 vantagens de ter uma política ESG na sua empresa, 4 maneiras de como aplicar e 3 formas de como medir se as ações estão tendo sucesso ou não.

Preço mais alto é igual a serviço melhor

Nem sempre um preço mais alto significa que o produto é melhor.

Isso pode fazer sentido quando falamos de marca de roupas ou comprar comida em um restaurante de alto padrão. Porém, quando se trata de procurement, a lógica tende a ser outra. 

Geralmente compensa muito mais entender qual fornecedor tem os requisitos necessários para atender as demandas do seu negócio. 

Aqui na Linkana, por exemplo, optamos por equilibrar um valor que justifique a complexidade do nosso produto e o nosso ciclo de venda mais extenso, mas que não seja inviável para projetos menores. 

Um outro ponto muito importante a também levar em consideração quando falamos sobre fornecedores, é a busca por diversidade. 

Além do preço, também leve em conta se a empresa está preocupada com a diversidade de fornecedores. Contratar fornecedores diversos significa obter maiores ganhos financeiros e também sociais para a sua empresa

eBook
Programa de Diversidade de Fornecedores no Brasil
Tenha acesso a um guia completo de como estruturar o seu programa de diversidade de fornecedores. Veja erros, acertos, cases de sucesso e boas práticas do mercado!

Use a mesma estratégia em todas as categorias

Esse mito é extremamente perigoso. Cada categoria precisa da sua própria estratégia para funcionar.

Uma técnica usada para setores de beleza pode não funcionar se for usada no setor de tecnologia e vice-versa. 

Ao tentar aplicar a mesma estratégia em todas as categorias só porque funcionou em uma, você pode ter prejuízos. 

Homologação não é tão importante

Pode parecer insano, mas ainda existem pessoas que acreditam que o processo de homologação não é tão importante, podendo ser deixado para segundo plano.

No entanto, erra (e muito) quem pensa dessa forma, pois a homologação é uma etapa fundamental na operação de uma empresa.

Ela tem como principal objetivo garantir a competência e a conformidade dos parceiros comerciais responsáveis pelo fornecimento de insumos, como matéria-primeira e reposição de estoque. 

Porém, quando falamos de homologação é inevitável dizer que esse processo às vezes pode ser muito longo e cansativo. Por isso, cada vez mais empresas estão optando por plataformas que façam esse processo com qualidade e agilidade.

Esse é o caso da Keila Oliveira da Nivea que melhorou em 80% o tempo de homologação dos fornecedores da empresa e da Monique Marcone da CBA que reduziu de 30 para 6 dias o tempo de homologação de fornecedores com a ajuda da Linkana. 

Agora que já vimos alguns dos maiores mitos do procurement, te convido a também entender quais são algumas das verdades relacionadas a essa área.

Verdades do Procurement

Conheça o negócio do seu fornecedor 

Muitas empresas não sabem, mas é importante conhecer o negócio do seu fornecedor como se fosse seu.

Isso garante que você não tenha surpresas futuramente com práticas de trabalho ilegais ou que agridem o meio ambiente, por exemplo. 

Além disso, é muito importante saber se as expectativas do fornecedor estão alinhadas às suas, desde prazos até o valor do serviço prestado. 

Mantenha uma boa relação com fornecedores

Outra grande verdade que ouvimos por aí é que na área de procurement é preciso manter uma boa relação com os seus fornecedores, e isso é real. 

Através de uma relação amistosa e profissional com os seus fornecedores, a sua empresa ganha a honra de poder prestar um bom serviço e ser reconhecida por isso.

Aliás, quanto melhor for o serviço prestado pela sua empresa, maiores são as chances de portas se abrirem para novas oportunidades,

Afinal, as pessoas gostam de contar para as outras quando têm uma experiência marcante. Seja ela boa ou ruim.  

Negocie preços e pense em saving, mas não a qualquer custo

A negociação de preços atrelada ao saving –  economia de custos – é um dos principais pontos do procurement. No entanto, é importante ressaltar que o saving não pode ser feito a qualquer custo.

Estar obcecado por saving às vezes pode ser muito nocivo para a sua negociação, porque você pode estar espremendo tanto o fornecedor que isso pode atrapalhar a sua boa relação com ele. Isso não é o que queremos. 

O mundo mudou e com ele a forma de fazer negociações também mudou. 

O comprador do passado só estava interessado em saving a qualquer custo, com um sistema único controlando tudo e em um contexto de mundo com a mentalidade fechada e preconceituosa, além da falta de tecnologia.

Já o comprador do futuro, aquele que mudou junto com o mundo, entende que o saving tem que ser combinado com resiliência, inovação e diversidade da base de fornecedores.

O contexto agora é outro, com a comunicação hiperconectada e acelerada e a mentalidade do mundo aberta e muito mais inclusiva. 

Por isso, pense sim em saving, mas não se desespere por isso. 

Se você quer entender mais sobre as diferenças entre o comprador do passado e o do futuro, baixe agora o nosso e-book e se atualize.

Procurement otimiza os processos 

Verdade!

O procurement realmente ajuda a agilizar os processos relacionados às compras.

Através do processo de procurement é possível agilizar todo o ciclo de compras, desde a escolha de fornecedores até o fechamento do negócio. Evitando assim dores de cabeça com processos longos e morosos. 

Decisões mais estratégicas

Quando falamos de decisões mais estratégicas, estamos falando de strategic sourcing

Essa metodologia auxilia nas aquisições que uma empresa precisa fazer para manter suas operações ativas partindo de uma avaliação técnica e estratégica. 

Através dessa estratégia, a sua equipe pode se orientar melhor e tomar decisões mais certeiras com base em análises. 

Se a sua empresa ainda não toma decisões estratégicas, o primeiro passo para implementar um modelo de strategic sourcing nela é através dessas 7 etapas:

  1. Análise de necessidades e definição de padrões;
  2. Mapeamento de suprimentos;
  3. Análise de mercado e de fornecedores;
  4. Definição da estratégia de compra;
  5. Cotação de produtos e serviços necessitados;
  6. Negociação e definição de fornecedores;
  7. Acordos e estratégia de evolução.
eBook
Strategic Sourcing

Aprenda o que é, como implementar, conheça os erros mais comuns e mais.

Redução de falhas e erros

Com o processo de procurement também é possível reduzir as chances de ter falhas no aprovisionamento e suprimento da empresa.

Ela também ajuda a diminuir os riscos desde o contato com novos fornecedores através da checagem do CNPJ até a entrega e finalização do contrato, sendo cautelosamente acompanhada em todos os pontos. 

No 11º episódio do nosso podcast Procurement Hero, Leo Cavalcanti conversa com Alex Leite da Live University sobre as novidades do mercado de procurement. Se você quer se atualizar sobre o cenário do procurement e ainda receber dicas valiosas, você não pode deixar de ouvir.

Conclusão 

Provavelmente você já deve ter ouvido falar de alguns desses seis mitos ou de alguma dessas 6 verdades que citei aqui, correto?

Este artigo teve como objetivo fazer com que algumas dessas falácias não atrapalhem o seu processo de procurement. 

Essa área é essencial para compras e tem o intuito de deixar esse processo mais fácil, ágil e seguro, e esses mitos podem fazer com que você fique desanimado e sem motivações para continuar.

Você tinha conhecimento de todos esses mitos e verdades?

Não caia mais em mitos

Ao longo desse texto você viu diversos mitos e a melhor forma de não cair neles e nem trazer prejuízos para o seu processo de procurement, é contar com uma ferramenta especializada no assunto, como a Linkana.

A nossa plataforma ajuda a avaliar o histórico de compras para identificar oportunidades de otimização. Além disso, uma ferramenta automatizada como a nossa centraliza todos os dados em um só lugar, ajudando assim a ter um gerenciamento mais efetivo que agrega segurança e eficiência à sua gestão de procurement.

A Linkana é o primeiro e maior software de gestão de fornecedores em rede, que otimiza o sourcing, onboarding e análise de spend com uma base de dados unificada de perfis de fornecedores certificados para cadastro, risco, qualidade e diversidade.

Se você quer fazer analise de fornecedores com a mesma qualidade exigida nas maiores empresas do Brasil, conheça a Linkana.

Somos o #SRMDoFuturo, feito para o #CompradorDoFuturo.

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.

Ebook

Diversidade de Fornecedores

Tenha acesso a um guia completo de como estruturar o seu programa de diversidade de fornecedores. Veja erros, acertos, cases de sucesso e boas práticas do mercado!

logo linkana

Podcast

Procurement Hero

Líderes e referências do mercado de procurement batem um papo sobre tecnologia, dados e tendências.

Teste
Descubra se você é um comprador do futuro!

Tenha acesso a um guia completo de como estruturar o seu programa de diversidade de fornecedores.Veja erros, acertos, cases de sucesso e boas práticas do mercado!

logo linkana

Ferramenta

Consulta de CNPJ

Encontre o CNPJ e mais 10 outros dados de fornecedores em segundos.

logo linkana

Ebook

Gestão de Fornecedores

Descubra como fazer um gestão de fornecedores inteligente e guiada por dados na sua empresa!