Como ser um fornecedor de produtos para grandes empresas? Aprenda em 5 passos

A oportunidade de oferecer produtos e serviços para grandes companhias, expandir os negócios, aumentar a rede de contatos e o faturamento é excelente para empreendimentos de todos os tamanhos. Pensando nisso, a sua empresa sabe como ser um fornecedor? 

Para se tornar um fornecedor, é preciso estar atento ao mercado e à concorrência, aprender como abordar possíveis clientes e descobrir exatamente como é o processo de cadastro e homologação de novos parceiros comerciais. 

Como esse caminho pode levar um tempo e inclui muitos detalhes, separamos 5 passos para te ajudar a entender como ser um fornecedor na prática!

O que é ser um fornecedor? 

Fornecedor é todo empreendimento responsável pelo abastecimento de produtos ou serviços para outra instituição. Entre os itens que podem ser oferecidos estão matérias-primas, insumos ou peças já acabadas.  

Indo além, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, “fornecedor é toda pessoa física ou jurídica, pública ou privada, nacional ou estrangeira, bem como os entes despersonalizados, que desenvolvem atividade de produção, montagem, criação, construção, transformação, importação, exportação, distribuição ou comercialização de produtos ou prestação de serviços”.

Inclusive, o termo fornecer já indica exatamente o papel que se espera desse tipo de negócio: o de prover ou providenciar a outra organização itens e materiais necessários para um determinado fim. 

Em resumo, quando uma empresa se estabelece como fornecedora, ela adquire a responsabilidade de suprir outro estabelecimento e se torna essencial para o desenvolvimento de novos produtos ou bens para comercialização. 

Os principais papéis e requisitos para ser um fornecedor são: 

  • respeitar prazos e condições de entrega de produtos ou serviços;
  • estar de acordo com as normas legais vigentes;
  • evitar conflitos entre os clientes que atende;
  • oferecer itens de qualidade e que se destacam no mercado. 

Agora que você já entendeu o que é, saiba como ser um fornecedor. 

Como ser um fornecedor de produtos? Passo a passo 

Cada instituição determina os próprios critérios na hora de escolher um parceiro comercial. No entanto, há alguns tópicos básicos para se estar atento na hora de investir em como ser um fornecedor de produto:

  • preço;
  • prazo de entrega;
  • pagamento;
  • qualidade do serviço;
  • cumprimento de normas legais;
  • saúde financeira. 

A gestão de fornecedores de cada organização vai avaliar de maneira minuciosa esses pontos para tomar a decisão mais benéfica. 

Para se destacar entre a concorrência e ser escolhido, invista no passo a passo de como ser um fornecedor listado abaixo. 

1 – Defina um público-alvo 

O passo inicial é definir com qual tipo de empresa você deseja trabalhar, dessa forma é possível fazer propostas mais específicas e assertivas. Em qual ramo de negócio elas estão? Qual é o tamanho delas? Elas são de médio ou grande porte? 

Ao observar o mercado em que você atua, é possível compreender as melhores alternativas e focar em um tipo de público, assim as chances de atingir essa audiência e aos poucos aumentar o seu portfólio aumentam. 

2 – Prospecte clientes 

Depois de estabelecer qual é o ramo de atividades que deseja atuar, é hora de prospectar os clientes. 

Identifique a pessoa responsável pela contratação de fornecedores ou até mesmo o setor de compras da companhia, para tentar uma aproximação aos poucos, e mostre disposição de apresentar o seu portfólio. 

Outra dica importante é ter uma boa rede de contatos, que faça um marketing boca a boca positivo do seu empreendimento. 

3 – Crie um portfólio 

A melhor maneira de comprovar que você é o parceiro comercial ideal é expondo as vantagens e benefícios do seu produto ou serviço.

Essa divulgação pode ser feita via marketing digital, mas acima de tudo é fundamental ter um portfólio com cases de sucesso, transmitindo confiança e credibilidade. 

Uma boa solução é ter uma apresentação com os dados agregados, descrevendo resultados alcançados e demonstrando a satisfação de outros clientes. 

4 – Dê especial atenção a critérios de compliance 

A avaliação dos fornecedores é um processo vital para determinar quais serão selecionados. Esse processo começa no cadastramento, passa pela qualificação e termina na homologação e contratação. 

O objetivo é examinar os possíveis fornecedores de maneira detalhada, averiguando se estão em conformidade com normas legais, fiscais, tributárias e trabalhistas, além de verificar se estão com a saúde financeira e capacidade de pagamento em dia. 

Isso é feito por meio da análise de documentos de plataformas públicas e privadas, além do requerimento de certidões próprias de cada empresa. Ao final, é garantida a idoneidade, ética e segurança dos prestadores de serviços. 

Por isso, é indispensável manter a documentação, as exigências legais e os impostos pagos em dia, pois as grandes instituições possuem um alto padrão de exigência e, em geral, têm um processo de compras e gestão de risco de fornecedores muito bem estruturado.

5 –  Acompanhe as tendências do mercado 

Por fim, para saber como ser um fornecedor, é crucial estar atento às tendências do mercado, sejam elas tecnológicas, de modelo de negócios ou de novas oportunidades. 

Isso é importante para que o seu empreendimento nunca esteja atrás da concorrência e possa avaliar os pontos positivos e negativos da sua atuação até o momento. 

Acompanhar as tendências também significa entender quais são as novas necessidades que surgem no seu público-alvo e transformar isso em um diferencial a seu favor. 

Agora que você já sabe como se tornar um parceiro comercial de grandes companhias, veja como se cadastrar como fornecedor. 

Como se cadastrar como fornecedor? 

Depois de definir qual é o seu nicho de mercado e quais são as empresas que o seu empreendimento tem interesse em trabalhar, é hora de ir atrás do setor de compras e fazer um pré-cadastro ou cadastro de fornecedores. 

Em geral, muitos negócios possuem uma área específica no site indicando o local para cadastro de fornecedores ou atualização de dados. 

Muitas organizações grandes, como a Nivea, utilizam um software de e-procurement para facilitar, agilizar e tornar mais eficiente e seguro o processo de cadastro, qualificação e homologação dos fornecedores, como a Linkana

A Linkana aumenta o número de informações coletadas sobre cada empreendimento, pesquisando em bases públicas e privadas, para garantir que os fornecedores estejam cumprindo todas as normas legais requisitadas e que também estejam com a saúde financeira em dia. 
Saiba melhor como funcionam as etapas de qualificação dos fornecedores no software da Linkana neste link!

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.