Resources

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Trabalho infantil escravo de fornecedores: como combater? 2 maneiras!

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

April 21, 2023

April 21, 2023

April 21, 2023

Infelizmente, a pauta trabalho infantil escravo de fornecedores, e trabalho análogo à escravidão entre adultos, segue em evidência no Brasil e no mundo.

Em julho de 2022, um relatório investigativo comprovou que fornecedores da Hyundai no Alabama estavam utilizando mão de obra de crianças em suas linhas de produção (estampagem de metal), inclusive uma de 12 anos. 

Segundo matéria publicada no portal CNN Brasil, uma das respostas da maior montadora da Coreia foi "cortar laços" com as empresas fornecedoras da cadeia de suprimentos dos EUA que estavam adotando essa postura.

Em fevereiro de 2022, as vinícolas Aurora, Garibaldi e Salton passaram por flagrante de trabalho semelhante ao escravo por contratar uma terceirizada que atuava dessa forma.

As três contratantes foram autuadas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) a pagar R$ 7 milhões em indenizações, R$ 5 milhões por danos morais coletivos e R$ 2 milhões por danos individuais, conforme informado em reportagem da Agência Brasil.

Outra matéria do mesmo portal destacou o resgate de cinco trabalhadores, nas mesmas condições de escravidão, que prestavam serviços no festival de música Lollapalooza, que aconteceu entre os dias 24 e 26 de março de 2023.

Por meio de uma fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego de São Paulo, essas pessoas foram encontradas dormindo diretamente no chão, em um local sem energia elétrica, sem equipamentos de proteção individual (EPI) e itens básicos de higiene, e trabalhando na informalidade.

Em protesto, outra empresa fornecedora cancelou sua participação no festival, alegando princípios, coerência e que a justiça social era um dos seus principais valores.

Como você já deve saber, atrelar a sua marca a outras que atuam como nos exemplos que acabamos de citar gera uma série de transtornos e aumentam, consideravelmente, os riscos reputacionais, financeiros e operacionais.

Mas como identificar fornecedores que usam trabalho escravo em suas atividades e, com isso, evitar problemas para sua empresa? Siga a leitura deste artigo e confira exatamente o que fazer!

O que é trabalho infantil escravo de fornecedores?

Por trabalho infantil escravo de fornecedores entenda empresas que usam atividade laboral exercida por crianças e adolescentes abaixo da idade mínima estabelecida pelas legislações.

No Brasil, é terminantemente proibida a contratação de crianças com até 13 anos, não havendo nenhuma exceção para essa faixa etária. 

A Lei do Aprendiz (Lei nº 10.097, de 2000) permite a contratação de adolescentes entre 14 e 16 anos, mediante as regras dessa legislação.

Já o Decreto n° 6.481, de 12 de junho de 2008 autoriza a contratação de adolescentes entre 16 e 17 anos, mas vedando atividades perigosas, noturnas e insalubres.

Todos esses cuidados visam não prejudicar a formação psicológica, intelectual, de aprendizado, moral e social de crianças e adolescentes.

Desse modo, qualquer negócio que não siga essas diretrizes é considerado uma empresa que explora mão de obra infantil e, por esse motivo, a formação de uma parceria comercial deve ser repensada.

Dica! Não deixe de ler este artigo: "O que é a lista suja do trabalho escravo: saiba tudo sobre esse importante assunto!"

Quais são os riscos do trabalho infantil escravo de fornecedores?

Compactuar com o trabalho infantil escravo de fornecedores gera para sua empresa sérios transtornos reputacionais, os quais, consequentemente, levam a problemas operacionais e financeiros.

Mesmo que seu negócio não tenha participação direta — ou nem saiba desse comportamento do fornecedor — ter em sua rede de abastecimento um parceiro que atua dessa forma impacta negativamente a imagem da sua marca.

Já em 2019, uma pesquisa realizada pela Fundação Procon-SP, e divulgada no site Valor Investe, revelou que 81% dos consumidores brasileiros não comprariam produtos, ou contratariam serviços, de marcas que exploram o trabalho escravo e/ou infantil.

Atualmente, com os compradores cada vez mais conectados e com novos comportamentos adotados, a tendência é que esse nível de exigência se torne ainda mais expressivo, exigindo muito mais comprometimento e postura das empresas.


Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.



Como combater o trabalho infantil na cadeia de fornecedores?

Basicamente, existem duas maneiras de combater o trabalho infantil escravo de fornecedores, que são:


  • retirar da sua rede de abastecimento negócios comprovadamente envolvidos nessa condição;


  • avaliar precisamente o histórico da empresa fornecedora que pretende contratar.


Retirar da sua rede de abastecimento negócios comprovadamente envolvidos nessa condição

Essa forma de combate ao trabalho infantil escravo na cadeia de suprimentos consiste em romper a parceria com a empresa fornecedora que usa mão de obra de crianças e adolescentes em suas atividades.

O ideal é que isso seja feito tão logo essa situação for comprovada, mas tomando cuidado para não comprometer o fluxo de abastecimento do seu negócio, bem como para não descumprir cláusulas contratuais que levem a prejuízos legais e/ou financeiros. 

O objetivo por trás desse rompimento é não fomentar o trabalho escravo infantil ao deixar de dar visibilidade e lucro para negócios que atuam dessa forma. 

Avaliar precisamente o histórico da empresa fornecedora que pretende contratar

E tão importante quanto descontinuar contratos com fornecedores que usam mão de obra escrava infantil, é não incluí-los em sua rede de abastecimento.

No caso, estamos nos referindo à realização de uma análise precisa e realmente completa do histórico da empresa fornecedora que pretende contratar, bem como ir a fundo na verificação de toda a documentação apresentada.

Aqui, a ideia é buscar por informações e/ou indícios que mostrem se o fornecedor em questão está ou não envolvido com esse tipo de prática ilegal.

Caso comprovadamente esteja, você tem a chance de nem iniciar o processo de contratação e de direcionar esforços e tempo para encontrar outros fornecedores mais capacitados e qualificados e, com isso, proteger seu negócio de vários riscos.




Como melhorar a busca por fornecedores idôneos?

A tecnologia é uma grande aliada na hora de identificar trabalho infantil escravo na cadeia de suprimentos e, com isso, facilitar a contratação de fornecedores idôneos.

A Linkana, por exemplo, oferece o maior, melhor e mais completo sistema de gestão de fornecedores com dados compartilhados do mercado.

Nossa base de dados de perfis universais de fornecedores permite que compradores busquem, analisem e homologuem fornecedores em alguns cliques. 

Com isso, aceleramos radicalmente processos de onboarding, de análise e de monitoramento de fornecedores — graças aos dados dos fornecedores já preenchidos por eles ou por outra empresa —, permitindo o uso de dados entre as maiores corporações do Brasil.

Uma das funcionalidades do sistema da Linkana que ajuda a buscar por fornecedores íntegros, confiáveis e em compliance com as leis trabalhistas é a verificação automática de documentos.

Com esse recurso, o tempo de análise de documentações, verificação de pendências e monitoramento de informações é reduzido, pois a análise e o monitoramento são feitos de forma automatizada.

Outra é a fundação de dados compartilhados, rede partilhada com outros compradores que permite extrair vários insights e, entre eles, se a empresa teve algum caso de trabalho infantil em seu histórico.

Outros diferenciais da Linkana

Sobre essa funcionalidade, vale destacar que a Linkana é a primeira fundação de dados de fornecedores compartilhada do Brasil. Nossos maiores diferenciais, em comparação a outros softwares disponíveis no mercado, são:



  • PERFIL UNIVERSAL DO FORNECEDOR → Com os perfis de fornecedores compartilhados da Linkana, dados e documentos de fornecedores são reaproveitados em rede, compartilhando informações atualizadas entre múltiplos compradores e acelerando processos de forma automatizada e sem burocracia.


  • MELHORES INSIGHTS → Nossos scores, ratings e certificações proprietários são construídos e compartilhados com a inteligência das maiores corporações do Brasil, garantindo aderência às melhores práticas e exigências de mercado.


  • PLUG N' PLAY →  Conecte seu sistema legado, ERP ou e-procurement com nossa fundação de dados de fornecedores, tornando-a sua fonte única de verdade, dinâmica e 100% integrada em questão de minutos.


Quer ter tudo isso na sua empresa, mitigar riscos, aumentar a produtividade do seu time de compras e procurement, e muito mais? Então entre em contato agora com um dos nossos especialistas e agende uma demonstração!



Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market