Resources

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Tipos de riscos de fornecedores que podem ser qualificados pela CNAE

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

April 5, 2023

April 5, 2023

April 5, 2023

São vários os tipos de riscos de fornecedores, e alguns deles podem ser levantados previamente por meio da consulta da CNAE da empresa fornecedora que pretende contratar o seu negócio.

A ideia com essa estratégia é mitigar essas ameaças ao identificá-las antecipadamente, o que dá a você e ao seu time de compras e procurement a chance de pensar em medidas para assumir, diminuir ou se esquivar desses perigos, a exemplo de não dar andamento ao processo de contratação do fornecedor.

Quanto a isso, é fundamental ter em mente que, antes de contratar um fornecedor, é preciso analisar pontualmente quais riscos ele traz que podem comprometer o bom andamento do seu negócio — e um dos caminhos para isso é por meio da consulta ao CNAE, Classificação Nacional de Atividades Econômicas.

Segundo uma pesquisa feita pela Planning, 47,1% das organizações não contam com uma política para gerenciamento de riscos. Além disso, 56,3% dos executivos não utilizam esse mecanismo como ferramenta de gestão.

Diante disso, fica mais clara a importância de compreender que, ao verificar o grau de risco de cada ocupação, hábitos trabalhistas incoerentes, reputacionais e outros podem ser evitados.

Se você deseja saber mais sobre esse assunto, siga a leitura deste artigo e confira como verificar os tipos de riscos de fornecedores por meio da CNAE de cada um deles.

O que é grau de risco? 

Grau de risco é uma classificação numérica de 1 a 4 que serve para analisar a profundidade de riscos a que os trabalhadores estão expostos. Essa escala serve para determinar as obrigações que a instituição deve cumprir para se manter em dia com as leis trabalhistas.

A numeração é definida pela CNAE, Classificação Nacional de Atividades Econômicas, que efetiva os tipos de obrigações legais que cada empresa deve exercer para preservar o controle dos riscos e garantir a integridade de colaboradores e terceiros.

No dia a dia, qualquer profissional está propenso a algum tipo de risco que pode causar desde pequenas lesões até mesmo a morte. Nesse sentido, a legislação é bastante rigorosa quando se trata do bem-estar e segurança das pessoas.

Geralmente, o nível dos perigosos depende da gravidade do trabalho realizado. Por exemplo, provavelmente o grau de risco de uma empresa que fornece produtos alimentícios é maior do que uma que trabalha com profissionais na área de TI, já que a primeira lida com higienização e conservação de alimentos, compreende?

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Quais são os tipos de graus de risco? 

Por meio da 4ª Norma Reguladora (NR4), o Ministério do Trabalho criou as subdivisões de classificação.

Os graus de riscos determinados pela CNAE correspondem a uma escala de 1 a 4, considerando que 1 é o risco mínimo e 4, o máximo.

Veja cada um deles:


  • GR1 — empresas de risco muito baixo: cujo ramo de atividade expõe a riscos quase inexistentes. Sendo assim, tem menos obrigações relacionadas à saúde e à segurança do trabalho;


  • GR2 — empresas de risco baixo: no qual o segmento profissional submete os colaboradores a riscos moderados. Mesmo assim, essa classificação tem mais obrigações relacionadas à saúde e segurança comparada a organizações com GR1;


  • GR3 — empresas de risco médio: ou seja, são aquelas que expõe os funcionários a riscos regulares, cujas obrigações legais são maiores do que com GR1 e GR2;


  • GR4 — empresas de risco alto: no qual o ramo das atividades submete os funcionários a riscos frequentes. Por isso, é o que mais tem obrigações à saúde e à segurança do trabalho.


Leia também: Matriz de risco de fornecedores: saiba quando usar

Quais são os tipos de riscos de fornecedores?

Entre os principais tipos de riscos de fornecedores que podem comprometer a idoneidade e o fluxo operacional do seu negócio, estão:


  • riscos ambientais: companhias que não respeitam às leis de proteção ambiental, como descarte de dejetos e preservação de mata nativa;


  • corrupção: atividades ilícitas, problemas em licitações, entre outras infrações podem representar uma alta gravidade pela CNAE. Por isso, é importante tomar medidas protetivas ao escolher fornecedores;


  • risco à reputação: fornecedores ligados a escândalos, suspeita de trabalho escravo ou crimes ambientais podem mexer com a imagem do profissional, por isso, é necessário ter atenção durante o processo de qualificação;


  • documentos incompletos: ausência de documentações essenciais para a efetividade do trabalho, tais como alvarás e certificações que podem ocasionar em multas ou interrupção das atividades. 


Como descobrir o grau de risco por meio da CNAE?

Para descobrir o grau de risco de um fornecedor pela CNAE da empresa, você deve seguir estes dois passos:


  1. descubra a CNAE do fornecedor;


  1. identifique o grau de risco.


1. Descubra a CNAE do fornecedor

Existem diversas maneiras de descobrir o CNAE de um fornecedor. Um deles é por meio de ferramentas como o Consulta CNPJ da Linkana.

Solução gratuita, para fazer essa consulta basta incluir o número do CNPJ da empresa fornecedora que você deseja avaliar.

Pela plataforma da Linkana você descobrirá o número do CNAE para, em seguida, pesquisar em quais tipos de riscos de fornecedores a empresa em questão se encaixa.

Dica! Caso você não saiba o CNPJ do fornecedor, confira este artigo com o passo a passo completo de como descobrir essa informação: "Como saber o CNPJ da empresa? Tutorial para ajudá-lo na pesquisa"

2. Identifique o grau de risco 

Em seguida, você pode usar tabelas como esta da Cetesb para verificar o grau de risco e o nível correspondente ao ramo de atuação da empresa fornecedora. 

No exemplo abaixo, você verá alguns tipos de riscos ambientais.  

 



Como saber o grau de risco de um fornecedor? 

O mapa de risco é um excelente termômetro para conhecer os níveis de risco de cada elemento, que podem ser desde matéria-prima até equipamentos úteis no processo de trabalho ou instalações do local.

Portanto, a ferramenta possibilita verificar danos e vantagens antes de contratar um parceiro ou iniciar um novo processo de qualificação de fornecedores.

Nesse sentido, o mapa de risco está representado pelas seguintes cores:


  • risco físico: verde;


  • risco químico: vermelho;


  • risco biológico: marrom;


  • risco ergonômico: amarelo;


  • risco de acidentes: azul.


Já a intensidade dos riscos é representada por círculos de diferentes tamanhos. Isso significa que quanto maior o círculo, maior o grau de risco, e vice-versa.

Assim que pronto, é recomendável que o mapa de riscos seja fixado em locais de grande visibilidade para o conhecimento de todos os integrantes. 

Qual é o papel da Linkana para descobrir o nível de risco dos fornecedores?

Muitas empresas só detectam os tipos de riscos de fornecedores após os acontecimentos, o que pode gerar um grande transtorno no orçamento e na reputação da companhia se não resolvido em tempo. 

Uma maneira de descobrir fornecedores qualificados antes de contratá-los é por meio de serviços como a plataforma de Análise de Fornecedores Ativos da Linkana. 

Além disso, nosso sistema monitora de forma constante cada fornecedor assim que ele estiver ativo na nossa solução. 

Dessa maneira, sua empresa sempre estará protegida contra qualquer irregularidade que ocorrer com seu fornecedor.

Com a nossa ferramenta de consulta pública automatizada e de gestão de fornecedores, fica muito mais fácil montar uma cadeia de suprimentos eficiente. 

Isso porque nós entregamos relatórios inteligentes curando os gastos de fornecimento com o banco de dados de perfis de fornecedores, construído com big data e inteligência artificial.

De quais outras formas a Linkana ajuda a mitigar riscos para o seu negócio?

Outra forma de mitigar os riscos proveniente da contratação de empresas fornecedoras é utilizando uma base de dados de fornecedores compartilhada. Apesar de a ausência desse tipo de recurso ser uma das principais falhas de procurement, a Linkana conseguiu solucionar esse problema!

Por meio da fundação de dados de fornecedores compartilhada da Linkana, você tem acesso a mais de 6 mil perfis de fornecedores devidamente preenchidos e atualizados, já com a análise de riscos ESG realizada.

Além de ajudar a reduzir os perigos e ameaças características dessas contratações, a base de dados de fornecedores compartilhada da Linkana também contribui para:


  • diminuir a carga de trabalho dos profissionais de compras e procurement, aumentando a produtividade dos times;


  • realizar o processo de onboarding de fornecedores em menos tempo;


  • evitar atritos na hora de solicitar documentações aos fornecedores para serem analisadas, entre diversas outras vantagens. 


Tenha a Linkana na sua empresa! Afinal de contas, somos o primeiro e maior software de gestão de fornecedores em rede.

Preencha agora mesmo o formulário abaixo e conheça todas as funcionalidades que oferecemos que ajudarão sua companhia a ter fornecedores diversos, inclusivos e que apresentam menos riscos para suas operações.

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market