Como saber CNPJ de empresa pelo nome [Tutorial completo]

Assim como o CPF é importante para consultar a credibilidade de uma pessoa, seja na hora de abrir contas ou aprovar empréstimos, o CNPJ é igualmente essencial para consultar as pendências e informações de uma empresa. 

Porém, nem sempre é fácil ter acesso a esse número de identificação. Desse modo, resolvemos criar um tutorial completo com várias alternativas de como saber o CNPJ de uma empresa, usando informações de acesso facilitado, como nome fantasia, razão social e endereço.

Além disso, vamos explicar tudo que precisa saber sobre o CNPJ. O que é o CNPJ, qual sua finalidade, quem precisa ter, quais informações compõem esse registro e qual sua importância para a gestão empresarial. Boa leitura.

O que é o CNPJ?

CNPJ nada mais é que o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, um registro feito para identificar empresas e organizações junto à Receita Federal e acompanhar suas atividades operacionais e movimentações financeiras.

Ao identificar a empresa pelo CNPJ, é garantido que suas atividades sejam registradas e ela então poderá atuar em conformidade com as exigências legais

Dessa forma, dispor desse registro permite que ela opere e tenha acesso a determinados serviços, como emissão de nota fiscal, solicitação de crédito empresarial, contratação de funcionários e negociação com rede de fornecedores.

O CNPJ é caracterizado por um número de 14 dígitos, seguindo o formato XX.XXX.XXX/0001-XX. Os primeiros 8 dígitos são a raiz do CNPJ, seguidos da barra e do número de ordem do estabelecimento (0001). Por fim, após o hífen, temos dois dígitos usados para controle.

Assim como o CPF é de grande importância para uma pessoa ter acesso aos seus direitos e deveres como cidadão, o CNPJ cumpre um propósito similar para as empresas, permitindo a sua operação e garantindo sua credibilidade, além de oferecer direitos e cobrar o cumprimento de seus deveres.

Informações que compõem o CNPJ

Na prática, o CNPJ é muito mais do que os 14 dígitos citados acima. O Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica apresenta uma composição com várias informações relevantes sobre o empreendimento.

Nesse contexto, temos:

  • Data de abertura: data que marca o início da validade do cadastro pela Receita Federal;
  • Nome empresarial: também conhecido como razão social, é o nome de registro da empresa, usado para fins legais como contratos, notas fiscais e outros documentos dessa natureza;
  • Título do estabelecimento: comumente chamado de nome fantasia, é o nome público da empresa, conhecido pelos consumidores, por exemplo;
  • Descrição das atividades econômicas: informação sobre a atividade econômica principal e as secundárias de uma empresa, essencial para identificar as normas que ela deve seguir e o que ela está autorizada a executar;
  • Código e descrição da natureza jurídica: informações como MEI, ME, SA ou LTDA, que descrevem o tipo da organização;
  • Situação cadastral: serve para indicar se o cadastro da empresa está ativo, suspenso, anulado ou inativo.

Além desses dados, o CNPJ também está atrelado ao endereço e contatos da empresa. Na eventualidade de qualquer alteração nesses dados, como alteração das atividades econômicas da empresa ou mudança de endereço, o número de inscrição do CNPJ permanecerá o mesmo.

Razão social e nome fantasia: entenda a diferença

Toda empresa conta com um nome empresarial e um título do estabelecimento, ou como são mais conhecidos, a razão social e o nome fantasia, respectivamente. Essas informações de identificação desempenham um papel importante para as organizações empresariais.

Entenda a diferença entre cada tipo de nomenclatura e a importância de cada uma delas para a sua operação.

O que é Razão Social?

A razão social, que também pode ser denominada nome de registro ou nome empresarial, é o nome oficial da empresa junto aos órgãos governamentais e os cartórios. É dessa forma que o nome da empresa irá ser descrito em contratos, documentos e notas fiscais, por exemplo.

Vale destacar que a razão social deve ser única e exclusiva, ou seja, não podem haver duas pessoas jurídicas cadastradas sob a mesma denominação social. De modo geral, o nome empresarial é composto por três termos principais:

  • Nome escolhido pelo empresário;
  • Ramo da atividade econômica principal;
  • Tipo de organização (MEI, ME, SA, etc).

Além de escolher um nome único, é importante que o empresário tenha o cuidado de escolher uma denominação que passa seriedade e deixa claro a atuação da empresa, sendo uma excelente forma de causar uma boa impressão já no primeiro contato.

O que é Nome Fantasia?

Podemos entender o nome fantasia com a forma popular como a empresa é conhecida, ou seja, seu nome comercial apresentado ao público na sua logomarca, identidade visual e afins. Também chamado de título do estabelecimento, seu objetivo é tornar a empresa mais fácil de ser reconhecida pelo público.

O nome fantasia não precisa necessariamente ser exclusivo, mas para registrar a sua marca e garantir a sua fixação na mente do consumidor, é ideal que ele seja memorável, único e interessante. No ramo do marketing, agências de Naming são especialistas na criação de nomes para marcas, que também podem ser usados como nomes fantasia.

Por fim, vale destacar que o nome fantasia não é obrigatório, o empresário pode optar por adotar apenas o nome empresarial, ou razão social, para denominar a sua organização.

Importância do CNPJ para uma organização

Toda organização empresarial, independente do tamanho, precisa do CNPJ para atuar de maneira formal. Além de empresas tradicionais e empresários, essa regra também se aplica a associações diversas, ONGs, Sindicatos, Igrejas, Condomínios, Fundos de Investimento, entre outras.

De todo modo, podemos encarar o CNPJ como a maneira mais básica de garantir que sua empresa existe de verdade e está formalmente registrada, passando maior credibilidade para todos que interagem com ela, dos consumidores e colaboradores aos parceiros comerciais da sua cadeia de suprimentos.

Além disso, somente possuindo um CNPJ uma empresa poderá realizar as seguintes atividades:

  • Registrar-se nas juntas comerciais do Estado ou Município;
  • Emitir nota fiscal sobre produtos e serviços;
  • Contratar fornecedores de suprimentos e serviços essenciais;
  • Abrir conta bancária como pessoa jurídica;
  • Obter acesso a linhas de crédito empresarial, como empréstimos e financiamentos específicos;
  • Participar de licitações públicas;
  • Contratar funcionários em regime de CLT;
  • Realizar aquisições técnicas e em grande escala.

Obter o CNPJ, formalizar e ter o seu próprio negócio abre um leque de oportunidades e garante uma segurança intrínseca que não pode ser obtida no cenário da informalidade. Para conhecer as vantagens de abrir o CNPJ, o YouTuber Marcelo de Santis traz uma perspectiva muito interessante, confira:

Por que saber o CNPJ de uma empresa pode ser útil?

Agora que já deixamos claro toda a importância de um CNPJ para as empresas que desejam atuar com maior credibilidade e segurança, é hora de ver o outro lado da moeda. Afinal de contas, por que pode ser útil saber o CNPJ de uma empresa?

Para responder essa pergunta, precisamos analisar dois cenários distintos. O primeiro envolve a consulta do CNPJ por pessoa física e o segundo ocorre quando a pesquisa é feita por outra empresa.

Dessa forma, temos as seguintes aplicações:

  • Para pessoa física: uma pessoa física pode realizar a consulta de CNPJ de uma empresa para verificar se a mesma está autorizada a desempenhar aquela atividade, se a situação cadastral da empresa está validada pelo governo e se ela apresenta pendências ou processos que demonstram algum nível de falha de credibilidade. Além disso, para pessoas físicas investirem em ativos e ações, a consulta também é válida;
  • Para pessoa jurídica: no caso de pessoas jurídicas, a principal aplicação da consulta por CNPJ é a identificação de parcerias comerciais de maior confiabilidade e menor risco. No atual cenário, inconformidades, falhas de Compliance e outras pendências nos fornecedores representam riscos financeiros, judiciais e também à imagem das empresas, sendo essencial fazer a consulta antes de cogitar uma parceria.

Como saber o CNPJ de uma empresa pelo nome?

Ao realizar uma consulta de CNPJ, é possível identificar a existência de processos de falência, protestos, ações trabalhistas e cíveis, dívidas, sanções e outras incongruências.

Por esses e outros motivos, o CNPJ nem sempre é facilmente encontrado nas páginas da empresa na internet ou em documentos diversos, dificultando um pouco a verificação. No entanto, existem métodos muito simples de como saber o CNPJ de uma empresa pelo nome gratuitamente.

Confira alguns métodos de como encontrar o CNPJ de empresa pelo nome:

Redesim

O Redesim é o sistema mais indicado para realização de tal consulta, por ser uma ferramenta gratuita, oferecida pelo próprio Governo Federal. Com ela, é possível utilizar o nome empresarial ou título do estabelecimento para encontrar o CNPJ. 

Mesmo que o resultado não traga dados muito amplos, com o número do CNPJ você pode efetuar consultas adicionais. Por exemplo, com esse dado é possível pesquisar a empresa no Portal da Transparência, Cadastro Nacional de Empresas Punidas (CNEP) e outros bancos de dados.

Para realizar a consulta, o usuário deve acessar o Portal de Empresas e Negócios do Governo Federal, selecionar a Redesim e ir até a opção “Consulta Pessoa Jurídica”, depois clicar em “pesquisa por nome empresarial ou título do estabelecimento”.

Para prosseguir é necessário fazer login ou cadastrar o seu CPF para acessar a área do usuário. Depois disso, já se tem acesso a página de Consulta, onde é possível definir os dados de pesquisa e inserir o nome da empresa, para saber o CNPJ.

Veja o tutorial do sistema Redesim na imagem a seguir:

Como usar sistema Redesim para descobrir CNPJ de empresa pelo nome

Outras alternativas

A Redesim não é a única opção de como descobrir o CNPJ de empresas pelo nome. Outras alternativas disponíveis envolvem ferramentas digitais e métodos manuais. Confira:

Pesquisa na Junta Comercial ou Prefeitura

Empresas fornecedoras de produtos ou prestadoras de serviço devem estar registradas nas juntas comerciais, seja do Estado ou do Município, o que pode variar de acordo com o tipo de empresa e atividade econômica.

De todo modo, é possível acessar o site da Junta Comercial ou entrar em contato com a mesma para pesquisar sobre a empresa. Assim como nos métodos anteriores, apenas portando o nome empresarial já se consegue identificar o CNPJ, uma vez que a razão social é exclusiva para cada empresa.

Uma alternativa ao contato na junta comercial é buscar a prefeitura da sua cidade. Como a empresa precisa de alvará de funcionamento na cidade, é certo que eles terão acesso a essa informação.

Pesquisa online

Outra forma mais simples, porém menos efetiva, de como saber o CNPJ de uma empresa pelo nome é pesquisando na internet, direto no Google mesmo. Principalmente para consultas de organizações mais conhecidas e de grande porte, é plausível encontrar a informação do número do CNPJ dessa forma.

No geral, vale ressaltar que o CNPJ é um dado fiscal, dessa forma, nem sempre será fácil encontrar tal informação. No entanto, ela é essencial para consultas adicionais que atestam a credibilidade e o Compliance de uma empresa, interessante principalmente para o processo de qualificação de fornecedores.

Listas de CNPJ para montar sua rede de fornecedores

Uma empresa em busca de bons fornecedores para atender as necessidades de suprimentos começa todo o processo com uma lista de CNPJ dos possíveis parceiros comerciais

A partir desse dado, é ideal que se faça a consulta por mais informações, que comprovem a confiabilidade e capacidade de um fornecedor de atender às suas necessidades sem risco fiscal, ameaça de falta de suprimentos, falhas de negociação ou mesmo danos causados por falhas no Compliance trabalhista, ambiental ou qualquer outro, por exemplo.

De modo geral, depois de descobrir como saber o CNPJ de uma empresa pelo nome ou ramo de atuação, o ideal é criar uma lista de CNPJ de empresas para iniciar a qualificação de cada uma delas, filtrando opções confiáveis entre uma infinidade de candidatos.

Automatize a consulta públicas da lista de CNPJ

O processo de qualificação e homologação de fornecedores começa com a consulta de informações públicas, que fornece os primeiros dados sobre os potenciais parceiros comerciais e auxilia na avaliação de Compliance e governança.

Para evitar um processo burocrático, lento e ineficiente, recomendamos contar com a tecnologia da Linkana para automatizar as consultas públicas em relação a uma empresa e concentrar os esforços do seu setor de compras nas avaliações e decisões estratégicas que realmente importam.

Utilizando nosso sistema você conta com tecnologia de ponta à sua disposição:

  • Robôs especializados em consultas públicas e emissão de certidões de CNPJs;
  • Aplicação de machine learning nas análises de informações privadas enviadas pelo fornecedores;
  • Monitoramento e atualização permanente de informações de fornecedores homologados;
  • Armazenamento e organização de documentos e histórico de informações para auditoria ;

Veja como funciona o nosso serviço e receba uma análise gratuita de um CNPJ! Basta preencher o formulário abaixo:

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.