Resources

Gestão de riscos

Gestão de riscos

Gestão de riscos

OHSAS 18001: entenda mais sobre a norma que antecedeu a ISO 45001

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

January 3, 2023

January 3, 2023

January 3, 2023

A OHSAS 18001 foi uma norma que determinava os requisitos mínimos a serem atendidos para a formação de um Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional (SSO).

Publicada em 1999, seu objetivo era dar às empresas parâmetros para avaliação de riscos, decorrentes das atividades realizadas, os quais podem gerar doenças ocupacionais ou mesmo acidentes de trabalho.

Isso significa que o propósito dessa normativa era contribuir para que as companhias adotassem  boas práticas para proteger a saúde e a vida dos seus colaboradores, entregando-lhes um ambiente de trabalho seguro, saudável e compatível com as funções que precisam ser executadas.

Quanto a isso, é fundamental ter em mente que o cuidado com a saúde e o bem-estar dos profissionais não deve se limitar ao atendimento das leis trabalhistas relacionadas, apenas como forma de evitar que o negócio sofre penalidades legais.

Na prática, o foco dessas medidas deve ser realmente zelar pela vida, segurança e conforto dos contratados, de modo que isso seja benéfico para eles tanto dentro quanto fora do ambiente de trabalho.

É certo que um número reduzido de afastamentos médicos e de acidentes de trabalho é também bastante vantajoso para uma companhia. Um quadro de funcionários incompleto, por exemplo, afeta o fluxo de serviço, o andamento dos processos, a produtividade e, consequentemente, a lucratividade.

Somado a isso, companhias que cuidam verdadeiramente dos seus profissionais tendem a ser melhor vistas pelos consumidores, parceiros de negócio, fornecedores e investidores.

Em resumo, um local de trabalho seguro é favorável para todos os envolvidos. Por motivos como esse é que vale a pena você entender mais a fundo o que é a OHSAS 18001, como essa norma funciona, seus objetivos, importância e aplicação atual.

Siga a leitura e confira tudo sobre esse tema!

O que é a norma OHSAS 18001?

A norma OHSAS 18001 viabiliza o Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional. Sua sigla significa “Occupational Health and Safety Assessments Series”, que em português quer dizer “Série de Avaliações de Saúde e Segurança Ocupacional”.

Publicada oficialmente pela BSI – British Standards Institution, Instituição de Normas do Reino Unido, o intuito dessa norma era dar às empresas diretrizes para a realização de identificação e gerenciamento de riscos, no que diz respeito à saúde e segurança do trabalho dos seus contratados.

Qual o objetivo da norma OHSAS 18001?

O principal objetivo da norma OHSAS 18001 era contribuir para as organizações encontrar perigos relacionados às atividades laborais realizadas para a fabricação dos seus produtos ou entrega dos serviços, e provindos de terceiros, para, em seguida, adotar meios de minimizar ou mesmo eliminar essas ameaças.

Tudo isso tinha como finalidade criar locais de trabalho mais seguros, que não resultassem no desenvolvimento de doenças ocupacionais ou acidentes de trabalho, independentemente do nível de gravidade.

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Por que houve a substituição da OHSAS 18001 pela ISO 45001?

Ainda que amplamente utilizada, a OHSAS 18001 foi substituída pela ISO 45001 em 2018, norma que tem o mesmo propósito, mas é mais abrangente e segue os padrões das demais normas ISO.

Um dos motivos para essa alteração é que a primeira norma usava um método mais reativo de controle e identificação de riscos laborais, enquanto a ISO 45001 utiliza uma metodologia mais proativa e dinâmica, envolvendo de maneira mais ampla gestores e equipes.

Além disso, a norma atualizada é mais flexível, preparada para contemplar cargos, funções e modelos de trabalho mais modernos.

Dessa forma, a certificação OHSAS 18001 deixou de ser válida a partir de março de 2021, prazo da implementação final da ISO 45001. Com isso, as companhias que precisam revalidar suas certificações, devem fazer isso considerando as diretrizes da nova norma.

Quais são as principais diferenças entre a OHSAS 18001 e a ISO 45001?

Como acabamos de mencionar, a ISO 45001 foi elaborada visando uma participação mais abrangente dos agentes envolvidos no Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional de uma empresa. Por esse motivo seus processos são mais ágeis e funcionais.

Mas para que você entenda essa mudança de uma forma mais completa, é bem importante que conheça as principais diferenças entre a OHSAS 18001 e a ISO 45001 concorda?

Assim, saiba que essas quais se distinguem nos seguintes pontos:

  • estrutura baseada no Anexo SL;

  • identificação de contextos operacionais;

  • determinação das partes interessadas

  • orientação dos processos;

  • distribuição de responsabilidades;

  • gestão de oportunidades e de riscos.

Estrutura baseada no Anexo SL

O Anexo SL é uma estrutura padrão usada como base para o desenvolvimento das normas ISO.

Trata-se de uma estrutura dividida em 10 capítulos, que tem como objetivo aprimorar a integração das normas ISO, gerando benefícios como a facilidade de interpretação das normativas e de integrá-las a diferentes sistemas de gestão.

O Anexo SL também otimiza o trabalho dos profissionais responsáveis pela gestão de normas de uma empresa, bem como o entendimento por parte dos auditores.

Dissemos isso porque uma das diferenças entre a OHSAS 18001 e a ISO 45001 é que a primeira norma não segue esse padrão, e a segunda sim.

Identificação de contextos operacionais

Diferentemente da OHSAS 18001, a ISO 45001 exige que as empresas identifiquem, em um contexto organizacional, o que entendem por fatores internos e fatores externos em um Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional. 

Por exemplo, um fator interno pode ser a definição do tamanho da equipe que se enquadra no perfil de SSO. 

Por externo, podem ser considerados agentes presentes em torno da companhia que, de alguma forma, gerem riscos para a saúde dos colaboradores, como poluição, queima de substâncias, entre outros semelhantes.

Definição das partes interessadas

Outra importante diferença entre essas normas, é que a ISO 45001 determina que as empresas deixem claro quem são as partes interessadas no Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional.

Entende-se por parte interessada, por exemplo, um agente desse sistema que não pode ser ignorado, visto que isso resultaria no descumprimento de leis e, consequentemente, em multas e demais sanções.

Desse modo, garante-se que essas partes receberão a devida atenção da companhia e que as NRs específicas do setor, relacionadas à saúde e segurança, sejam devidamente implementadas. 

Orientação dos processos

A OHSAS 18001 era baseada em procedimentos, já a ISO 45001 se baseia em processos. Essa diferença ajuda a obter vantagens, como:

  • oferta de uma visão sistêmica do fluxo de trabalho do negócio;

  • possibilidade de relacionar os processos adotados e, com isso, identificar gargalos e pontos de melhoria;

  • aumento da capacidade de identificação do impacto de potenciais acidentes de trabalho e como impedi-los. 

Distribuição de responsabilidades

Com a chegada da nova ISO, a responsabilidade do Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional não recai sobre uma pessoa apenas — que, comumente, era o Técnico de Segurança do Trabalho.

Agora, essa responsabilidade também é atribuída à alta direção da companhia e às lideranças que, juntos, têm o papel de promover, garantir e desenvolver a cultura organizacional com foco na redução de riscos no ambiente de trabalho.

Gestão de oportunidades e de riscos

E por falar em riscos, outra diferença entre a OHSAS 18001 e a ISO 45001, é que a nova norma trata de riscos e oportunidades, enquanto a primeira se mantinha apenas nas ameaças e perigos.

Na atual normativa, a ideia é mitigar ou mesmo eliminar os riscos, processo que ajuda a gerar oportunidades de aprimoramento para o SSO da companhia.

Um dos principais benefícios desse modo de atuação é o aumento do foco nos objetivos do sistema — que é garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores.

Aproveite e leia também este artigo: “O que é a ISO 9001:2015, para que ela serve e como implementar essa norma na sua empresa

Quais são os pilares gerais da OHSAS 18001?

Como você pôde ver, essa norma pode ser vista como uma ferramenta que ajuda as empresas a adotarem procedimentos voltados para uma gestão de saúde e segurança do trabalho mais eficaz e benéfica para todos os envolvidos.

Por conta disso, sua implementação também precisa estar alinhada às leis trabalhistas vigentes relacionadas ao cuidado com a saúde física e mental dos profissionais, sempre visando reduzir, ou mesmo eliminar, os casos de desenvolvimento de doenças laborais e acidentes de trabalho.

A fim de atingir esses objetivos, os pilares gerais dessa Série de Avaliações de Saúde e Segurança Ocupacional 18001 são:

  • requisitos, objetivos e definições sobre sistemas de gestão da saúde e da segurança do trabalho;

  • planejamento e requisitos legais do sistema de SST;

  • atribuições, obrigações, recursos, responsabilidades de implementação e operação;

  • verificação de ações corretivas e/ou de não conformidade;

  • vinculação com as demais normas utilizadas.

Qual a importância da OHSAS 18001 para as empresas?

As normas que visam a formação de um Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional realmente eficiente trazem uma série de vantagens para as empresas e para os seus funcionários. Por isso, ainda que essas certificações sejam opcionais, elas são bem importantes.

Elas ajudam a reduzir — ou até mesmo zerar — o número de afastamentos médicos decorrentes de doenças ocupacionais e de acidentes de trabalho.

Com o quadro de funcionários completo, e por contar com profissionais saudáveis, o fluxo dos serviços não sofre interrupções, o que contribuiu fortemente para elevar a produtividade, atender com precisão os clientes e potencializar a lucratividade.

+ 8 benefícios da norma OHSAS 18001

Além desses que acabamos de citar, podemos listar mais alguns benefícios que podiam ser alcançados com a normas como a OHSAS 18001. Entre os principais estão:

  • identificação prévia de riscos que, se não tratados adequadamente, podem gerar grandes problemas para a empresa e seus funcionários;

  • criação de melhores condições de trabalho, o que tende a elevar o nível de atração e de fidelização de talentos;

  • melhora do relacionamento entre colaboradores e empresa, incluindo aprimoramento das relações entre funcionários e funcionários e líderes;

  • aumento da produtividade dos times, condição que contribui para também aumentar o nível de satisfação dos clientes;

  • redução de gastos provenientes da ausência de funcionários, a exemplo do pagamento de horas extras para quem precisa suprir essa falta;

  • diminuição das chances de sofrer processos trabalhistas e/ou ações judiciais;

  • valorização e melhora da imagem da marca perante seus stakeholders.

Por que uma empresa precisa implantar a OHSAS 18001?

Uma empresa precisa de normas como a OHSAS 18001 para garantir melhores condições de trabalho para os seus colaboradores.

Com isso, a companhia não apenas promove e comprova cuidado com a saúde e com a vida dos seus contratados e terceirizados, como também estrutura um ambiente de trabalho mais digno, saudável e seguro de se trabalhar.

Somado a esses motivos, é fundamental ter em mente que normativas como essa e a ISO 45001 contribuem fortemente para o atendimento de obrigações legais no seu se refere a processos e leis voltados para saúde e segurança do trabalho.

Todos esses pontos juntos resultam em negócios mais seguros, com menos afastamentos por doença ou acidentes de trabalho. Consequentemente, há a diminuição do turnover,  aumento da produtividade e, por reflexo, do faturamento.

Quer saber mais sobre as normas e os impactos que essas determinações podem causar no seu negócio? Então aproveite que está aqui, no blog da Linkana, empresa que fornece software completo para gestão de fornecedores, e confira os artigos:


Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market