Resources

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Direitos e deveres do fornecedor: quais são definidos pela legislação?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

October 11, 2023

October 11, 2023

October 11, 2023

Os direitos e deveres do fornecedor são diretrizes que apontam o que as empresas fornecedoras são obrigadas a cumprir e o que têm de imunidade, garantia e autorização de atuação perante a lei.

Ambas as definições estão listadas no Código de Defesa do Consumidor (CDC), estabelecido pela Lei n° 8.078, de 11 de setembro de 1990.

A lei em questão foi criada para determinar normas protetivas e de defesa a favor dos consumidores. Por conta disso, também estabelece as obrigações e permissões conferidas às empresas fornecedoras, que são parte natural desse tipo de relação comercial.

Para deixar o papel de cada um bastante claro e delimitado, o CDC esclarece o que é consumidor e o que é fornecedor.

De acordo com essa legislação, consumidor é toda e qualquer pessoa física ou jurídica que utiliza ou compra um produto ou serviço como destinatário final — no caso, é nesse enquadramento que seu negócio se posiciona nas relações com empresas fornecedoras que abastecem a cadeia de suprimentos da sua companhia.

Já fornecedores são pessoas físicas ou jurídicas — nacionais ou estrangeiras, públicas ou privadas —, que realizam atividades voltadas à produção, criação, construção, montagem, transformação, distribuição, comercialização, importação e/ou exportação de produtos ou serviços. Em suma, são os agentes que compõem a cadeia de abastecimento da sua empresa. 

Justamente para garantir que esse relacionamento seja fluido, transparente, seguro e benéfico para todos os envolvidos é que é tão importante você saber quais são os direitos e deveres do fornecedor.

É sobre isso que falaremos neste artigo. Siga a leitura e confira todas as diretrizes agora mesmo!

Quais são os direitos e deveres garantidos pelo CDC? 

Para facilitar a compreensão sobre os direitos e deveres do fornecedor, separamos essas diretrizes de acordo com esses dois conceitos elencados no CDC.

Quais são os direitos do fornecedor?

Entre os principais direitos do fornecedor, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, estão:

  • o fornecedor não é responsabilizado pela falha de um produto ou serviço quando comprovar que não colocou o item no mercado, quando o defeito é inexistente ou quando a culpa do defeito é do consumidor ou terceiro;

  • o direito anterior também é estendido para prestação de serviços;

  • o fornecedor está resguardado de responder solidariamente por vícios de qualidade de produtos quando esses forem recorrentes de própria natureza do item e houver discordância de mensagens publicitárias, entre outras razões semelhantes;

  • é direito do fornecedor não querer dar continuidade ao contrato firmado, ainda que possa exigir isso do consumidor;

  • é autorizado ao fornecedor cancelar o contrato unilateralmente, mesmo que esse direito não seja estendido ao consumidor; 

  • o fornecedor pode, direta ou indiretamente, realizar variação de preços de forma unilateral;

  • é permitido ao fornecedor modificar unilateralmente cláusulas contratuais após a celebração do acordo;

  • é garantido ao fornecedor somente acatar pedidos de arrependimento de compra de consumidores de vendas feitas online, por telefone ou outra dinâmica de longa distância;

  • o fornecedor tem 30 dias para resolver problemas de vício de produtos, garantindo o direito de não realizar essa prática antes desse prazo;

  • o fornecedor tem o direito de aumentar os preços praticados, de contratos já firmados, mediante justificativa clara de alteração.

Este artigo também ajudará você: "Saving de compras: o que é, como calcular e quais as vantagens"



Quais são os deveres do fornecedor?

No que se refere aos deveres, a maioria está relacionada à responsabilidade por vício de produto ou serviço, pelo produto em si e também:

  • o fornecedor é obrigado a apresentar todas as informações referentes ao produto e/ou serviço oferecido, especialmente no que se refere a riscos à saúde e segurança do consumidor;

  • produtos industriais seguem a mesma premissa, que deve ser atendida por meio de impressos apropriados que devem, obrigatoriamente, acompanhar o produto;

  • é obrigação do fornecedor higienizar equipamentos e utensílios ou informar ao consumidor potencial risco de contaminação;

  • é obrigação do fornecedor comunicar ao consumidor possíveis riscos à saúde e à segurança, nocividade e periculosidade do item adquirido;

  • o fornecedor é proibido de colocar no mercado produtos/serviços que sabe, ou deveria saber, que apresentam alto grau de periculosidade ou nocividade à segurança e saúde do consumidor;

  • é dever do fornecedor comunicar às autoridades e aos consumidores identificações posteriores de periculosidade;

  • cabe ao fornecedor responder pelos danos causados ao consumidor decorrentes de defeitos de fabricação, projeto e outros, independentemente da existência de culpa;

  • o dever anterior também é estendido para prestação de serviços;

  • o fornecedor deve responder solidariamente por vícios de qualidade e quantidade de produtos duráveis e não duráveis, que os deixem inadequados ou impróprios para consumo;

  • o vício identificado deve ser solucionado em, no máximo, 30 dias;

  • produtos in natura que sofrem avarias como essa são de responsabilidade do fornecedor imediato;

  • o fornecedor também é responsabilizado pelos atos cometidos por seus representantes autônomos e prepostos;

  • cabe ao fornecedor cumprir o que foi citado em ofertas, apresentações e publicidades;

  • é proibido ao fornecedor realizar vendas vinculadas que obriguem o consumidor adquirir outro produto/serviço além do pretendido inicialmente;

  • o fornecedor não pode entregar ou enviar produto/serviço sem declarada solicitação do consumidor;

  • deve o fornecedor de prestação de serviços sempre entregar orçamento prévio com todos os valores e condições de pagamento referentes à contratação em questão;

  • o fornecedor não pode expor consumidores inadimplentes ao ridículo;

  • é obrigação do fornecedor informar prazo de entrega do produto ou finalização do serviço;

  • é dever do fornecedor somente comercializar serviços ou produtos que atendam às normas estabelecidas pelos órgãos fiscalizadores, a exemplo da ABNT, Associação Brasileira de Normas Técnicas.

Dica! Aproveite e leia também este artigo: "Certificação de fornecedores: por que é importante para sua empresa?"


Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.


Por que você deve saber sobre os direitos e deveres do fornecedor?

Saber os direitos e deveres do fornecedor é fundamental para estabelecer um bom relacionamento entre seu negócio e a empresa fornecedora desde os primeiros passos.

Quando cada um sabe exatamente o que pode fazer e até onde pode ir, se torna muito mais fácil formar uma relação comercial saudável, transparente, sólida, confiável e de longo prazo.

Por conta disso, conhecer quais são os direitos e deveres do fornecedor que entrará para a cadeia de abastecimento da sua companhia também ajuda a estruturar um relacionamento estratégico com ele, gerando muito mais resultados para sua empresa.

E, para mensurar tudo isso, avaliar e acompanhar de perto o desempenho dos fornecedores em todas as etapas da contratação, você pode contar com softwares próprios para essa finalidade, como o da Linkana!

A Linkana é a primeira fundação de dados de fornecedores compartilhada do Brasil. Nossa base de dados de perfis universais de fornecedores permite que compradores analisem e homologuem fornecedores em alguns cliques. 

Com isso, aceleramos radicalmente processos de onboarding, análise e monitoramento de fornecedores, possibilitando o uso de dados e insights compartilhados entre as maiores corporações do nosso país.

Acesse agora mesmo o site da Linkana e confira todas as soluções de gestão de fornecedores que oferecemos para sua empresa!


Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market