Resources

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Critérios de seleção de fornecedores: 10 que precisam ser avaliados

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

October 20, 2023

October 20, 2023

October 20, 2023

Os critérios de seleção de fornecedores são requisitos que devem ser avaliados, a fim de garantir que as empresas contratadas para abastecer a sua sejam devidamente qualificadas e representem baixo ou nenhum risco para as operações do seu negócio.

A atenção a esses pontos é fundamental, especialmente porque manter uma cadeia de suprimentos com qualidade, eficiência e baixo custo faz toda a diferença para o sucesso de qualquer companhia, independentemente do porte ou segmento. 

Sobre isso, é preciso considerar que estratégias de crescimento apenas geram os efeitos esperados quando os parceiros estão em compliance e alinhados aos princípios e objetivos da empresa — e bons critérios de seleção de fornecedores são essenciais para alcançar bons resultados!

Ao deixar claro o que será avaliado desses parceiros, o gestor de compras e seu time podem utilizar ferramentas de e-procurement para agilizar a análise de qualificação de fornecedores. 

Com isso, o processo mantém a eficiência, ajuda a mitigar os riscos, garante o abastecimento e permite foco total nas decisões estratégicas da empresa.

Para ajudar você nessa tarefa, trouxemos os 10 principais critérios de seleção de fornecedores que não podem ficar de fora da sua avaliação, detalhes de cada um deles e, ao final, orientações para otimizar a escolha de empresas fornecedoras.

Siga a leitura e confira tudo sobre o tema agora mesmo!

10 principais critérios de seleção de fornecedores

Na seleção de fornecedores, os critérios mais importantes e que não podem ficar de fora da avaliação são:

  • histórico;

  • reputação;

  • saúde financeira;

  • clientela;

  • produtividade;

  • logística;

  • qualidade;

  • comunicação;

  • flexibilidade;

  • inovação.

A verificação desses requisitos ajuda a selecionar quais empresas têm mais potencial para fazer parte da cadeia de suprimentos do seu negócio. 

Ainda que essa escolha seja apenas uma prévia, quando mal executada, ela resulta em tempo e dinheiro perdidos, além de aumentar os riscos para a companhia. 

A seguir, veja detalhes de cada um desses critérios que devem ser analisados na hora de compor a supply chain da sua empresa.

Principais critérios de seleção de fornecedores

1. Histórico

O primeiro critério de seleção de fornecedores é o histórico da empresa. Ao levantar fatores como tempo de atividade, evolução e, ainda, currículo de gestores e diretores, é possível ter uma ideia melhor de como ela se desenvolveu. 

Além disso, pode-se identificar períodos de aumento do patrimônio e investimento, estagnação de desempenho e quedas no faturamento. 

Esses indicadores e suas causas garantem insights valiosos sobre a segurança, a eficiência e o nível de risco de cada potencial fornecedor.

2. Reputação

Atrelada à análise de histórico está a avaliação de reputação, sendo o segundo critério da seleção de fornecedores apresentado na nossa lista. 

Essa verificação parte de indicadores que mostram como o mercado enxerga a empresa em questão.

Verifica-se, por exemplo, premiações recebidas, cobertura da imprensa geral e especializada nas atividades do fornecedor e avaliações públicas, tudo para garantir menos riscos à imagem da contratante.


Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.


3. Saúde financeira

O critério de saúde financeira visa identificar problemas referentes ao caixa do fornecedor, visto que isso pode comprometer suas operações e indicar problemas maiores envolvendo a gestão da empresa, como incapacidade de honrar pagamentos e compromissos firmados.

Depender de um fornecedor com esse agravante representa um risco grande para o contratante. Por isso, é essencial avaliar esse critério de seleção de fornecedores, adicionando-o ao monitoramento da empresa fornecedora homologada para garantir o compliance financeiro do seu negócio.

4. Clientela

Certamente, você já ouviu o ditado “me diga com quem anda e te direi quem é”, certo? Pois bem, o conceito é basicamente o mesmo quando o assunto é a seleção de fornecedores. 

Conhecer os clientes atendidos e satisfeitos com a operação de um fornecedor em potencial é um importante ponto a ser avaliado.

Nesse critério, o setor de compras deve encontrar respostas para questões como as listadas adiante.

  • Quantos clientes são atendidos pelo fornecedor?

  • Quanto da sua capacidade produtiva já está comprometida com eles?

  • Os respectivos clientes atuam no mesmo segmento que minha empresa?

  • O que esses clientes dizem sobre a parceria?

Tais informações trazem um panorama geral de como está o desempenho do fornecedor com os clientes que ele já atende e como a demanda da sua empresa se encaixaria nesse cenário.

5. Produtividade

Mencionamos brevemente a capacidade produtiva no tópico anterior; e esse é um dos mais importantes critérios de seleção de fornecedores. Isso porque a capacidade de produção de uma empresa fornecedora saudável deve sobrar em relação à sua demanda.

Avalie a planta de produção que o fornecedor coloca à sua disposição e compare os números produzidos com a projeção de pedidos. Assim, você aumenta a probabilidade de que toda a demanda será entregue e, em especial, que as operações da sua companhia não sofrerão com atrasos.

6. Logística

Não basta produzir e ser incapaz de entregar os insumos ou prestar os serviços para sua empresa nos prazos estimados. A estrutura logística do fornecedor é outro ponto crucial nessa análise. 

Como funcionam suas entregas? A frota é própria ou terceirizada? Qual a distância entre a unidade distribuidora e sua empresa? 

Tudo isso dá uma boa noção do tempo de espera em cada pedido, ajuda a mensurar riscos de desabastecimento e contribui para o planejamento do seu negócio.

Sobre esse tema, não deixe de ler o artigo: "O que é logística de suprimentos? Organize matérias-primas e insumos"

7. Qualidade

Avaliar a qualidade do produto oferecido, seja por reviews, amostras ou relatórios, é um critério essencial na seleção de fornecedores. 

Esse requisito influencia diretamente no produto entregue ao cliente final e, por isso, tem forte impacto em como sua empresa garante a satisfação do público e mantém um bom relacionamento com ele.

Como ponto de análise de seleção de fornecedores, a verificação da qualidade revela se os padrões estabelecidos são realmente atendidos, se há falhas nos processos de produção que podem afetar essa característica, assim como se a escolha de matérias-primas e aproveitamento geral do que é produzido impacta, ou não, a qualidade do que é fornecido.

Lembre-se sempre que, após a escolha do fornecedor, a qualidade precisa continuar sendo um importante KPI para compras. Por esse motivo, é fundamental monitorá-la desde os primeiros contatos com a empresa fornecedora.

8. Comunicação

Um fornecedor confiável e eficiente, certamente, conta com canais de atendimento e boa comunicação com os contratantes. 

Por conta disso, você deve avaliar os canais disponibilizados, as capacidades de integração e a tecnologia de controle utilizada pelo fornecedor em potencial.

A partir desses fatores, o setor de compras compreende como serão emitidos os pedidos, como se dará o acompanhamento de entregas, se a empresa fornecedora oferece suporte pós-venda, especialmente para resoluções de problemas emergenciais etc.

9. Negociação

A capacidade e flexibilidade de negociação é outro importante critério de seleção de fornecedores, porque dá uma dimensão clara dos custos e prazos que costumam ser praticados e da abertura do parceiro comercial para se adaptar às suas condições.

Avalie se o fornecedor em questão oferece bons prazos, preços competitivos, opções variadas de parcelamento e meios de pagamento, possibilidade de descontos em condições especiais e assim por diante.

10. Inovação

Um fornecedor em constante evolução, que atualiza sua produção de acordo com novas tendências e boas práticas de mercado, oferece mais vantagens para a cadeia de suprimentos da qual faz parte. 

Em geral, o apetite em inovar é motivado por diminuir custos, aumentar a eficiência e/ou melhorar a qualidade dos produtos.

Observando as mudanças e novidades que um fornecedor adota, é possível verificar quais parceiros apresentam um planejamento mais promissor e duradouro.

Como funciona a seleção de fornecedores?

A seleção de fornecedores é a etapa final do processo de homologação e qualificação de fornecedores. Ela acontece quando o gestor já reuniu uma lista de potenciais parceiros comerciais em compliance com o mercado, os quais adotam boas práticas de trabalho e cumprem as legislações vigentes para o ramo de atuação.

Uma vez realizada, o passo seguinte é classificar as empresas aptas a participar da cadeia de suprimentos, conforme a lista de critérios de seleção de fornecedores estabelecida previamente pela companhia, que tem o intuito de encontrar os melhores parceiros para atender às demandas internas.

Aliás, a importância da seleção de fornecedores consiste em identificar as parcerias mais rentáveis para sua empresa. Não se trata apenas daquelas mais baratas e sim das que têm melhor estrutura para corresponder adequadamente às demandas do seu negócio.

Adotando os critérios de seleção de fornecedores citados anteriormente, o setor de compras tem à disposição um dossiê completo sobre os candidatos à formação de uma boa cadeia de suprimentos, escolhendo as opções mais vantajosas de acordo com as metas e o orçamento da companhia.



Como fazer a seleção de fornecedores?

Para fazer a seleção de fornecedores, o primeiro passo é definir os critérios que precisam ser avaliados — assim como os 10 que apontamos neste artigo.

Feito isso, os passos seguintes sugeridos para você e seu time de compras e procurement adotarem são:

  • aprofundar a análise da credibilidade e confiabilidade do fornecedor, por meio de um processo de due diligence mais preciso;

  • confirmar se o fornecedor segue os mesmos princípios que sua empresa, a exemplo de boas práticas ESG para evitar atritos futuros;

  • verificar mais de perto os riscos oferecidos, ao mensurar critérios como saúde financeira, compliance e envolvimento em práticas ilícitas, entre outros similares.

Aqui, é fundamental ter em mente que não existe um único exemplo de avaliação de fornecedores que deve, obrigatoriamente, ser seguido. 

O ponto mais importante dessa atividade é conhecer os fatores que influenciam a seleção de fornecedores e saber elencar os potenciais parceiros que, realmente, se mostraram capacitados para compor a cadeia de suprimentos do seu negócio.

Leia também: "Modelo de avaliação de fornecedores: por que e como criar um?"

O que somente a Linkana oferece para sua empresa?

Linkana é o SRM do futuro. Economize tempo na homologação de fornecedores automatizando e integrando aprovações de maneira simples e rápida.

Portais e sistemas legados de fornecedores tornam as suas decisões em compras ineficientes e inseguras. Substitua cadastros e dados obsoletos e conheça a solução moderna de SRM que está definindo o novo padrão de qualidade para softwares de Procurement.

Para levar tudo isso para o dia a dia da sua empresa, preencha agora mesmo o formulário abaixo e converse com um dos nossos especialistas!

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market