ISO/TS 17025: qual a importância da norma que padroniza testes laboratoriais?

A ISO/TS 17025 é uma norma que visa à padronização de testes laboratoriais. No entanto, é essencial deixar claro que ela não é aplicável a todos os tipos de laboratórios, mas somente aos voltados para ensaio e calibração.

Na prática, isso significa que essa normativa tem por objetivo ajudar no aprimoramento dos processos de laboratórios que identificam se um instrumento de medição está devidamente apto para essa tarefa (calibração), e se o desempenho declarado de um produto é compatível com a sua realidade (ensaio).

Explicando de outro modo, essa ISO contribui para atestar a confiabilidade e a qualidade de um processo adotado para informar algo ao consumidor referente a um determinado item. Por exemplo, se um smartphone é mesmo resistente à água, ou se um brinquedo infantil é realmente seguro para a idade apontada na embalagem.

Ainda que soe semelhante à qualificação e aprovação do Inmetro, Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, é importante que você tenha em mente que se tratam de normas diferentes. 

A primeira razão é que o Inmetro é um órgão nacional, com diretrizes voltadas para o nosso país. Já a ISO, International Organization of Standardization, é global, com padrões que podem ser utilizados por empresas de todo o mundo.

A segunda razão é que todas as normas da família ISO são opcionais, ou seja, as companhias podem ou não obtê-las. A certificação Inmetro, por sua vez, é compulsória para determinados produtos.

E se está se perguntando o que tudo isso afeta em um processo de qualificação de fornecedores, nós explicamos: fechar parceria com um terceiro que atende a essa norma é mais uma garantia de qualidade do que a sua empresa estará adquirindo. E as consequências de trabalhar com bons fornecedores você já deve saber quais são, certo?

Por isso, siga a leitura deste artigo e confira tudo sobre a ISO/TS 17025

O que é a ISO/TS 17025?

A ISO/TS 17025 é uma norma internacional que tem como objetivo padronizar os processos adotados na execução de testes laboratoriais. 

Apenas para o entendimento sobre essa sigla ficar mais claro, ISO é a abreviatura para significa International Organization of Standardization, e TS significa Technical Specification (Especificação Técnica).

Vale destacar que também é outra nomenclatura desta norma é a ISO/IEC 17025, sendo que IEC é a abreviatura de International Electrotechnical Commission, que é a Comissão Eletrotécnica Internacional é uma organização internacional de padronização de tecnologias elétricas, eletrônicas e relacionadas.

Voltando para o que contempla essa norma e seus objetivos, ela é direcionada apenas para laboratórios que trabalham com ensaio e calibração. Isso significa, por exemplo, que laboratórios de análises clínicas não estão contemplados para essa certificação.

Aproveite e leia também: “O que é a ISO 16001? Qual sua importância e como obter essa certificação?

Qual a importância da ISO/IEC 17025?  

Além de padronizar internacionalmente os processos de testes em laboratórios de ensaio e calibragem, a ISO/IEC 17025 também ajuda a prevenir divergências de opiniões sobre resultados de análises, bem como contribuiu para diminuir a burocracia necessária para essa comprovação.

Isso acontece porque essa ISO atesta que o laboratório realiza todas as suas operações e análises considerando critérios específicos e altos níveis de gestão de qualidade e de confiabilidade.

As instruções da ISO/TC 17025 dá diretrizes para que execute com precisão e competência técnica suas análises, o que resulta em avaliações muito mais confiáveis a serem entregues aos seus contratantes.

Trazendo tudo isso para a estruturação de um processo de gestão de fornecedores mais eficiente, uma das aplicações pode ser considerar essa certificação com um critério para escolha de terceiros.

Sobre isso, vale ressaltar que assim como as demais ISOs, a exemplo da ISO 37001, essa não é uma norma obrigatória às empresas desse ramo. No entanto, as que a obtêm conquistam vantagens e pontos de destaque como:

  • melhora da imagem do laboratório;
  • aumento da credibilidade e da confiabilidade dos resultados entregues;
  • aprimoramento da gestão de risco, reduzindo ou mesmo eliminando falhas;
  • melhora no controle de processos, com aumento da identificação e rastreabilidade;
  • conquista de um diferencial competitivo.

eBook
Avaliação de Desempenho de Fornecedores
Aprenda quais os tipos de análise, os principais indicadores que você deve acompanhar e como fazer a avaliação de desempenho dos seus fornecedores.

O que mudou na ISO/TS 17025?

A ISO/TS 17025 teve a sua primeira emissão realizada pela International Organization for Standardization em 1999. Em 2005 a norma passou por uma atualização e, em 2017, foi novamente revisada.

A última versão trouxe mudanças técnicas, de vocabulário e de desenvolvimento de tecnologia da informação para os processos. No geral, essa atualização tem como alvo o resultado das ações, e não tanto os caminhos que foram usados para o resultado ser alcançado.

Visando à melhora do desempenho e conferindo mais flexibilidade às ações, algumas das principais mudanças na ISO/IEC 17025 versão 2017 foram:

  • definição de processos e abordagens com foco na competência técnica;
  • estabelecimento de ações que abordam oportunidades e riscos;
  • aumento da confiabilidade e proteção das informações;
  • definição de como é o sistema de gestão do laboratório.

Além disso, é importante saber também quais são os requisitos que compõem a definição de competência de acordo com a ISO/IEC 17025 2017, que são:

  • Requisitos gerais:
    • imparcialidade;
    • confidencialidade.

  • Requisitos de estrutura:
    • o laboratório deve ser uma entidade legal, ou uma parte de uma entidade legal;
    • deve ter uma gerência com responsabilidade geral;
    • deve definir e documentar as atividades realizadas;
    • as atividades devem realizadas conforme a documentação criada;
    • deve ter estrutura organizacional e gerencial;
    • deve ter responsabilidades e autoridades especificadas;
    • deve ter pessoal com autoridade para realização das tarefas e recursos para isso;
    • a gerência precisa garantir a comunicação, e a integridade do sistema de gestão adotado.

  •  Requisitos de recursos:
    • generalidades;
    • pessoal;
    • instalações e condições ambientais;
    • equipamentos;
    • rastreabilidade metrológica;
    • produtos e serviços providos externamente.

  • Requisito de processo:
    • análise crítica de pedidos, propostas e contratos;
    • seleção, verificação e validação de métodos;
    • amostragem;
    • manuseio de itens de ensaio ou calibração;
    • registros técnicos;
    • avaliação da incerteza de medição;
    • garantia da validade dos resultados;
    • relato de resultados;
    • reclamações; 
    • trabalho não conforme;
    • controle de dados e gestão da informação.

  • Requisitos do sistema de gestão:
    • documentação do sistema de gestão
    • controle de documentos do sistema de gestão
    • controle de registros 
    • ações para abordar riscos e oportunidades
    • melhorias

Como encontrar fornecedores com esse nível de qualificação?

Para encontrar fornecedores realmente qualificados, a exemplo dos que têm a ISO/TS 17025, é primordial solicitar os documentos certos e fazer uma boa análise do que foi apresentado.

Entretanto, fazer esse processo de forma manual demanda tempo e eleva as chances de falhas, o que compromete a contratação de terceiros realmente aptos.

A melhor forma de otimizar essa dinâmica é utilizando as ferramentas certas, como o software de gestão de fornecedores da Linkana.

Da homologação à finalização do contrato, tudo é feito em um mesmo ambiente, em uma plataforma 100% em nuvem, com dados atualizados em tempo real e totalmente segura.

Faça como grandes empresas como CBA, Mitre e Nivea. Solucione seus problemas de supply chain com a ajuda da Linkana. 

Preencha agora mesmo o formulário abaixo e confira como!

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.
logo linkana

Ferramenta

Consulta de CNPJ

Encontre o CNPJ e mais 10 outros dados de fornecedores em segundos.

logo linkana

Podcast

Procurement Hero

Líderes e referências do mercado de procurement batem um papo sobre tecnologia, dados e tendências.

logo linkana

Ebook

Gestão de Fornecedores

Descubra como fazer um gestão de fornecedores inteligente e guiada por dados na sua empresa!