Resources

ESG

ESG

ESG

Indicadores de ESG: o que são e por que são importantes?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

October 18, 2023

October 18, 2023

October 18, 2023

Os indicadores de ESG são métricas utilizadas para mensurar os resultados que as ações adotadas e realizadas por uma empresa tiveram, no que se refere à execução de boas práticas voltadas para os três pilares que formam essa sigla.

Para esse contexto ficar mais claro, vale explicarmos que ESG é a abreviatura dos termos em inglês environmental, social and governance, que na tradução para o nosso idioma significam ambiental, social e governança. 

Esse é um conceito que tem por objetivo conscientizar e incentivar as empresas a reduzirem os impactos que suas atividades econômicas causam nas pessoas e no meio ambiente, além da adoção de condutas transparentes em suas gestões.

Com atenção cada vez maior por parte de clientes e investidores, usar indicadores ESG é uma maneira de comprovar para os stakeholders que a marca se preocupa em gerar impactos positivos no mundo.

Todavia, não apenas a companhia deve se atentar a isso. Todos os agentes que a compõem, a exemplo dos fornecedores, devem seguir esse mesmo princípio. 

E como sabe se as empresas fornecedoras que estão na sua rede de abastecimento, assim como as que pretende trazer, trabalham sobre bons parâmetros socioambientais e de governança? Siga a leitura e confira como descobrir!

O que são os indicadores de ESG?

Os indicadores de ESG, também chamados de métricas ESG, são ferramentas que ajudam a mensurar os resultados que as ações e iniciativas adotadas por uma empresa tiverem para ela mesma, e para seus stakeholders, no que se refere aos pilares ambiental, social e de governança.

Apenas para relembrarmos, o conceito ESG representa uma série de critérios e condutas empresariais que têm por objetivo incentivar negócios de todo o mundo a realizarem atividades econômicas mais conscientes.

Na prática, significa que a ideia é as empresas operarem de forma a gerar o menor impacto possível no meio ambiente, na vida de na saúde das pessoas. Somado a esses dois contextos, é preciso atribuir também mais transparência em suas gestões, a fim de elevar a credibilidade e a confiabilidade transmitidas pela marca.

Qual a importância dos indicadores de ESG?

Os indicadores ESG são importantes para os gestores conseguirem apresentar para clientes, investidores e demais stakeholders, os resultados que a empresa conseguiu alcançar com boas práticas socioambientais e de governança.

As métricas ESG ajudam a, por exemplo, comprovar para os investidores que o negócio é saudável em diversos aspectos, lucrativo, e que tem responsável social, ambiental e de gestão.

Apesar do Brasil ainda estar começando a caminhar na direção dos indicadores ESG, já é possível afirmar que esse movimento está impactando as empresas. Já existem até mesmo bancos brasileiros que afirmaram que não apoiarão companhias que não estejam engajadas com a preservação da Floresta Amazônica.

Outro ponto relevante nessa discussão é o interesse dos investidores pelo indicador de governança, visto essa métrica ser o responsável, principalmente, pelo combate à corrupção

Somado a tudo isso, as empresas que têm como foco a implantação dos indicadores socioambientais e de governança têm mais chances de receberem investimentos, por conta da abrangência de suas ações.

O TED Talk abaixo reforça essa afirmação. Confira para entender melhor essa percepção.

https://www.youtube.com/watch?v=rpOwTspdwkI

Quais são os três indicadores de ESG?

Os três indicadores de ESG são: ambiental, social e de governança. A seguir, trouxemos detalhes sobre cada um deles.

  • ambiental (environmental): esse indicador mensura a atuação da empresa em relação aos problemas ambientais e de quanto suas atividades afetam o meio ambiente e todos os seus habitantes;

  • social (social): essa métrica aborda questões como direitos humanos, ações de saúde e segurança voltadas para os colaboradores, preocupação com os clientes e com a comunidade, e outros relacionados;

  • governança empresarial (governance): aqui, o foco é a política empresarial adotada pela companhia, incluindo questões como política de transparência de líderes, compliance em compras, responsabilidade fiscal e outros similares.


Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.


Quais os índices de ESG usados no Brasil?

Alguns dos índices de ESG mais usados no Brasil são:

  • Índice de Carbono Eficiente — ICO2 (B3): reúne companhias que adotam política para a redução da emissão de gases de efeito estufa, bem como promove discussões sobre mudanças climáticas;

  • Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE B3): avalia empresas listadas na Bolsa de Valores sob o ponto de vista de boas práticas voltadas para responsabilidade socioambientais;

  • IGC-T (Índice de Governança Corporativa Trade): aponta a performance média da cotação de ações de companhias que fazem parte desse índice, revelando critérios como distribuição e valorização de dividendos;

  • S&P/B3 Brasil ESG: verifica o desempenho dos negócios frente a boas práticas sustentáveis, expondo nessa carteira os que apresentam as melhores pontuações segundo o índice Dow Jones.

Entenda mais sobre eles lendo o artigo: "Índice ESG: entenda o conceito e o impacto na gestão empresarial"

Como colocar indicadores ESG em prática?

Existem várias formas de colocar os indicadores ESG em prática. Os exemplos que trouxemos a seguir estão divididos de acordo com os pilares, a fim de facilitar o entendimento e o aproveitamento.

Na esfera ambiental

No início da pandemia causada pelo Covid-19, o mundo parou — e nós pudemos ver quão rápido a Terra mudou com ele. A diminuição recorde de 7% nas emissões de CO2 mostrou que a luta pela sustentabilidade é possível, e o indicador E é o responsável por esse olhar dentro das empresas.

Por esse motivo, a emissão de CO2 não só virou assunto, mas também tendência para os anos seguintes. 

A definição de uma área de floresta para conservação, o plantio de árvores nativas para compensar as emissões feitas pela empresa e a adoção de um Sistema de Gestão de Transportes para otimizar as entregas e reduzir o impacto ambiental, são apenas alguns exemplos dentro desse cenário.

Outros temas que fazem parte desse indicador, e que podem ser implantados na sua empresa, são:

  • gerenciamento dos resíduos sólidos e líquidos: a gestão adequada desses resíduos permite um melhor e mais extenso controle dos impactos ambientais, prevenindo a poluição do solo, do ar e/ou da água;

  • redução do consumo de recursos naturais: é sugerida a adoção de programas ambientais que buscam diminuir o consumo de recursos naturais, por meio da otimização e modernização de processos produtivos; 

  • mudanças nas embalagens dos produtos: o plástico se tornou um vilão, especialmente após o surgimento de tantas novas opções compostáveis e recicláveis no mercado. Quanto a isso, também vale a pena avaliar a maneira em que os produtos são enviados aos consumidores e os materiais usados para isso, que muitas vezes acabam descartados logo após o recebimento e poluindo o meio ambiente.

Aproveite e leia também: "O que é logística sustentável e qual a importância?"

Na esfera social

Cada vez mais, a questão social ganha espaço e desperta o interesse de consumidores, investidores e profissionais. Esse conceito recebeu destaque graças a discussões mais presentes sobre temas como diversidade e inclusão, promoção da sustentabilidade na cadeia de suprimentos e relações de trabalho mais dignas e saudáveis.

A participação mais expressiva de minorias nos ambiente de trabalho, a preocupação com a saúde física e mental dos colaboradores, a oferta de treinamentos e desenvolvimento das equipes, são alguns dos pontos que podem (e devem) ser trabalhados em uma empresa.

Já olhando para o público externo, isso significa trabalho voluntário em favor da sociedade vinculada à companhia, engajamento com a comunidade e ações filantrópicas para apoiar causas de interesse da empresa.

Na esfera de governança empresarial

Como já abordamos no início do artigo, essa esfera é a mais provável de já fazer parte da rotina da sua instituição, especialmente com a relevância desse assunto nos últimos anos no Brasil.

A adoção de boas práticas de compliance, por exemplo, tem sido muito bem recebida por investidores, por mostrar o olhar dedicado à saúde fiscal e financeira da companhia, e também destacar a luta da empresa contra atos de corrupção e/ou subornos. 

Investimentos no treinamento de lideranças, transparência com o mercado, direitos garantidos a sócios e acionistas, e a adoção de um conselho de administração independente diverso, são outras atividades voltadas para a esfera de governança empresarial que podem ser implantadas nesse indicador.

Leia também: O que é a lista suja do trabalho escravo: saiba tudo sobre esse importante assunto!

Qual a relação entre indicadores ESG e gestão de fornecedores?

Tão importante quanto garantir que os indicadores ESG sejam implantados na sua empresa, é se certificar se seus parceiros de negócio também seguem esses mesmos valores.

Por exemplo, ter fornecedores sustentáveis, éticos, preocupados em melhorar a sociedade, proteger o meio ambiente e realizar gestões transparentes, não só apoia o crescimento de empresas responsáveis, como também melhora a reputação da sua marca e ajuda a mitigar uma série de riscos.

Imagine que na sua cadeia de suprimentos tenha um fornecedor comprovadamente envolvido em práticas ilícitas, como lavagem de dinheiro ou corrupção, citado na lista suja do trabalho escravo, ou relacionado a desmatamentos ilegais.

Concorda que práticas como essas não são aprovadas pela sociedade, nem por investidores? Quando situações desse tipo acontecem, a tendência é as pessoas deixarem de utilizar os produtos e/ou serviços da marca, afetando seu posicionamento no mercado e faturamento.

As companhias que se relacionam com essa empresa, ainda que não tenham envolvimento nas ações inidôneas, podem ser consideradas pelo público, e até mesmo por órgãos fiscalizadores, coniventes. Como resultado, podem ter que enfrentar questões jurídicas, reputacionais, além de sofrerem com perda de credibilidade, de confiabilidade, entre outros pontos relacionados.

Por razões como essas é tão importante trazer e manter na sua cadeia de suprimentos apenas fornecedores devidamente alinhados com boas práticas ESG.



Como a Linkana ajuda a verificar os indicadores ESG dos fornecedores?

A Linkana ajuda a verificar os indicadores socioambientais e de governança dos seus fornecedores com o Linkana ESG Rating, solução que analisa automaticamente os riscos gerados por esses parceiros, quanto a esses pilares.

A mensuração realizada pelo Linkana ESG Rating é feita por meio de pontuações atribuídas a critérios ambiental, social e de governança, que se baseiam em dados públicos e documentos apresentados pelos próprios fornecedores.

No vídeo abaixo, com Leo Cavalcanti, CEO e cofundador da Linkana, você confere mais detalhes sobre o funcionamento do Linkana ESG Rating.

https://youtu.be/T1DmQi-JmKQ?si=7Y_vu16L8Qsk1Wg8

O que mais somente a Linkana oferece para sua empresa?

A Linkana é a primeira fundação de dados de fornecedores compartilhada do Brasil. Nossa base de dados de perfis universais de fornecedores permite que compradores analisem e homologuem fornecedores em alguns cliques. 

Com isso, aceleramos radicalmente processos de onboarding, de análise e de monitoramento de fornecedores — graças aos dados dos fornecedores já preenchidos por eles ou por outra empresa —, permitindo o uso de dados e insights compartilhados entre as maiores corporações do nosso país.

Comparado a outros softwares de gestão de fornecedores disponível no mercado, nossos diferenciais são:

  • PERFIL UNIVERSAL DO FORNECEDOR → Com os perfis de fornecedores compartilhados da Linkana, dados e documentos de fornecedores são reaproveitados em rede, compartilhando informações atualizadas entre múltiplos compradores e acelerando processos de forma automatizada e sem burocracia.

  • MELHORES INSIGHTS → Nossos scores, ratings e certificações proprietários são construídos e compartilhados com a inteligência das maiores corporações do Brasil, garantindo aderência às melhores práticas e exigências de mercado.

  • PLUG N' PLAY →  Conecte seu sistema legado, ERP ou e-procurement com nossa fundação de dados de fornecedores, tornando-a sua fonte única de verdade, dinâmica e 100% integrada em questão de minutos.

Que tal ter o Linkana ESG Rating, e outras funcionalidades tão incríveis quanto na sua empresa? Basta preencher o formulário abaixo para conversar com um dos nossos especialistas e descobrir como isso é possível!


Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market