Resources

ESG

ESG

ESG

ESG no setor de consórcio: benefícios de governança e sustentabilidade

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

December 24, 2022

December 24, 2022

December 24, 2022

Em um mundo cada vez mais competitivo, as empresas que implementam práticas sustentáveis saem na frente. O ESG no setor de consórcios é um exemplo vivo, que tem inspirado outras corporações a participar do movimento. 

Segundo a matéria divulgada no Estadão, atualmente, o Brasil conta com cerca de 8 milhões de consorciados ativos, o que corresponde a 3,9% do PIB brasileiro.

Por aí, é possível compreender a importância do setor de consórcios na economia brasileira. Aliado a um movimento sustentável, a tendência é fortalecer sua reputação, qualificando companhias que desejam receber certificações do gênero, como o Sistema B.

Mas o que faz uma empresa no ramo de consórcios engajar-se ao modelo ESG? Ao longo deste artigo, vamos mostrar a relevância dessa prática e sua relação com o sistema B. Acompanhe!

Primeiramente, o que é ESG?

A sigla ESG corresponde ao termo da língua inglesa: Environmental, Social and Governance. Traduzido para o português como Ambiental, Social e de Governança (ASG), a proposta é incentivar práticas sustentáveis, reduzindo impactos ambientais, solucionando problemas da sociedade e fomentando a ética e transparência nas relações corporativas. 

A importância de ESG no setor de consórcios 

O setor de consórcios identificou que fortalecer compromissos relacionados à integridade e aprimorar práticas ambientais, sociais e de governança corporativa, podem melhorar a imagem da empresa e favorecer os negócios.

Por sinal, esse é um ramo que evoluiu em vendas nos últimos tempos. Segundo a Associação Brasileira de Administradoras de Negócios, foram contabilizadas 3,5 milhões de adesões em 2021, isto é, um crescimento de 14,6% em relação ao ano de 2020

Essa estimativa aponta a elevação de um setor que, ao buscar um conforto lucrativo, também pode substituir comportamentos individualistas por integrativos, em benefício da sociedade.

Na prática, empresas que desejam aplicar o modelo ESG podem começar sensibilizando outras a administrar seus negócios de maneira socialmente responsável.

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Como funciona a prática de ESG no setor de consórcio? 

Consórcios que apoiam estratégias de sustentabilidade, governança e sociedade pensam em inovar e trazer recursos mais sustentáveis para o mundo.

Para começar, eles criam programas de compliance que atendem aos aspectos exigidos, passando por uma gestão de riscos, due diligence, treinamentos internos e monitoramento.

Além do mais, o setor fortalece sua troca de experiências sustentáveis, possibilitando firmar um laço maior com empresas de outros ramos cujo propósito é o mesmo. Juntas, elas analisam minuciosamente o que de fato se deve mudar no planeta.

Sendo assim, o setor de consórcios participa de comitês específicos e de assuntos relacionados à integridade, ambientalismo e direitos humanos, entre outros.

Leia também: Gestão de riscos + compliance: diferenças e benefícios

Por que o setor de consórcio adere ao Sistema B? 

Você já ouviu falar em uma empresa B? Pois bem, essas instituições trabalham para o desenvolvimento social e ambiental de comunidades. Elas buscam soluções para resolver problemas climáticos, colocando em segundo plano os lucros que podem ser obtidos. 

As empresas B fazem parte de um movimento global chamado Sistema B, cuja função é mudar o planeta, apoiadas por diferentes companhias e setores econômicos.

Por meio de um processo rigoroso de certificação, o Sistema B comprova a iniciativa ambiental das empresas participantes. Nesse sentido, os consórcios buscam esse selo de qualidade como forma de diminuir custos e incentivar parceiros e concorrentes a entrar no movimento.

Além da conquista do certificado B por suas ações positivas para o meio ambiente, as corporações ficam conhecidas no mercado como instituições comprometidas com a sociedade, atraindo parcerias comerciais alinhadas ao valor agregado.

A fintech Bom Consórcio, por exemplo, é um modelo de negócio que conquistou a certificação B. Hoje, ela devolve aos consorciados os recursos investidos em suas cotas com taxas menores, possibilitando a reorganização das suas finanças.

Vale ressaltar que, quando um consórcio adere às funções de sustentabilidade, o compromisso com o meio ambiente fica registrado no estatuto da empresa, como uma atividade aprovada pelos acionistas.

Em outras palavras, todos os trâmites para conquistar esse espaço são acordados entre a equipe, acionistas e parceiros da empresa, cujo objetivo é transparecer a nova conduta para todos os stakeholders.

Qual a relação entre ESG e Sistema B? 

Muitos consórcios já notaram que, para sua própria sobrevivência, é vital investir em práticas ambientais, sociais e de governança.

Os investidores que se interessam pelo meio ambiente têm em ESG uma forma de acompanhar as práticas socioambientais e de governança da empresa. Ao mesmo tempo, uma empresa B pode obter altos rendimentos financeiros.

Além de diminuir riscos e gerar valor, é possível conectar o modelo ESG ao planejamento corporativo, aprimorando a governança e a comunicação entre os acionistas e demais interessados, por exemplo.

Assista ao vídeo e saiba como adotar boas práticas de ESG na cadeia de fornecedores:

https://www.youtube.com/watch?v=A2RqLyibUdI&t=161s

Como saber se o consórcio está pronto para adotar as práticas ESG?

Ao entender a importância de ESG no setor de consórcios, é possível perceber como esse ramo pode melhorar sua reputação no mercado e firmar parcerias importantes. Em paralelo, conquistar a certificação de empresa B reforça o objetivo de se tornar uma organização confiável.

Mas, para chegar a esse patamar, talvez você ainda não tenha percebido se seu consórcio está nos padrões de sustentabilidade e de diversidade adequados. Para tirar essa dúvida, você deve refletir sobre as questões que listamos abaixo.

  • Estou pronto para mudar a cultura do meu consórcio?

  • O que preciso fazer para adotar um modelo ESG no meu consórcio?

  • Tenho equipes e fornecedores integrados a essa prática?

Neste caso, você pode comprovar utilizando a ferramenta de Análise de Fornecedores Ativos.

Nossa plataforma certifica e classifica fornecedores conforme boas práticas internacionais em temas como: diversidade, inclusão, sustentabilidade, social e governança corporativa.

Fazemos isso por meio de modelo proprietário de ESG Rating, uma ferramenta focada em classificar e analisar os riscos reputacionais ou operacionais de fornecedores. Em paralelo, temos nossa própria certificação de diversidade & inclusão (D&I) para empresas pertencentes a mulheres, pretos, pardos, PcDs, indígenas e pessoas LGBTQIA+.

Quer saber como funciona? Preencha os dados do formulário abaixo e receba um primeiro diagnóstico ESG e D&I gratuito da sua base ativa de fornecedores:

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market