Resources

ESG

ESG

ESG

Due diligence de ESG: qual a importância e como fazer?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

March 27, 2023

March 27, 2023

March 27, 2023

A due diligence de ESG consiste em um processo de avaliação e análise de uma oportunidade de negócio e seus riscos, especificamente no que se refere a fatores ambientais, sociais e de governança corporativa.

Em outras palavras, trata-se de uma diligência que tem por objetivo levantar dados e informações que revelem potenciais ameaças que uma empresa pode ter que enfrentar, relacionados a critérios ESG, ao fechar parceria com outro negócio.

Usando a contratação de fornecedores como exemplo, é possível dizer que esse processo de due diligence é essencial para identificar ações ilícitas, como irregularidades em licenças ambientais e processos de corrupção.

O objetivo dessa atividade, portanto, é estudar com profundidade o potencial fornecedor, a fim de garantir que sua companhia não sofra consequências por conta dessa contratação, como o comprometimento da imagem da marca.

Mas a pergunta que fica com relação a tudo isso é: como realizar um processo de due diligence de ESG realmente completo, dinâmico e preciso? É justamente sobre isso que falaremos neste artigo. Basta seguir a leitura para ficar por dentro de tudo!

O que é due diligence de ESG?

Due diligence de ESG é uma diligência prévia voltada para identificação de riscos ambientais, sociais e de governança corporativa que uma oportunidade de negócio ou de parceria pode gerar para uma empresa.

Aqui, vale lembrarmos que due diligence é diligência, ou seja, um processo de investigação e de averiguação que tem por objetivo levantar, analisar e avaliar detalhadamente diversas informações referentes a uma sociedade empresarial.

Na prática, significa que são verificados diversos documentos, dados e informações de uma companhia, a fim de constatar a idoneidade, a conformidade e a transparência de suas práticas.

No caso do due diligence de ESG, todo esse cenário é voltado especificamente para os pilares dessa sigla, que foi criada para tratar as boas práticas desses três termos em inglês: environmental, social and governance.

Extra! Relembre, com os gráficos abaixo, quais são os pilares ESG e como aplicá-los na sua empresa!

O que o due diligence de ESG ajuda a analisar?

O processo de due diligence voltado para ESG ajuda a analisar questões pertinentes aos seus três pilares, tais como:

  • ambiental:

  • realização ou incentivo ao desmatamento ilegal;

  • recebimento de multas ou sanções legais vindas de órgãos reguladores como Ibama e Anvisa;

  • irregularidades nas licenças ambientais.

  • social:

  • uso de trabalho análogo à escravidão;

  • uso de mão de obra infantil;

  • posturas e condutas preconceituosos;

  • criação, ou não, de projetos de diversidade e inclusão;

  • tratamentos dados aos clientes e à comunidade de maneira geral

  • governança corporativa:

  • envolvimento em escândalos de corrupção, crimes de lavagem de dinheiro, suborno, desvio de verbas, e outros relacionados;

  • descumprimento de normas e leis pertinentes ao mercado de atuação;

  • ausência de boas práticas administrativas que visem a honestidade dos processos e parcerias. 

Ainda considerando um due diligence com foco em ESG para a contratação de fornecedores, é importante deixarmos claro que a identificação de riscos não precisa ser um critério automático de eliminação da empresa analisada.

No caso de constatação de possíveis ameaças, dependendo do grau, pode ser solicitado os ajustes necessários para prosseguir com a contratação. 

Certificações vencidas, por exemplo, podem ser revalidadas de forma simples, e sem prejuízo no relacionamento entre quem contrata e quem é contratado.

Leia também: "Conheça o poder das certificações ambientais para a qualificação de uma empresa"

Como fazer uma due diligence de ESG?

Para fazer uma ESG diligence, alguns dos principais passos que você pode seguir são:

  1. levante todos os dados e informações básicas da empresa e, em seguida, os relacionados ao ESG, como relatórios e certificações;

  1. avalie pontualmente cada documento e informação obtidos, considerando todos os pontos que podem gerar riscos ESG para o seu negócio, a exemplo de processos ambientais e trabalhistas; 

  1. elabore um relatório que contemple a análise de tudo o que foi levantando, a fim de obter uma visão geral e final do cenário que foi apurado.

Essas são etapas bem sucintas de um processo de diligência prévia que tem como meta análise de risco ESG, mas que valem como um bom exemplo a ser adotado para o seu negócio.

Quanto à due diligence, é fundamental que você entenda que o que será analisado tem relação direta com o seu ramo de atuação, modelo de negócio, tipos de insumos e/ou serviços que precisam ser adquiridos, entre outros fatores particulares de cada empresa.

Por isso, nossa sugestão é que você considere esses passos que acabamos de apresentar como base para a criação de etapas pertinentes ao formato da sua companhia e às ameaças ambientais, sociais e de governança que ela está passível de enfrentar.

Outro artigo que ajudará você com isso é o "Checklist de due diligence de fornecedores: dicas para um processo de análise mais completo". Por isso, não deixe de ler!

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Quais ferramentas podem ajudar nesse processo?

Existem diversas ferramentas e sistemas que podem ser usados para ajudar em um processo de due diligence com foco em ESG. A melhor é sempre a solução mais robusta, segura e com mais funcionalidades. Um bom exemplo é o Linkana ESG Rating.

https://www.youtube.com/watch?v=T1DmQi-JmKQ

O Linkana ESG Rating é um recurso exclusivo da Linkana, que realiza a análise de riscos dos indicadores ambientais ESG, a fim de identificar se o fornecedor que pretende contratar apresenta algum tipo de risco reputacional ou operacional que possa comprometer negativamente essa relação comercial.

Nessa solução são atribuídas pontuações sobre critérios ambiental, social e de governança, que mostrarão para você se o fornecedor em questão está ou não condizente com boas práticas ESG e alinhado à forma de trabalho da sua empresa quanto a esse conceito.

De quais outras formas a Linkana pode ajudar você?

Outra forma que a Linkana tem de ajudar você em processos de due diligence é com a entrega de uma base de dados compartilhada de fornecedores, que otimizado o processo de levantamento de informações.

O Linkana Network é uma plataforma que disponibiliza os dados compartilhados dos fornecedores em um só lugar. Com isso, é a única do mercado que resolve o problema de compartilhamento de informações, que é um dos principais do setor de procurement.

Quer ter essas e outras funcionalidades da Linkana no seu negócio? Então preencha o formulário abaixo e confira como!

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market