Resources

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

5 erros na avaliação de riscos de fornecedores e como evitá-los

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

March 24, 2023

March 24, 2023

March 24, 2023

A avaliação de riscos de fornecedores é um processo que busca identificar particularidades e pendências de empresas fornecedoras que podem afetar o relacionamento com o seu negócio e, principalmente, gerar riscos para suas operações produtivas e comerciais.

Quanto a isso, é bem importante ter em mente que a gestão de riscos de fornecedores é essencial para proteger a companhia, garantir a qualidade dos parceiros que interagem com ela e, com isso, alcançar o sucesso esperado. 

O desafio nesse contexto é equilibrar a necessidade de um processo de análise de riscos que seja ao mesmo tempo eficiente, prático e seguro, sobretudo com a grande quantidade de fornecedores disponíveis no mercado.

Dessa forma, a melhor opção para evitar erros na avaliação de risco de fornecedores é seguir boas práticas consolidadas no mercado e aliar essas metodologias às novas tecnologias e ferramentas disponíveis para essa atividade.

Para auxiliar sua empresa a obter sucesso na gestão de fornecedores, listamos os principais erros na avaliação de riscos e propusemos soluções para cada um deles, além de recursos que contribuem para mitigar ameaças de forma prática e eficiente. Confira!

O que é a avaliação de risco de fornecedores?

É possível definir a avaliação de risco como a prática de identificar ameaças e mensurar as possíveis consequências que ela traria para sua empresa caso ocorressem

Na gestão de risco de fornecedores, esse processo é constituído pela identificação de pendências em potenciais parceiros comerciais e na definição de como a companhia os enfrentará, por exemplo, reprovando o fornecedor ou aceitando o risco.

Como mencionamos em nosso artigo sobre matriz de gestão de riscos, os fatores a serem considerados são o impacto e a probabilidade de o risco se tornar realidade. Ou seja, qual a gravidade e frequência que o risco pode ocorrer.

Em casos nos quais o impacto não é sentido na operação da empresa, ou as chances da ameaça se concretizar serem mínimas, o risco pode ser classificado como aceitável.

Por outro lado, um risco frequente, que precisa ser monitorado em curtos períodos, ou com impactos muito graves, é recomendado a interrupção da parceria com o fornecedor.

Obviamente, esses são os extremos da matriz de risco. Na prática, a avaliação de risco correta deve considerar diferentes áreas de uma empresa, tais como setor de compras, financeiro e compliance, além de riscos com impacto do baixo ao alto com recorrência média ou alta, bem como os já citados extremos.

5 principais erros na avaliação de riscos

Os cinco maiores erros cometidos em um processos de avaliação de riscos de fornecedores costumam ser:



  • subestimar a gestão de riscos;


  • apostar em métodos inadequados ou antiquados;


  • excessos na análise de riscos;


  • fazer a gestão de riscos apenas no onboarding do fornecedor;


  • gestão de risco limitada ao gestor de compras.


Aqui, vale destacarmos que o desafio da gestão de riscos é muito grande, já que existem inúmeros elementos a serem considerados. 

Junto disso, os responsáveis precisam balancear as necessidades de qualidade e quantidade com a capacidade de atendimento do fornecedor e o menor custo possível.

Seja por inexperiência, metodologia inadequada ou conduta equivocada, muitas falhas podem ocorrer na análise de riscos e, assim, prejudicar a qualificação de fornecedores.

Como o conhecimento é essencial para evitar prejuízos para sua companhia, confira agora, em detalhes, os principais erros na avaliação de riscos de fornecedores, juntamente às principais soluções para cada um deles. 

Erros na avaliação de riscos de fornecedores e como resolvê-los

1. Subestimar a gestão de riscos

Normalmente ocorrendo por excesso de confiança ou simplesmente por descaso, subestimar ou ignorar a gestão de risco é uma falta grave no tratamento de fornecedores.

Além de dificultar a qualificação de empresas fornecedoras que podem auxiliar o seu negócio a atingir as metas estabelecidas, a probabilidade de pendências no âmbito do fornecedor impactarem negativamente sua operação aumenta exponencialmente, bem como a gravidade.

Isso porque, sem uma gestão de riscos de fornecedores apropriada, sua empresa está, basicamente, despreparada para lidar com essa ocorrência, precisando agir às cegas.

Para combater esse erro, elaborar uma política de gestão de riscos detalhada e capacitar os diferentes setores internos para seguirem suas diretrizes garante a proteção necessária para sua empresa.

2. Apostar em métodos inadequados ou antiquados

À medida que novas tecnologias são desenvolvidas para auxiliar a qualificação de fornecedores e a gestão de riscos, os gestores têm um arsenal cada vez maior para lidar com essas ameaças.

No entanto, ainda é possível encontrar companhias que se mantêm presas às velhas práticas no mercado — o problema é que esse mesmo mercado muda constantemente. 

Na prática quer dizer que, se as tecnologias precisam de atualização constante, imagine a adaptação que é necessária para uma metodologia exageradamente conservadora.

Além disso, cada área requer uma avaliação de riscos específica. Por exemplo, provar um fornecedor quanto ao compliance tributário não significa que a auditoria de compras chegará ao mesmo resultado.

A solução para isso é definir qual setor tem prioridade no relacionamento com a empresa fornecedora e seguir o processo de qualificação de acordo com essa ordem. 

Um bom exemplo disso é o processo de qualificação de fornecedores na Linkana, no qual a documentação solicitada ao potencial parceiro varia de acordo com o setor que conduz o processo.

3. Excessos na análise de riscos

Equilíbrio é a chave do sucesso na avaliação de riscos de fornecedores. Um erro comum é o gestor cometer falhas por excessos nesse gerenciamento, o que pode ocorrer de diferentes maneiras.

Riscos relevantes devem ter sua probabilidade analisada, caso ela seja extremamente baixa, outros fatores podem ser priorizados.

Assim, a mitigação de riscos deve considerar o impacto e probabilidade segundo a matriz de riscos, para concentrar os esforços da gestão no que realmente importa.

4. Fazer a gestão de riscos apenas no onboarding do fornecedor

Já abordamos aqui no blog a importância da avaliação e monitoramento de fornecedores homologados, mas o assunto, novamente, é pertinente nesse contexto.

Um erro comum na avaliação de riscos é considerar o cumprimento dos critérios de qualificação de fornecedores até o momento da primeira homologação, em especial validade de documentos e certificados recebidos, presença em listas restritivas, bem como medição de indicadores de performance e qualidade

Para evitar isso, o mais indicado é utilizar sistemas que auxiliam nesse processo, como a Linkana. 

Por essa solução o gestor tem fácil acesso às informações e documentos de cadastro e compliance de fornecedores homologados, podendo realizar o monitoramento e análise de risco diretamente no painel de controle, sem precisar acessar diversas páginas para isso.

Vale destacar que o sistema da Linkana permite adicionar alertas sobre a validade de certificados e solicitar a renovação da documentação junto ao fornecedor.

5. Gestão de risco limitada ao gestor de compras

Assim como utilizar uma metodologia inadequada na hora de montar a gestão de riscos e fazer a qualificação de fornecedores, limitar a avaliação de riscos apenas ao gestor de compras responsável pelo projeto é um erro frequente e com consequências graves.

Isso porque a gestão de risco eficiente considera diferentes cenários e pontos de vista, além da avaliação com base no conhecimento de cada setor em relação ao compliance. 

Limitar essa abordagem sobrecarrega o profissional de compras e ainda aumenta as chances de riscos passarem despercebidos.

Para evitar que essa falha seja cometida na gestão de risco de fornecedores, permita que cada área da empresa faça sua avaliação do fornecedor e avalie os critérios utilizados, respeitando o domínio de cada setor sobre sua atividade, somando forças para garantir o sucesso.

O que esperar da Linkana na análise de riscos dos fornecedores da sua empresa?

Como dissemos logo na abertura deste artigo, é bem importante utilizar boas tecnologias e ferramentas para ajudar na análise de riscos de fornecedores. Afinal, realizar esse processo manualmente é praticamente impossível, além de aumentar as falhas desse tipo de gerenciamento.

A Linkana é a primeira fundação de dados de fornecedores compartilhada do Brasil. Nossa base de dados de perfis universais de fornecedores permite que compradores busquem, analisem e homologuem fornecedores em alguns cliques. 

Confira, agora, algumas das que se destacam!

Linkana ESG Rating

O Linkana ESG Rating é uma solução que analisa e aponta, automaticamente, os riscos socioambientais e de governança que um fornecedor pode gerar para o seu negócio.

Por meio de pontuações atribuídas às informações e dados disponibilizados pelos próprios fornecedores, o sistema mostra para você se as práticas ESG da empresa fornecedora são adequadas, ou se podem gerar problemas para a sua companhia.

Linkana Network

E por falar em cadastro de empresas fornecedoras, não ter acesso a uma base de dados de fornecedores compartilhada é uma das maiores falhas de procurement que, entre outros problemas, afeta consideravelmente a gestão de riscos.

Um dos motivos é que a inexistência do compartilhamento de cadastros atualizados dos fornecedores faz com que os profissionais de compras e procurement percam muito mais tempo no processo de busca e qualificação desses potenciais parceiros.

O sistema da Linkana é o único que resolve essa questão, por meio do Linkana Network, primeira solução de fundação de dados de fornecedores do Brasil.

Nessa funcionalidade, todos os usuários do nosso software têm acesso fácil, rápido e prático a cadastros padronizados de fornecedores, com todas as informações iniciais necessárias para iniciar o processo de escolha de boas empresas fornecedoras para o seu negócio.

Aumento da produtividade, redução de tempo para onboarding e mitigação de riscos são apenas alguns, entre os muitos benefícios, de contar com uma base de dados compartilhada como a oferecida pela Linkana.

Para conferir, em detalhes, como a Linkana pode ajudar a melhorar a gestão de fornecedores do seu negócio, preencha agora mesmo o formulário abaixo!

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market