Resources

Gestão de riscos

Gestão de riscos

Gestão de riscos

Conheça os principais erros de uma análise de risco e saiba como agir para eliminá-los

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

September 6, 2022

September 6, 2022

September 6, 2022

A análise de risco é um processo fundamental para avaliar a eficácia e a qualidade dos fornecedores. Por meio de uma pesquisa detalhada, os gestores  têm uma visão mais ampla sobre os possíveis parceiros antes de fechar a contratação.

Ao utilizarem processos de análise de risco, as organizações evitam prejuízos financeiros, falta de qualidade dos materiais, imprevistos, entre outros problemas, e, assim, consolidam uma rede de fornecedores que cumpra as regras estipuladas pelos órgãos regulatórios.

Mas como é feita uma análise de risco de fornecedores? Existem várias etapas, as quais vamos explicar pouco a pouco, mostrando a importância de uma análise preliminar e o que deve ser evitado durante a avaliação de riscos.

Ficou curioso? Então continue conosco até o final. Boa leitura!

O que é e como acontece a análise preliminar de risco?

A análise preliminar de risco é um tipo de avaliação prévia sobre os eventuais tipos de problemas que possam envolver um projeto ou serviço. No caso de lidar com fornecedores novos, sua empresa deve considerar tudo o que envolva a gestão de riscos, e com base no que for encontrado, propor medidas paliativas.

Nessa etapa são realizadas análises qualitativas das ameaças que são registradas em planilhas para acesso dos responsáveis em caso de falhas.

Além disso, é importante monitorar os principais KPIs de supply chain, como, por exemplo:

  • objetivas - saúde financeira, lead time do produto, disponibilidade de produtos, padrões de qualidade, performance;

  • subjetivas - riscos (reputacional, trabalhista, regulatório-legal), qualidade do serviço, facilidade de contactar o responsável pela conta. 


Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Principais erros na avaliação de riscos 

Listamos alguns erros comuns na hora de fazer uma análise de risco de fornecedores. Confira!

1. Desmerecer a gestão de riscos

Toda empresa está sujeita a situações inesperadas que podem gerar prejuízos e manchar a reputação institucional. No entanto, acreditar que não é necessário criar um mapa de risco pode ser preocupante.

Portanto, inclua um plano de gerenciamento de crise como prioridade, e não como um procedimento provisório.

2. Facultar riscos

Sua companhia deve implantar um processo de gestão de riscos que envolva todas as áreas, e não somente uma.

Também vale conversar com os responsáveis de cada setor, pois os responsáveis conhecem os processos de suas áreas e os riscos atrelados.

3. Cometer exageros na análise de riscos 

A gestão de riscos deve concentrar seus esforços no que realmente importa, definindo os parâmetros considerados ao gerenciar riscos, escopo e critérios.

Isso significa que o processo de gerenciamento de riscos deve buscar equilíbrio. 

Evidentemente existem conflitos mais graves que podem se tornar prioridades em determinado momento, e outros, conforme a gravidade, podem ficar em segundo plano. Por isso, inicialmente, é importante observar o impacto e a probabilidade.

4. Avaliar os fornecedores

Fazer a análise dos fornecedores somente no momento de onboarding é arriscado, já que informações podem mudar ao longo do tempo.

O monitoramento contínuo dos parceiros mostra se eles estão aptos a continuar fazendo parte da empresa. Caso haja algum problema, os gestores saberão como proceder.


Leia também: Gestão de riscos de fornecedores: com mitigar ameaças?


Análise de risco: como a Linkana pode contribuir? 

A análise de risco é um processo importante, pois mede a qualidade, a eficácia dos riscos e a segurança em seus controles.

Você e sua equipe podem estar passando por dores não resolvidas como, por exemplo, riiscos não controlado de fornecedores ou uma política de onboarding complexa, ou seja, provavelmente seu time ainda não consegue controlar riscos e homologar fornecedores de maneira otimizada e segura.

E nesse quesito, a Linkana pode ser a solução!

O software da Linkana consiste basicamente em consultar bases públicas de informações relacionadas à empresa e suas partes relacionadas, tais como certidões negativas, listas de sanções e/ou restrições, mídias negativas, vínculos governamentais, dentre outras informações, inclusive já validando suas eventuais pendências.

Além disso, a Linkana pode promover análise e fazer outros checks a partir de dados enviados pelo fornecedor ou comprador como o desempenho de indicadores ou conflitos de interesses, por exemplo. Esse caso de uso é bem útil para rotinas de compliance e background check, de uma maneira geral.

Utilize a ferramenta da Linkana para evitar erros na avaliação de riscos de fornecedores e desfrute de uma qualificação muito mais eficiente.

Afinal de contas, somos o primeiro e maior software de gestão de fornecedores em rede, que otimiza o sourcing, onboarding e com uma base de dados unificada de perfis de fornecedores certificados para cadastro, risco, qualidade e diversidade.

Somos o #SRMDoFuturo, feito para o #CompradorDoFuturo.


Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market