Riscos da cadeia de suprimentos: quais são e como evitá-los?

Em um momento em que o futuro é tão incerto, qualquer ação (ou falta dela) pode ser o suficiente para levar um negócio à falência. 

Desde o início da pandemia causada pelo novo coronavírus no Brasil, por exemplo, mais de 700 mil empresas fecharam as portas.

É claro que cada negócio é diferente e atende um mercado específico, então os problemas e riscos são únicos para cada um. Porém, gerenciar os riscos da cadeia de suprimentos é um desafio que assombra muitas instituições.

Por ser um processo que consiste no gerenciamento de uma rede interligada de negócios que podem variar desde o fluxo de equipamentos até dados e finanças, ele é extremamente complexo e, por consequência, pode oferecer vários riscos.

Portanto, neste artigo vamos abordar quais são os principais riscos da cadeia de suprimentos e também como fazer a medição de desempenho na cadeia de suprimentos para garantir que a sua empresa consiga se precaver.

Quais são os principais riscos da cadeia de suprimentos?

Por ser um processo complexo, são vários os riscos da cadeia de suprimentos. Os principais são:

  • Riscos econômicos
  • Riscos geográficos
  • Riscos de planejamento
  • Riscos de competição
  • Riscos de qualidade
  • Riscos de sustentabilidade

Continue a leitura que explicaremos abaixo em detalhes como cada um desses riscos podem afetar o futuro da sua empresa.

Riscos econômicos

Vamos começar com um dos riscos da cadeia de suprimentos mais conhecido e temido pelas empresas. A principal ameaça de uma cadeia de suprimentos, os riscos econômicos são bastante perigosos por fatores que estão fora do seu controle.

Mas isso não significa que você está indefeso contra esse problema. Com uma boa reserva de capital de giro é possível reduzir impactos negativos como aumento de impostos, inflação, flutuação de taxas de câmbio e até mesmo falência de fornecedores ou clientes.

Riscos geográficos

Nesse tipo de situação, os riscos estão ligados à adversidades por fatores climáticos como tempestades, inundações ou vendavais. Com esse tipo de cenário, sua empresa pode desde enfrentar problemas com o espaço físico em que desempenha funções até mesmo às entregas e saídas de produtos.

É claro que esse tipo de risco não tem como ser completamente evitado. Mas uma maneira de tentar diminuir esse perigo é trabalhar com fornecedores e clientes em diversos mercados e localizações.

Riscos de planejamento

Este é um dos riscos que mais facilmente pode ser evitado pela sua empresa, pois demanda apenas melhorias no planejamento das ações, então atenção.

Para diminuir os riscos nessa situação, sua empresa deve evitar tomar decisões antes de ter se planejado corretamente. Desde contratar um novo fornecedor ou fechar uma grande venda até lançar um produto novo, nada deve ser feito sem uma avaliação prévia.

Outras medidas que podem ser adotadas são as pesquisas de mercado, assim como a homologação de fornecedores. Por meio da homologação é possível confirmar que um possível fornecedor atende os Compliances estabelecidos para que você possa ter mais segurança e confiança na parceria.

Atualmente é possível, inclusive, automatizar esse processo por meio de plataformas como a da Linkana. Por meio dela é possível aumentar a confiança e a segurança nas consultas públicas e emissão de certidões corporativas, evitando erros e fraudes.

Além disso, por meio de uma análise inteligente das informações e documentos privados compartilhados, sua empresa consegue mitigar riscos e aperfeiçoar rotinas de qualificação.

Riscos de competição

Não importa qual seja o ramo da sua empresa, você enfrentará concorrência. Sempre haverá outras pessoas trabalhando com serviços ou produtos similares aos seus, então como lutar contra um dos principais riscos da cadeia de suprimentos?

Sempre fique de olho no que seus concorrentes estão fazendo e seus resultados, mas ao invés de tentar competir com eles, permaneça fiel à sua estratégia. Sempre busque aprimorar sua gestão e alcançar metas, porém não se esqueça que é impossível ser o melhor em tudo.

Riscos de qualidade

Ninguém quer fazer negócios com uma empresa que não oferece produtos ou serviços de qualidade, não é mesmo? Portanto a palavra “qualidade” deve ser uma constância na sua empresa, encontrada desde nos produtos que você vende até mesmo no treinamento da mão de obra e transporte das mercadorias.

Por isso, usar um sistema de gestão da qualidade e realizar avaliações de desempenho das suas equipes e de seus fornecedores é relevante para trazer mais eficiência ao seu negócio.

Riscos de sustentabilidade

Os riscos de sustentabilidade na cadeia de suprimentos podem parecer algo distante, mas não se engane: eles estão ganhando cada vez mais atenção do mundo inteiro. 

E se os processos e materiais usados na sua empresa são contra essa ideia e nem ao menos tentam compensar a emissão de CO2 na atmosfera, chegou o momento de repensar na sua estratégia a fim de evitar represálias de órgãos governamentais que podem afetar seu negócio.

Instituições que possuem um olhar voltada ao meio ambiente não apenas estão ajudando o planeta Terra, como também são melhor vistas pelos consumidores, podendo até mesmo influenciar nos rendimentos. Além disso, processos certificados podem gerar créditos de carbono, que você pode vender no mercado internacional.

Algumas causas que você pode implementar para incentivar a sustentabilidade na cadeia de suprimentos são:

  • Economia e reaproveitamento de água
  • Programas de reciclagem
  • Reaproveitamento de matérias-primas descartadas
  • Uso consciente da energia elétrica e recursos naturais
  • Descarte correto de esgoto e outros resíduos
  • Implementação de projetos educacionais sobre a preservação do meio ambiente

Veja abaixo um vídeo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que aborda o papel das empresas e a sustentabilidade:

Qual a importância de realizar uma medição de desempenho na cadeia de suprimentos?

Cadeias de suprimentos são complexas, portanto os riscos de falhas são reais e não devem ser ignorados. A gestão existe para evitar que isso aconteça ou, ao menos, diminuir a quantidade de riscos possíveis.

Por meio dela que deve ser feita a medição de desempenho na cadeia de suprimentos, que também auxilia no aprimoramento de processos em áreas como estoque e transporte de produtos. Essa medição também contribui positivamente para processos de due diligence de fornecedores, garantindo a entrega de produtos diferenciados, com menor custo e nas condições estabelecidas.

Outras vantagens que sua empresa pode ter por uma boa gestão de riscos são:

  • Garantir vendas
  • Manter a satisfação do cliente
  • Cumprir exigências regulamentares e de conformidade
  • Preservar uma boa imagem

Agora que você já sabe tudo sobre os riscos da cadeia de suprimentos e as maneiras que sua empresa pode evitá-los, coloque nossas dicas em prática para ver uma melhoria contínua no dinamismo e competitividade do seu negócio.

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.