Resources

ESG

ESG

ESG

O que é ESG no setor de saúde? Veja a importância para a sociedade

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

December 16, 2022

December 16, 2022

December 16, 2022

Existe uma mudança aparente na economia que contempla o mercado de saúde. Atualmente, as empresas têm percebido que as boas práticas de sustentabilidade são ativos complementares para fortalecer o mercado. Nesse ponto, as diretrizes de ESG no setor de saúde ganham cada vez mais adeptos.

O Health Research Institute (HRI), da rede PwC, analisou recentemente as iniciativas ESG de 45 sistemas de saúde e seguradoras e 32 empresas farmacêuticas e de biociências no mundo. 

A partir da avaliação, foi constatado que as organizações de saúde costumam receber mais vantagens ao implementar um modelo socioambiental e de governança em relação às que ignoram o comportamento.

Mas não é fácil se tornar uma companhia ESG. Trata-se de uma mudança radical, que engloba investimento financeiro, tempo, treinamento e engajamento de líderes.

No setor de saúde, especificamente, um dos objetivos é melhorar a qualidade de vida do ser humano, utilizando técnicas, equipamentos e ferramentas que não comprometam a saúde das pessoas. Outro ponto a se considerar é a destinação correta dos resíduos hospitalares, por exemplo. 

Quer saber como funciona? Ao longo deste artigo, vamos mostrar a importância e as principais medidas que a sociedade brasileira e mundial têm feito para implantar o ESG no setor de saúde.

O que significa o ESG? 

ESG é uma sigla que em inglês significa Environmental, Social and Governance, cuja tradução para português é Ambiental, Social e Governança Corporativa (ASG). Em suma, o termo está relacionado aos impactos ambientais, sociais e de governança nas corporações.

A terminologia foi usada pela primeira vez no ano de 2004, em uma publicação do Pacto Global e do Banco Mundial, sendo que o relatório Who Cares Wins (“Quem se importa ganha”) segue como base para as práticas de ESG.

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Principais diretrizes ESG na área da saúde

Antes de criar iniciativas ESG no setor de saúde ou em qualquer outro ramo, é importante compreender os três pilares da sigla. São eles:

1. Governança Corporativa 

São aplicações de práticas de ESG que fortalecem a responsabilidade e a transparência na comunicação entre a empresa e seus públicos, como os fornecedores. Entre os principais exemplos de governança corporativa estão:

  • monitoramento e mensuração das ações de responsabilidade social;

  • estrutura de equipe e líderes ESG;

  • inclusão da diversidade de gênero e raça nos times;

  • fortalecimento da política de ética e compliance.


2. Social 

Aqui, a relação não se limita aos fornecedores e stakeholders diretos, mas também aos indivíduos e comunidades impactadas pela organização. Como exemplo:

  • inclusão de programas de diversidade e inclusão (D&I) para recrutamento e mentoria;

  • diversidade na cadeia de fornecedores;


3. Ambiental 

Abrange a relação entre a organização e o meio ambiente, como:

  • gestão de resíduos;

  • eficiência energética;

  • frota de veículos sustentáveis;

  • prazos para neutralidade de carbono.

Leia também: Logística sustentável: o que é, importância e vantagens

Qual é a importância de ESG para o setor de saúde? 

No ramo de saúde, a prática de ESG pode servir como base para equilibrar o resultado financeiro e a qualidade no atendimento. Isso porque os três pilares são de extrema importância no setor. 

Por exemplo, quando tratamos de ambientalismo, nos referimos ao uso consciente dos recursos, como o tipo de papel utilizado em prontuários e a forma de gerenciar os resíduos hospitalares.

Nesse sentido, algumas questões podem servir de reflexão para você incorporar o modelo ESG no setor de saúde. Antes de implementar, pergunte-se sobre os itens abaixo e, se for o caso, adicione outras questões para refletir a realidade do empreendimento.

  • Como organizar os custos sem prejudicar as condições de trabalho dos profissionais que atuam no atendimento hospitalar?

  • Como posso ampliar o acesso da população aos serviços de saúde de modo organizado?

  • Como assegurar que os fornecedores de matérias-primas também seguem as práticas ESG? 


A partir desses questionamentos, é possível ter indícios para determinar se o hospital ou a clínica que você atua ou gerencia se torne uma ESG a curto prazo.


Tendências de ESG no Brasil e no mundo 

Gestores de empresas do ramo têm realizado auditorias internas dos processos como forma de incorporar e incentivar um modelo socioambiental e de governança. Em paralelo, essa iniciativa pode identificar ações contrárias aos princípios de responsabilidade e transparência e, assim, mitigar os riscos.

Outra forma é construir canais que proporcionem melhor comunicação da organização com pessoas envolvidas no setor, ajudando a otimizar relações com a sociedade em geral.

Leia o nosso ebook e entenda qual o melhor caminho que uma empresa brasileira deve trilhar para implementar um programa de diversidade de fornecedores de sucesso em nosso País.

Medidas das organizações de saúde e das empresas farmacêuticas e de biociências em relação ao ESG 

Organizações de saúde

As organizações de saúde podem se diferenciar de outros modelos de negócios divulgando as práticas de ESG, o que aumenta a confiança na comunicação com as comunidades atendidas, além de conquistar mais investidores e doadores.

O uso de embalagens recicláveis nas cafeterias e estratégias para diminuir o impacto ambiental de insumos utilizados na prestação de cuidados, por exemplo, são alguns modelos de negócios conscientes.

Empresas farmacêuticas e de biociências 

A indústria farmacêutica faz uso recorrente da água durante suas pesquisas, produção e comercialização de remédios e afins. Nesse aspecto, criam-se oportunidades para as empresas investirem em sistemas para reduzir o desperdício do líquido, bem como diminuir o uso de carbono.

Ao mesmo tempo, a prática de ESG no setor de saúde também prioriza o uso consciente de combustíveis e otimiza rotas para minimizar o impacto ambiental do transporte.

Quer saber mais sobre a importância do ESG na indústria? Ouça o nosso 1º Linkana Talks, que aborda tudo sobre a diversidade na base de fornecedores. 

https://open.spotify.com/episode/4dnxe5MnYLg61ukvJlX8Ak?si=209d04a6f8cf4581

ESG no setor de saúde: como a Linkana pode ajudar?

A tecnologia é um recurso que fortalece o avanço da transformação das empresas de saúde em formatos ESG, inclusive,agilizando a obtenção de certificados ambientais. 

Algumas ferramentas certificam e classificam fornecedores diversos, de acordo com boas práticas internacionais em temas como: diversidade, inclusão, sustentabilidade, social e governança corporativa. Esse é o caso da Linkana.

A plataforma possibilita um modelo proprietário de ESG rating criado para classificação e análise de fornecedores, bem como da nossa própria certificação de diversidade & inclusão para empresas pertencentes a mulheres, pretos, pardos, PcDs, indígenas e pessoas LGBTQIA+.

Quer saber como funciona? Preencha os dados do formulário abaixo e receba um primeiro diagnóstico ESG e D&I gratuito de sua base ativa de fornecedores.

Somos o #SRMDoFuturo, feito para o #CompradorDoFuturo.


Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market