Resources

Gestão de riscos

Gestão de riscos

Gestão de riscos

Como calcular o ROI em procurement? Por que esse indicador é tão importante?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

June 27, 2022

June 27, 2022

June 27, 2022

Saber como calcular o ROI em procurement é a melhor maneira de identificar se os investimentos feitos nessa área estão gerando retorno financeiro para a sua empresa.

ROI é a sigla para o termo em inglês Return over Investment, que traduzido para o português significa Retorno sobre Investimento. Em linhas gerais a sua fórmula é bastante simples, e uma das suas apresentações pode ser: 

ROI = (receita gerada – custos e investimentos) / custos e investimentos

Em uma empresa, essa métrica pode ser aplicada em praticamente todos os setores, tais como marketing, atendimento ao cliente, vendas, entre outros.

Em uma gestão de procurement, especificamente, as informações necessárias para chegar ao ROI desse departamento incluem dados provenientes de gastos com capital humano, aquisição de ferramentas e soluções tecnológicas voltadas para essa área, matéria-prima adquirida e despesas com fornecedores.

Ou seja, tudo o que é preciso para fazer a área de procurement funcionar adequadamente deve ser devidamente contabilizado para identificar qual tem sido o verdadeiro retorno sobre esse investimento.

Um dos objetivos por trás dessa informação é, por exemplo, verificar se a estratégia adotada pelo negócio para o gerenciamento da sua cadeia de suprimentos está gerando lucros ou prejuízos.

Caso esse resultado aponte para perdas financeiras, os gestores têm a chance de rever as medidas adotadas e, com isso, contribuir para melhorar a lucratividade do negócio.

Devido a essa importância neste artigo explicaremos, em detalhes, o que é Retorno sobre Investimento, quanto essa métrica pode afetar o crescimento de uma empresa e como calcular o ROI em procurement. 

Se isso é relevante para você, continue a leitura deste artigo e fique por dentro de tudo sobre esse tema!

O que é ROI e como calcular?

Antes de falarmos sobre como calcular o ROI em procurement, é importante destacarmos o que inclui esse conceito.

Como dissemos, ROI significa Retorno sobre Investimento. Trata-se de um parâmetro que pode ser utilizado por empresas de qualquer porte ou segmento para mensurar o quanto do investimento está gerando lucratividade para o negócio.

Em outras palavras, é possível ver essa métrica como uma avaliação de custo-benefício, visto que ela aponta se determinado investimento realmente valeu a pena.

A fim de deixar a importância desse indicador ficar mais clara, imagine que a sua empresa esteja lançando um produto. Para divulgá-lo e despertar o interesse de compra do público-alvo, uma ação de marketing específica é criada.

Obviamente, essa ação gera custos, os quais englobam mão de obra especializada, produção de ferramentas online e offline de divulgação, entre outras relacionadas.

Mas será que todo esse esforço e gasto financeiro geraram os resultados esperados? A única forma de fazer isso é calculando o ROI, que consiste na soma de todos esses gastos, subtraindo-os da receita obtida com essa estratégia (vendas).

Por se tratar de um percentual, e não de um valor monetário propriamente dito, outra fórmula que pode ser usada para calcular ROI é:

ROI = [(receita - custo) x 100]/ custo

Por exemplo, imagine que a receita obtida com a ação que usamos como exemplo foi de R$ 30 mil, e os custos de R$ 5 mil. Aplicando a fórmula em questão temos o seguinte resultado:

  • ROI = [(30.000 - 5.000) x 100]/5.000

  • ROI = [25.000 x 100]/5.000

  • ROI = 5 x 100

  • ROI = 500%


Neste exemplo, significa que o Retorno sobre Investimento foi favorável para o negócio, representando R$ 5 reais de lucro sobre cada R$ 1 investido.

Com isso, é possível entender também que o valor de um bom ROI é aquele cujo percentual final é positivo. 

Entretanto, determinar de quanto deve ser essa porcentagem, pontualmente falando, é um tanto complicado, visto que depende muito do porte da empresa, do seu ramo de atuação, entre outros quesitos relacionados que tendem a influenciar esse resultado.

Como calcular o ROI em procurement?

Trazendo tudo isso para a gestão de fornecedores, a forma mais indicada de como calcular o ROI em procurement é, primeiro, levantar todos os custos e investimentos feitos nessa área.

Assim como dissemos logo na abertura deste artigo, esses gastos devem incluir pontos como:

  • investimento em capital humano, tais como pagamento de salários e de benefícios;


  • gastos para manter a infraestrutura empresarial do setor, a exemplo de itens de material de escritório;


  • custos relativos à obtenção de ferramentas e tecnologias próprias para essa área, como sistemas no formato SaaS, que geram pagamentos de mensalidades;


  • despesas voltadas para o gerenciamento de fornecedores, como pagamento de consulta de dados e de emissão de documentos;


  • valor proveniente da aquisição de matéria prima;


  • custos com logística e transporte, por exemplo, combustível, embalagens, mão de obra terceirizada (se houver), entre outros.


Como você pôde ver, é essencial contabilizar tudo que gera gastos financeiros nesse setor para, sem seguida, comparar com a rentabilidade obtida por meio da aplicação de uma das fórmulas de ROI.  

Dica! Ouça agora mesmo este episódio do Procurement Hero, podcast da Linkana que fala sobre tecnologia, tendências e inovações nessa área.

https://open.spotify.com/episode/5LKXVoxW3Do6b5vArvoHFc

Mas o que se entende por "rentabilidade obtida em um setor de procurement"? No caso, estamos nos referindo à redução de custos e à diminuição de prejuízos com as medidas adotadas para aprimorar o departamento de compras de uma empresa.

A proposta, portanto, é identificar quanto ações como a adoção de um software de gestão de fornecedores, com o da Linkana, gerou de economia financeira e operacional para o negócio.

Por exemplo, para calcular esse tipo de ROI é possível considerar o tempo gasto pelos funcionários para coleta e validação de dados de fornecedores antes e depois da contratação de uma solução como essa

Aqui, vale lembrar que quanto mais horas essa atividade dura, mais custos operacionais ela gera, além de aumentar as chances de falhas humanas que podem resultar em retrabalho e até em perdas financeiras significativas, dependendo do tamanho do engano e do impacto causado na cadeia de suprimentos.

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Qual a importância do ROI em procurement?

Entender como calcular o ROI em procurement é importante para o crescimento de uma empresa, pois, entre as várias vantagens:

  • favorece a identificação de gastos desnecessários, dando aos gestores a chance de reverter essas perdas;


  • ajuda a identificar pontos de falha nas estratégias aplicadas nesse setor;


  • contribui para melhorar a gestão financeiro do negócio, reduzindo despesas excessivas;


  • fomenta o aumento da rentabilidade da empresa de maneira geral.


E como você viu, utilizar um bom software de gestão de fornecedores ajuda bastante nesse processo e pode fazer toda a diferença no Retorno sobre Investimento desse departamento.

Nisso, a Linkana pode ajudar você, com uma solução realmente completa para aprimorar o seu gerenciamento de fornecedores e, com isso, reduzir custos operacionais. De que forma? Preencha agora mesmo o formulário abaixo e confira como!

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market