Resources

Gestão de riscos

Gestão de riscos

Gestão de riscos

Conheça os principais exemplos de risco operacional e como reduzi-los na sua empresa

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

May 6, 2021

May 6, 2021

May 6, 2021

Os riscos representam a probabilidade de um evento indesejável se tornar realidade e gerar problemas na instituição. E, infelizmente, os riscos estão presentes em todas as áreas das organizações, desde a financeira até a reputacional.

Mas, obviamente, esses perigos mudam de acordo com a equipe, empresa, área de atuação e outros fatores. Se pedirmos para você, por exemplo, citar um risco operacional, será que a próxima pessoa que ler esse artigo citará a mesma ameaça?

Por isso, reunimos os principais exemplos de risco operacional para que sua equipe possa identificá-los e mitigá-los antes deles trazerem prejuízos para a organização.

Qual a definição de risco operacional?

Antes de abordarmos os exemplos de risco operacional, vamos olhar para os pontos-chave desse tipo de ameaça para sanar as dúvidas?

Como já afirmado no início do texto, o risco é a chance de um problema se concretizar e trazer algum prejuízo para a organização. Já quando olhamos para o risco operacional, estamos citando possíveis falhas nos processos, como erros humanos, defeitos tecnológicos ou problemas na linha de produção.

Também vale lembrar que os prejuízos podem ser mais que financeiros, como reputacionais e jurídicos. Já os problemas podem ser divididos em três graus de gravidade:

  • Falhas - Erros corriqueiros que podem ser resolvidos com agilidade e facilidade;

  • Deficiências - Ausências que afetam os processos da organização;

  • Inadequações - Problema mais profundos que ocorrem há anos e afetam a rotina da empresa, mas que nunca foram solucionados. 

Quais são os principais exemplos de risco operacional?

Risco organizacional

Existem algumas categorias de risco operacional que ajudam a organizar essas ameaças. No caso do risco operacional, estamos falando dos problemas causados pela falta de organização da empresa.

Inclusive, você sabia que uma em cada quatro empresas fecham antes de completar dois anos? E que metade delas fecham nos primeiros cinco anos? 

Esse levantamento feito pelo Sebrae mostra como a falta de estrutura e organização pode influenciar um negócio já que, segundo o órgão, muitos empreendedores “não levantam informações importantes sobre o mercado como clientes, concorrentes e fornecedores, e mais da metade não realiza o planejamento estratégico antes do início das atividades do estabelecimento, o que pode ser prejudicial ao negócio”. 

Por isso, os principais exemplos de risco operacional dentro da parte organizacional são:

  • Deficiências de estruturas

  • Processos confusos e burocráticos

  • Erros causados por falhas na comunicação

  • Falta de estratégia empresarial para apoiar decisões

Risco de operação

Esse é o tipo de ameaça mais facilmente relacionada ao risco operacional. Aqui vamos citar exemplos de risco operacional que acontecem por causa dos recursos utilizados para a execução das atividades empresariais. Dentre os exemplos de risco operacional de operação, podemos citar:

  • Sistemas de segurança fracos

  • Aparelhos e equipamentos datados ou com problemas

  • Falta de colaboradores na equipe, causando atrasos nas produções

  • Fornecedores com preços acima do mercado ou com mercadorias de baixa qualidade

  • Perdas relacionadas às estruturas falhas ou armazenamento errôneo de matérias-primas ou produtos

Risco de pessoal

Os parceiros diretos ou indiretos da sua organização podem ser o problema ou a solução. Apesar de sabermos da importância deles na rotina de trabalho, eles podem ser os responsáveis por falhas, deficiências ou inadequações.

Dentre os possíveis problemas, alguns pontos de destaque são:

  • Equipes desmotivadas

  • Fornecedores desatentos ou confusos

  • Líderes sem tato para lidar com pessoas

  • Colaboradores sem treinamentos adequados

  • Possíveis crimes como licitações falsas, superfaturamento e omissão de valores


Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

O que fazer para reduzir os riscos operacionais?

Crie um plano de mitigação de riscos

Quando uma empresa está lidando com riscos, é essencial ter em mãos um plano de mitigação de riscos estabelecido para servir como mapa caso algum dos exemplos de risco operacional se concretize.

Claro, o essencial seria a adoção de uma gestão dos riscos operacionais para mitigá-los parcialmente ou completamente. Porém, um plano de mitigação pode ser de grande valia enquanto processos são implementados para reduzir os perigos.

Utilize dados nas tomadas de decisões

Já que os riscos operacionais da sua organização foram analisados para a criação de um plano de mitigação de riscos, por que não fazer proveito desses dados e aplicá-los nas tomadas de decisões dos gestores?

Quando as decisões são baseadas em informações concretas, o risco dos gestores chegarem a conclusões precipitadas e ineficientes, que fariam a empresa desperdiçar tempo e dinheiro, são menores.

https://www.youtube.com/watch?v=hPYmNVwnAqY

Invista em sistemas que automatizam processos

Com a demanda crescente por agilidade e dinamismo dentro dos departamentos, as ferramentas deixam de se tornar uma possibilidade e são cada vez mais vistas como necessidades.

Como você pôde ver ao longo do texto, as falhas humanas são um grande risco operacional que nos dias de hoje pode ser mitigado com a ajuda da transformação digital. Sabemos que errar é humano, então por que não adotar os sistemas que permitem deixar essa preocupação de lado?

Se você está passando por problemas com seus fornecedores - outro importante ponto na gestão de risco operacional - a Linkana possui a opção ideal para ajudar a sua equipe de Procurement.

Com nosso software intuitivo e eficiente, sua empresa diminui a burocracia e lentidão no processo de qualificação e gestão de fornecedores ao mesmo tempo que aumenta sua eficiência. 

Ademais, o monitoramento de fornecedores e Compliance permanente é garantido pelos nossos robôs, que tornam a renovação de certidões, consultas e documentos muito mais rápida e simples.

Em conclusão...

Com diferentes exemplos de risco operacional e maneiras de reduzi-los em mãos, sua empresa está pronta para dar um passo importante para minimizar o risco operacional do seu negócio, contribuindo para o seu crescimento saudável. 

E não se esqueça de que estamos aqui para lhe ajudar nesse processo. Preencha o formulário abaixo e dê o primeiro passo na busca por segurança em seus relacionamentos:

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market