Resources

Compliance

Compliance

Compliance

Due diligence de fornecedores: o que é e por que adotar essa prática?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

April 9, 2023

April 9, 2023

April 9, 2023

Due diligence de fornecedores, que pode ser traduzido como diligência prévia ou diligência devida, é uma investigação que tem como intuito levantar e avaliar todos os futuros riscos que podem existir com um produtor antes que sua empresa feche uma parceria.

Antes de qualquer empresa fechar um contrato ou realizar um investimento em um fornecedor, existem alguns cuidados que devem ser tomados para que ela não seja prejudicado de maneira financeira, reputacional ou pela qualidade do produto ou serviço adquirido.

Uma dessas análises, que deve ser feita para obter mais detalhes da viabilidade do negócio e os riscos e oportunidades dessa transação, é conhecida como due diligence de fornecedores.

Por isso, preparamos um texto que oferece uma visão completa desse processo, explicando desde o que é due diligence de fornecedores até como fazer uma auditoria due diligence. Continue lendo para entender a importância dessa análise.

O que é due diligence de fornecedores?

O due diligence de fornecedores, que pode ser traduzido como diligência prévia ou diligência devida, consiste em uma investigação para levantar e avaliar todos os futuros riscos que podem existir em uma empresa antes que você contrate os serviços ou produtos que ela fornece.

Muitas companhias acabam deixando essa etapa de lado por causa da burocracia necessária, mas não se engane: ela é um dos pilares no sistema de compliance. A recomendação, inclusive, é que esse processo já esteja estruturado para facilitar e agilizar o due diligence antes do surgimento de uma nova relação.

Por que devo fazer um due diligence?

Tão importante quanto saber o que é due diligence, é que você entenda a importância dessa etapa no processo de contratação. 

Esse tipo de auditoria apontará ao seu negócio zonas de incerteza sobre o investigado, a fim de minimizar riscos e levantar possíveis oportunidades.

Ao falar de fornecedores devemos pensar, por exemplo, se esse possível parceiro comete atos ilegais para obter vantagens indevidas, e o prejuízo que isso causará a você ou aos seus clientes.

No vídeo abaixo, da Petrobras, um especialista fala sobre a importância do processo de due diligence e os resultados. Confira:

https://www.youtube.com/watch?v=T8BLDbcbXWg

Quais as principais áreas de due diligence de fornecedores?

Quando pensamos no due diligence de fornecedores, é importante lembrar que esse é um processo complexo que pode abranger várias áreas diferentes para que o processo de decisão de investimento seja embasado na maior quantidade possível de informações.

Apesar de existirem processos de due diligence mais comuns, tais como o financeiro, trabalhista e legal, é importante avaliar outras áreas que também podem trazer riscos para sua empresa. 

Alguns tipos de avaliação que estão cada vez mais em evidência, por exemplo, são os ambiental e de anticorrupção, decorrente de novas leis implementadas.

Assim, algumas das principais áreas que podem ser investigadas são:


  • contábil e financeira;


  • tributária, trabalhista e previdenciária;


  • legal;


  • ambiental;


  • tecnologia da informação;


  • anticorrupção.


Contábil e financeira

No âmbito contábil e financeiro, devem ser analisados documentos e demonstrações financeiras, assim como revisar toda a situação contábil do fornecedor. 

É relevante também verificar se existem possíveis riscos ou oportunidades, bem como analisar a qualidade dos resultados e dos ativos.

Tributária, trabalhista e previdenciária

Neste tipo de auditoria, é importante que a empresa realize uma análise da manutenção dos registros fiscais e identificação de contingências não declaradas, além de confirmar se o fornecedor está com os impostos das esferas Municipal, Estadual e Federal em dia. 

Também é recomendado verificar questões de contribuições sociais e pagamentos de salários. 

Legal

A atenção neste caso é para possíveis processos judiciais e administrativos, certidões das respectivas áreas de atuação do fornecedor e contratos com obrigações a vencer.

Ambiental

Ao fazer a auditoria due diligence, busque saber se o fornecedor está cumprindo as normas ambientais e se ele oferece algum risco ambiental, assim como ter uma estimativa de custos de remediação.

Confira no artigo "Linkana ESG Rating: o que é e como funciona essa ferramenta?" como fazer isso de maneira fácil, rápida e totalmente automatizada! 

Tecnologia da Informação

Qual é o desempenho atual da área de TI? Quais ferramentas o fornecedor utiliza para proteger dados sigilosos? Quais são os possíveis investimentos que ele precisará a longo prazo? 

Essas são informações que sua empresa deve ter ao realizar uma avaliação para evitar surpresas ruins em longo prazo.

Anticorrupção

Não é segredo para ninguém que, por mais que não deva ser praticada, a corrupção é algo quase que corriqueiro no Brasil

Para evitar que sua empresa acabe se envolvendo em um esquema de corrupção, ou seja ligada indiretamente a algo ilegal, é essencial entender as transações e práticas de negócios que têm potencial de corrupção. 

Também é válido saber quais são os controles que devem ser implementados para reduzir esse tipo de risco. 

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Como é realizada uma auditoria due diligence?

O processo de diligência pode ser resumido em três grandes momentos: motivação, prática e resultado. Conheça abaixo um pouco de cada uma dessas etapas.

Motivação

Antes de qualquer coisa, é realizada uma observação inicial para preparar o fornecedor para o processo de due diligence. Nesse momento, o consultor poderá conhecer o negócio, sua rotina e cultura e, então, definir a estratégia que utilizará para colher o maior número de informações. 

Prática

Este é o momento de "arregaçar as mangas". Tendo definido as áreas nas quais é relevante realizar o due diligence, o profissional responsável por essa atividade solicitará uma série de documentos e informações sobre o fornecedor.

Com o máximo de informações possíveis, incluindo dados obtidos em órgãos públicos municipais, estaduais e federais, ele poderá avaliar a situação do negócio. 

Por ter acesso a um número alto de informações, muitas vezes confidenciais, não se esqueça de firmar um contrato de confidencialidade para não vazar nenhum tipo de dado da empresa fornecedora. 

Após analisar todo o conteúdo colhido, um relatório com todos os pontos negativos e positivos do fornecedor será montado para a empresa que está interessada em contratar os serviços ou oferta de insumos. 

Nessa avaliação também serão informadas situações de risco e possíveis investimentos que podem ser realizados, tudo voltado para melhorar a companhia contratante.

Resultado

Com os resultados em mãos, a empresa se sentirá mais apta a tomar a melhor decisão possível, seja ela fechar a parceria, definir correções ou até mesmo cancelar a operação.

Como aprimorar toda a gestão de fornecedores do seu negócio?

Como você pôde ver, a due diligence de fornecedores é uma etapa extremamente importante na busca por compliance. Porém, ela é apenas uma das diversas atividades que compõem uma boa gestão de empresas fornecedoras.

Usar a tecnologia em todas as fases desse processo é uma das melhores maneiras de torná-lo muito mais preciso, otimizado, pontual e completo.

A Linkana, por exemplo, oferece uma solução que vai de ponta a ponta na gestão de fornecedores. Isso é possível porque somos o primeiro e maior software de gerenciamento de fornecedores em rede. 

Nossa base de dados de perfis compartilhados permite que compradores analisem fornecedores ativos e novos em alguns cliques. 

Com isso, criamos e geramos valor com insights de informações comerciais, de risco, qualidade e diversidade, utilizados em processos de cadastro, onboarding, sourcing e análise de spend.

Principais diferenciais da Linkana

Um dos maiores diferenciais da Linkana é a oferta de uma solução que resolve a maior falha do procurement: uma base de dados de fornecedores compartilhada.

Quando as empresas não utilizam uma fundação de dados compartilhados, como também pode ser chamada, a busca por fornecedores qualificados se torna muito mais demorada e custosa.

Os profissionais da área de compras e procurement têm a carga de trabalho aumentada, visto que precisam recorrer a diferentes fontes para encontrar empresas fornecedoras aptas para atender o seu negócio.

Por outro lado, contar com uma base de dados de fornecedores compartilhada reduz o tempo gasto nesse processo, bem como diminui os riscos para a sua companhia, considerando que os fornecedores já foram analisados previamente com as primeiras informações disponibilizadas.

Por esse motivo, a Linkana se diferencia dos demais sistemas de gestão de fornecedores disponíveis no mercado por contar com funcionalidades como:



  • PERFIL UNIVERSAL DO FORNECEDOR → Com os perfis de fornecedores compartilhados da Linkana, dados e documentos de fornecedores são reaproveitados em rede, compartilhando informações atualizadas entre múltiplos compradores e acelerando processos de forma automatizada e sem burocracia.


  • MELHORES INSIGHTS → Nossos scores, ratings e certificações proprietários são construídos e compartilhados com a inteligência das maiores corporações do Brasil, garantindo aderência às melhores práticas e exigências de mercado.


  • PLUG N' PLAY →  Conecte seu sistema legado, ERP ou e-procurement com nossa fundação de dados de fornecedores, tornando-a sua fonte única de verdade, dinâmica e 100% integrada em questão de minutos.


Para saber, em detalhes, como essas e as outras soluções da Linkana funcionam, preencha agora mesmo o formulário abaixo!

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market