Resources

Gestão de Dados

Gestão de Dados

Gestão de Dados

Consent Management Platform: qual a relação com dados de fornecedores?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

October 10, 2023

October 10, 2023

October 10, 2023

Consent Management Platform, ou simplesmente CMP, é um software que coleta, armazena e trata informações dos clientes e usuários de uma empresa.

Essa é uma forma prática, automatizada e dinâmica de atender à LGPD, Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, que tem como principal objetivo definir limites à maneira como os dados são utilizados por quem os recolhe.

Para esse conceito ficar mais claro, imagine um e-commerce que coleta e armazena os dados dos clientes para facilitar compras futuras ou mesmo para usar essas informações como parâmetros para definição de estratégias de vendas.

Esse comércio eletrônico só pode fazer isso mediante expressa concordância do titular dos dados e consentimento dos usos possíveis, que precisam ser devidamente descritos no momento da coleta. 

Aqui, vale destacar ainda que a LGPD prevê que a pessoa em questão também pode se recusar a compartilhar os dados ou, ainda, discordar totalmente ou parcialmente de como eles serão utilizados.

Pensando no grande volume de consumidores que podem acessar o e-commerce do nosso exemplo, é fundamental que a obtenção do consentimento seja feita de maneira prática, rápida, segura, precisa e dinâmica, concorda? Justamente para isso é que o Consent Management Platform é utilizado.

Porém, considerando o processo de gestão de fornecedores da sua empresa, qual seria a relação e a importância de contar com um software como esse? 

Siga a leitura deste artigo e confira, agora, a resposta para essa questão!

O que é Consent Management Platform?

Consent Management Platform (CMP) é um sistema focado na obtenção de autorização para coleta e uso de dados pessoais. Essa Plataforma de Gerenciamento de Consentimento visa facilitar o processo de aquisição da permissão necessária para recolher, armazenar, tratar e utilizar dados pessoais que serão usados para diferentes atividades empresariais.

O CMP permite, por exemplo, que as empresas criem avisos personalizados sobre coleta e uso de dados pessoais, apresentando-os aos visitantes dos seus sites. Dessa forma, os titulares dos dados podem facilmente autorizar ou não essa atividade, bem como autorizá-la parcialmente, de acordo com as intenções de usos apresentadas.

Como funciona o Consent Management Platform?

O software Consent Management Platform funciona por meio da coleta, gestão de consentimento e processamento de dados pessoais. Para isso, o CMP contempla todos os canais de coleta da empresa que podem ser usados pelos clientes, a exemplo de sites, aplicativos, pontos de vendas, entre outros relacionados.

Uma das propostas desse software é funcionar como um banco de dados seguro, que poderá ser usado pela companhia como fonte única e precisa de consulta. Somado a isso, o CMP também facilita a remoção da permissão por parte do usuário, tão logo ele considere essa revogação pertinente.



Quais são as principais vantagens do Consent Management Platform?

Entre as principais vantagens do Consent Management Platform, está a otimização do recolhimento dos consentimentos e a melhoria da gestão dos dados coletados.

Somado a esses benefícios, o CMP ajuda a:

  • melhorar a experiência dos usuários, facilitando a autorização da coleta e uso de dados;

  • conferir mais transparência na gestão de dados da companhia;

  • aprimorar estratégias, tais como as voltadas para vendas e marketing, por conta do recolhimento dinâmico e preciso de dados pessoais.

Entretanto, um dos pontos mais importantes com o qual esse software contribui é o cumprimento do determinado pela LGPD, Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, Lei n° 13.709 de 14 de agosto de 2018.

Apenas para relembrar, essa lei dá as diretrizes sobre como as empresas devem tratar os dados pessoais recolhidos, inclusive nos meios digitais, de pessoas físicas e jurídicas, tanto de direito público quanto de direito privado.

O objetivo é garantir a proteção dos direitos fundamentais de liberdade e privacidade, além do livre desenvolvimento da personalidade da pessoa natural.

Sobre essa lei e potencial impacto no seu negócio, não deixe de ler o artigo: "LGPD nas empresas: o guia completo sobre o polêmico tema"


Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.


Por que pedir consentimento dos fornecedores?

Pedir consentimento dos fornecedores para coletar, guardar e tratar os dados apresentados segue a mesma linha de importância de realizar essa atividade junto aos clientes.

Quanto a isso, lembre-se que a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais cita pessoas físicas e pessoas jurídicas. Por esse motivo, esse cumprimento se estende também ao cadastro de fornecedores do seu negócio.

Para entender melhor essa dinâmica, pense no volume de informações que são coletadas, por exemplo, durante o processo de homologação. A fim de garantir a transparência e credibilidade do seu negócio, é fundamental lidar com todos esses dados corretamente, respeitando os limites estipulados pelos titulares.

Outro ponto importante sobre as razões pelas quais você deve pedir o consentimento dos fornecedores é que essa conduta é uma forma de manter sua empresa em compliance, visto que estará atendendo a uma importante lei.

Como resultado, o nível de confiabilidade aumenta, contribuindo para aprimorar o relacionamento com os fornecedores do seu negócio e, com isso, gerar parcerias mais sólidas que favorecem o crescimento e o sucesso da sua empresa.

Não deixe de ler este artigo: "Relacionamento estratégico com fornecedores: como construir um sólido?"

Quais outras ferramentas ajudam a aprimorar a gestão de fornecedores da sua empresa?

Além do CMP, que agiliza o processo de coleta e gestão de dados pessoais e o atendimento à LGPD, existem vários outros softwares que ajudam a aprimorar a gestão de fornecedores do seu negócio.

Por exemplo, o Linkana ESG Rating é uma funcionalidade da Linkana voltada para análise automática de riscos de indicadores ESG.

No vídeo abaixo, com Leo Cavalcanti, você confere mais detalhes do funcionamento do Linkana ESG Rating!

https://www.youtube.com/watch?v=T1DmQi-JmKQ&t=1s

Achou interessante e quer levar todas as ferramentas para sua empresa? Então, preencha agora mesmo o formulário abaixo!


Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market