O que é risco sacado? Conheça as vantagens para as empresas!

Você sabia que a sua empresa também pode oferecer acesso ao crédito para fornecedores? E ainda com melhores condições encontradas em empréstimos bancários? Para entender melhor, você precisa aprender o que é risco sacado e como ele funciona.

As vantagens do risco sacado são muitas. Empresas compradoras e fornecedoras podem se beneficiar ao realizar esse tipo de operação. Mas, para que ela seja feita corretamente, é necessário compreender o assunto mais profundamente. 

Afinal, a transação de risco sacado pode ser feita por meio da sua empresa ou de instituições financeiras. Continue a leitura e entenda melhor!

O que é risco sacado?

A modalidade de antecipação, conhecida como risco sacado, é quando o fornecedor recebe antes o pagamento de seus produtos ou serviços vendidos. Essa antecipação pode ser feita pela empresa contratante ou por instituições financeiras em geral, como bancos e fintechs.

Se o prazo de pagamento de uma negociação foi acordado em 30 ou 90 dias, o fornecedor pode pedir o risco sacado. Ou seja, a antecipação de seu pagamento mediante uma taxa de juros mais barata, que não impacte o negócio.

O risco sacado também pode ser encontrado no mercado pelos termos como confirming, forfait, desconto de recebíveis, desconto de títulos, antecipação a fornecedores, entre outros.

Como funciona o risco sacado?

Para entender o que é risco sacado na prática, é preciso conhecer a sua dinâmica e suas formas de operação. Afinal, essa transação pode ser realizada de duas maneiras: por meio de bancos ou pelo próprio sacado (empresa compradora).

O processo funciona, geralmente, com quatro agentes participantes:

  • o cedente (fornecedor);
  • o sacado (comprador);
  • a fonte financiadora (que pode ser instituição financeira ou o comprador);
  • o sistema operacional que facilita e permite a transação.

Para melhor compreensão sobre o que é risco sacado e como ele funciona, separamos um passo a passo para as duas formas de empréstimos dessa modalidade acontecerem. Entenda mais a seguir.

Risco sacado com capital de instituições financeiras

  1. envio da nota fiscal do cedente (fornecedor) para o sacado (comprador);
  2. emissão do compromisso a pagar do sacado para o sistema de antecipação ou seu próprio banco;
  3. simulação/contratação da antecipação pelo fornecedor (cedente);
  4. aprovação da solicitação feita às instituições financeiras;
  5. depósito do pagamento ao fornecedor (cedente) com desconto das taxas cobradas;
  6. na data de vencimento da nota fiscal, pagamento do sacado às instituições financeiras que anteciparam o capital ao fornecedor.

Risco sacado com capital do comprador (mesa própria)

  1. envio das notas fiscais programadas do fornecedor (cedente) ao comprador (sacado);
  2. emissão do compromisso a pagar do sacado para o sistema de antecipação;
  3. simulação/contratação da antecipação pelo fornecedor (cedente);
  4. aprovação da solicitação feita ao sacado (comprador);
  5. realização do pagamento do sacado ao cedente.

Na prática, o risco sacado só pode ser pedido pelo fornecedor quando há produto ou serviço entregue ou prestado e quando a nota fiscal está performada.

Continue lendo: Conheça 4 riscos criminais e operacionais de comprar sem nota fiscal

Por que usar o caixa da empresa para risco sacado?

Ao realizar a antecipação de pagamento ao seu fornecedor, a companhia garante uma rentabilidade para o seu caixa por meio da taxa cobrada.

Mesmo essa tarifa sendo mais baixa que as feitas em empréstimos bancários, a organização consegue um retorno maior do que algumas opções de investimento em renda fixa, por exemplo.

Além disso, quando se entende o que é risco sacado e como ele funciona, percebe-se que essa operação não apresenta riscos ou possibilidade de perdas. Afinal, a empresa está apenas antecipando um pagamento que deverá ser realizado no futuro.

Quais são as vantagens do risco sacado?

Como dissemos mais acima, essa transação traz muitos benefícios aos compradores e também aos fornecedores. Ao explicarmos o que é risco sacado já pode-se deduzir algumas conveniências oferecidas por essa modalidade, certo?

Mas, para que você entenda ainda melhor, separamos aqui as principais vantagens do risco sacado.

Benefícios para o comprador (sacado)

Normalmente realizada 100% online, o fornecimento dessa operação de crédito estreita ainda mais a relação com o seu fornecedor. Ela gera um vínculo de confiança, compromisso e credibilidade ainda maior.

Além do que, ao receber uma taxa de juros por essa antecipação de recursos, a empresa está rentabilizando o caixa, sem precisar de muitos esforços para isso.

Caso o risco sacado seja feito por intermédio de um banco ou outra organização financeira, a empresa compradora pode prolongar pagamentos. Ou seja, ela paga o valor apenas na data de vencimento da nota fiscal.

Com isso, o sacado alivia seu fluxo de caixa e consegue se organizar melhor e cumprir suas obrigações financeiras. E mais: o comprador pode ainda aumentar os prazos de pagamento. Afinal, o cedente irá receber o pagamento antecipado e você terá mais tempo para transferir os recursos.

Veja mais vantagens do risco sacado aos compradores:

  • possibilidade de negociar descontos com pagamentos à vista;
  • autonomia para selecionar quais os fornecedores poderão receber essa antecipação.

Leia mais: Qual a importância da gestão de fornecedores no crescimento de empresas?

Benefícios para o cedente (fornecedor)

Compreender o que é risco sacado também beneficia os fornecedores. Isto é, eles podem escolher se querem receber seu pagamento adiantado para quitar dívidas, melhorar o capital de giro, fazer investimentos ou pagar corretamente seus funcionários e parceiros.

Tudo isso por meio de um empréstimo com taxas únicas, mais acessíveis e atrativas, com isenção de IOF e de aprovação de crédito individualizado. E mais:

  • dinheiro depositado no mesmo dia;
  • melhora do poder de negociação;
  • sem riscos e satisfação sobre o uso dos recursos;
  • redução de dívidas com o banco.

Risco sacado x adiantamento a fornecedores

Ao ler este artigo sobre o que é risco sacado e como ele funciona, você pode ter pensado “mas qual é a diferença entre essa operação e o adiantamento a fornecedores?”.

Para que não fique nenhuma dúvida, destacamos aqui que são processos completamente diferentes. Porque o adiantamento é uma escolha da empresa (sacado), caso ela deseje pagar o seu fornecedor antes do prazo de vencimento. Ou seja, é ela quem decide quando efetuará o pagamento.

Já no caso do risco sacado, essa escolha é do fornecedor (cedente). Ele é quem decide se quer antecipar o pagamento do produto ou do serviço, sabendo que terá tarifas cobradas nessa transação.

Ou seja, aprender o que é risco sacado, como ele acontece na prática e quais são suas vantagens, pode gerar ganhos às empresas compradoras e ajudar os fornecedores a continuarem a investir em seus negócios, sem precisar se endividar ainda mais por isso.

Se você deseja melhorar e simplificar a gestão de fornecedores da sua empresa, preencha o formulário abaixo para saber mais!

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.
logo linkana

Ferramenta

Consulta de CNPJ

Encontre o CNPJ e mais 10 outros dados de fornecedores em segundos.

logo linkana

Podcast

Procurement Hero

Líderes e referências do mercado de procurement batem um papo sobre tecnologia, dados e tendências.

logo linkana

Ebook

Gestão de Fornecedores

Descubra como fazer um gestão de fornecedores inteligente e guiada por dados na sua empresa!