Resources

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores

Conheça 6 das principais tecnologias utilizadas na cadeia de suprimentos

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

August 28, 2020

August 28, 2020

August 28, 2020

A cadeia de suprimentos está passando por uma evolução.

Com problemas como a dependência de formulário impressos à falta de dados em tempo real e o tempo de resposta de recalls em indústrias como a alimentícia, as empresas estão cada vez mais empenhadas em encontrar soluções que ajudem a aprimorar processos e mitigar erros - e as tecnologias estão cada vez mais focadas em oferecer esse apoio através de novas capacidades digitais.

A automação tem sido um caminho cada vez mais utilizado pelas instituições por causa da quantidade de recursos oferecidos no mercado atualmente. Por isso, neste artigo, vamos abordar o que é a cadeia de suprimentos 4.0 e algumas das tecnologias utilizadas na cadeia de suprimentos que tem demonstrado bons resultados nas operações.

O que é cadeia de suprimentos 4.0?

A cadeia de suprimentos 4.0 nada mais é que uma forma evoluída da “tradicional” supply chain. Quando falamos dessa cadeia, estamos relatando um processo adepto ao uso de softwares e ideias inovadoras para enfrentar os desafios existentes desde a produção até a entrega da mercadoria ao cliente.

Depois de vermos a chegada da indústria 4.0 e da logística 4.0, este é o momento em que a cadeia de suprimentos pode passar por transformações e automatizações de processos, substituindo antigas metodologias por outras mais eficientes e vantajosas.

Leia também: LGPD nas empresas: o guia completo sobre o polêmico tema

Quais são as tecnologias utilizadas na cadeia de suprimentos?

Agora que você sabe o que é a cadeia de suprimentos 4.0, podemos abordar algumas das tecnologias utilizadas na cadeia de suprimentos. Cada uma das possibilidades que citamos abaixo são opções que trazem eficiência para o caminho logístico, otimizando processos e mitigando comuns erros.

1. Inteligência Artificial

Não há dúvidas que atualmente grande parte das importantes decisões tomadas por uma empresa são baseadas em informações estratégicas coletadas por softwares. Desde informações comerciais até dados de desempenho e estoques, todos são usados para formar uma base completa - e complexa - de informações que auxiliam gestores.

Em empresas que adotaram a Inteligência Artificial na cadeia de suprimentos, o uso desses dados pode se tornar ainda mais estratégico. Tecnologias que usam IA estão aptas a coletar e processar um enorme volume de dados, gerando intuições úteis, por exemplo, na reposição de estoque de matérias-primas e ajustes que podem ser feitos na variedade de produtos oferecidos aos compradores.

É por meio desse fluxo de informações na cadeia de suprimentos, por exemplo, que uma empresa pode perceber tendências e suprir demandas sazonais com a quantidade correta de produtos, sem desperdício.

2. Blockchain

Se você ainda não sabe o que é Blockchain, chegou a hora de conhecer! 

Uma tecnologia de registro distribuído, ela nada mais é que um banco de dados que usa a descentralização como medida de segurança, sem possibilidade de modificações das informações.

Na rotina de uma empresa, isso significa que todos os colaboradores envolvidos em um processo de entrega de uma mercadoria tenha acesso às mesmas informações de maneira segura, impactando a rapidez em que pedidos são liberados e direcionados para entrega.

Com essa transparência e segurança, as hipóteses de fraudes e erros nos processos se tornam ínfimas.

3. Internet das Coisas (IOT)

Mais um termo que chegou a hora de você conhecer se está buscando tecnologias utilizadas na cadeia de suprimentos: Internet das Coisas, ou Internet of Things (IOT).

Esse campo da tecnologia está voltado para objetos físicos que estão interconectados digitalmente por meio da internet, podendo reunir e transmitir dados. Já pensando na logística, esse termo passa a ter um I adicional de Indústria, chamando Industry Internet of Things (IIOT).

Seja na armazenagem, gestão do estoque, transporte e até mesmo no atendimento ao clientes, as possibilidades de uso dessa tecnologia são várias e o benefício em todos os casos? A otimização dos processos.

Nos próprios produtos é possível aplicar essa tecnologia, através de etiquetas inteligentes com uma tecnologia chamada RFID (Radio Frequency Identification). Por uma única leitura dessa identificação, é possível saber a localização, a data de entregas e outros dados importantes.

Confira abaixo um TED Talk que explica “sem mistérios” tudo sobre esse tipo de tecnologia:

https://www.youtube.com/watch?v=-EA9UBEahDY

4. Tecnologia em nuvem

Já conhecido pelo público, pode ser que a tecnologia em nuvem já seja até mesmo usada na sua empresa atualmente. Mas uma novidade chamada computação em nevoeiro é uma das principais inovações existentes no mercado atualmente para sua cadeia de suprimentos.


Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Consistindo na alocação do poder de processamento mais perto do limite da rede, ele permite que o fluxo de informações na cadeia de suprimentos seja transmitido rapidamente para uma “pré-nuvem” antes da nuvem. Com isso, os dados são registrados e atualizados com agilidade.

O armazenamento em nuvem também é uma ótima maneira de garantir a segurança dos seus arquivos e, inclusive, é utilizado pelo software da Linkana. Ele permite que documentos e informações importantes na automatização do processo de Compliance e governança de fornecedores fiquem seguros e com a melhor tecnologia disponível, acessíveis por qualquer usuário de sua organização.

5. Wearables

Você usa um relógio que tem acesso à internet? Então você está usando um wearable - e seus colaboradores da cadeia de suprimentos também podem se beneficiar deles!

Com o uso de relógios e óculos inteligentes, por exemplo, é possível realizar diversas atividades ao mesmo tempo, garantindo um maior dinamismo nos processos. Ademais, por estarem no corpo do colaborador, eles podem ser usados tanto dentro da empresa como também trabalhando externamente em alguma demanda, como em uma entrega.

Os exoesqueletos, que já são famosos em histórias de ficção científica, também tem chamado cada vez mais a atenção das instituições.

Por, teoricamente, permitir que o colaborador tenha uma força sobre-humana, ele permite que os esforços físicos sejam diminuídos e que o funcionário tenha maior resistência em tarefas cansativas - além de ajudar a preservar a saúde da pessoa.

Veja, neste vídeo do Canal Futura, uma explicação mais aprofundada sobre os wearables e como eles podem fazer parte da rotina das pessoas e das empresas:

https://www.youtube.com/watch?v=Qd0gZV_u8v0

6. RPA (Robotic Process Automation)

A RPA (Robotic Process Automation ou Robôs de Automação de Processos) é uma tecnologia que vem chamando a atenção. 

Com a finalidade de substituir tarefas que são repetitivas, de baixa importância e/ou operacionais dentro de uma empresa, ela “copia” as ações que uma pessoa realizaria em um computador.

Basta construir no software uma tarefa definindo a sequência de cliques e comandos que uma pessoa faria e o sistema repete os processos sozinho e independentemente.

Com ele em ação, os colaboradores podem focar em tarefas mais complexas no trabalho.

Entendeu a importância das tecnologias utilizadas na cadeia de suprimentos?

A presença de tecnologias na cadeia de suprimentos pode ser o diferencial que sua empresa buscava para reduzir custos, possibilitar uma maior produtividade aos colaboradores e tornar os processos dinâmicos e eficientes.

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market