Resources

Gestão de riscos

Gestão de riscos

Gestão de riscos

Selo Pró-Ética: qual a importância na gestão de fornecedores?

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

Written byLeo Cavalcanti

May 16, 2023

May 16, 2023

May 16, 2023

O selo Pró-Ética é uma comprovação de que a empresa que o detém adota boas práticas voltadas para a prevenção e detecção de fraudes e corrupção, bem como conta com medidas punitivas a serem aplicadas mediante a constatação dessas ações.

A criação desse selo partiu do entendimento de que crimes desse tipo não estão restritos ao poder público. Desse modo, se o objetivo for a construção de um ambiente corporativo nacional mais ético, transparente e íntegro, é fundamental que haja conscientização e o envolvimento do setor privado.

Trazendo esse contexto para a gestão de fornecedores, fica fácil entender que lidar com empresas fornecedoras que possuem essa certificação ajuda a mitigar riscos para o seu negócio.

Afinal, se o fornecedor foi devidamente atestado com o selo Pró-Ética, isso significa que ações fraudulentas e corruptas não fazem parte da sua dinâmica. Logo, há menos riscos reputacionais, de imagem, jurídico, financeiro, entre outros, para ele e para seus contratantes.

Porém, como saber se a empresa fornecedora que pretende contratar conta com esse selo? Qual o processo para a obtenção desse documento? Quais as vantagens de ter fornecedores com esse tipo de atestado na sua rede de abastecimento?

Confira agora, neste artigo, as respostas para essas e outras perguntas sobre o tema.

O que é o selo Pró-Ética?

O selo Pró-Ética é uma iniciativa que tem por objetivo fomentar a adoção voluntária, pelas empresas, de práticas que ajudem a combater crimes de fraude e corrupção no ambiente corporativo nacional.

Esse tipo de atestado de idoneidade empresarial é uma iniciativa pioneira na América Latina, criado em 9 de dezembro de 2010 durante as comemorações do Dia Internacional de Combate à Corrupção.

Na ocasião, a parceria entre a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social deu origem ao Cadastro Empresa Pró-Ética.

As empresas que cumprem os requisitos desse cadastro recebem o selo de reconhecimento público, comprovando seu comprometimento com a implementação de medidas em favor da prevenção, detecção e correção de atos fraudulentos e corruptos.

Aqui, vale destacar que o Pró-Ética recebeu uma série de reconhecimentos internacionais por conta da sua proposta e objetivo. 

A OEA, Organização dos Estados Americanos; a OECD, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico; e a UNODC, United Nations Office on Drugs and Crime, foram algumas das entidades que proferiram reconhecimento.

Modernize your supplier management today

Fill out the form below and discover the most complete and integrated SRM platform in Brazil.

Como conseguir o selo Pró-Ética? 

Para conseguir o selo Pró-Ética, a empresa precisa se cadastrar no Sistema de Avaliação e Monitoramento de Programas de Integridade (SAMPI), da Controladoria-Geral da União.

Ao acessar o sistema, o passo seguinte consiste no preenchimento de cadastro com informações sobre o perfil do negócio e sua conformidade. 

Também é preciso enviar uma série de documentos que comprovem as informações fornecidas, tais como:


  • códigos de ética implementados;


  • treinamentos e comunicados transmitidos aos funcionários;


  • diligências para contratação e supervisão de terceiros, entre outros.


Etapas do processo de avaliação Pró-Ética

De acordo com as orientações apresentadas no portal da CGU, o processo de avaliação para obtenção do selo contempla as seguintes análises:


1. cumprimento dos requisitos de admissibilidade, que são:



  • responder por completo o formulário de perfil e de conformidade;


  • enviar o formulário no prazo estipulado;


  • comprovar as informações por meio de documentos;


  • ter e apresentar certificado de regularidade fiscal (Receita Federal e Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional);


  • ter e apresentar certificado de regularidade de FGTS;


  • ter e apresentar certidão de inexistência de débitos trabalhistas;


  • não constar no Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (CEIS), Cadastro Nacional de Empresas Punidas (CNEP), e/ou no Cadastro de Entidades Privadas Sem Fins Lucrativos Impedidas (Cepim);


  • participar do pacto empresarial "Empresa Limpa'’;



  • não estar participando de acordos e negociações inerentes à Lei Anticorrupção (Lei n° 12.846/2013);


  • ter já criada uma área responsável pelo programa de integridade;


  • ter publicado no site da empresa código de ética ou documento equivalente, no nosso idioma;


  • ter disponível no site da empresa canal de denúncia via internet.


2. preenchimento correto e completo do formulário de perfil, no qual constam perguntas sobre:



  • setor de atuação da empresa;


  • estrutura;


  • tipo de relação com a administração pública, entre outras;


3. preenchimento correto e completo do formulário de conformidade, respondendo questionamentos voltados para dez áreas:



  • código de ética, política e procedimentos de integridade; 


  • setor interno responsável pela aplicação do programa de integridade e gestão de riscos; 


  • treinamentos e ações de comunicação sobre o programa de integridade para os funcionários; 


  • diligências para contratação e supervisão de terceiros e/ou para aquisições e fusões societárias; 


  • oferta de canais de denúncia, remediação e medidas disciplinares voltadas para fraudes e corrupção; 


  • existência de monitoramento do programa de integridade, de responsabilidade social e transparência;


  • controles para assegurar a clareza e precisão dos registros contábeis, relatórios e demonstrações financeiras; 


  • nível de comprometimento da alta direção da empresa.


4. pontuação: sendo 70 pontos o mínimo necessário para a empresa ser habilitada pelo Pró-Ética, mais o mínimo de 40% de aproveitamento em todas as áreas dos questionários, considerando que cada critério recebe a seguinte pontuação máxima:


  • comprometimento da alta direção: 13 pontos;


  • existência de instância interna pelo programa de integridade: 12 pontos;


  • gestão de riscos voltado para integridade: 10 pontos;


  • política e procedimentos de integridade e código de ética: 19 pontos;


  • treinamentos e ações de comunicação: 12 pontos;


  • garantia de clareza e transparência de registros contábeis e financeiros: 5 pontos;


  • diligências para terceiros e fusões: 10 pontos;


  • canais de denúncia, medidas disciplinares e remediações: 11 pontos;


  • monitoramento do programa de integridade: 4 pontos;


  • responsabilidade social e transparência: 4 pontos.


Qual a importância do selo Pró-Ética na gestão de fornecedores?

Certificações e selos como o Pró-Ética são uma importante ferramenta para ajudar a mitigar os riscos característicos da contratação de fornecedores.

Como foi possível ver, os critérios e as regras para conseguir esse selo, especificamente, são bastante rígidos. 

Apenas para você ter uma ideia da dificuldade de obter a aprovação Pró-Ética, dados das CGU mostram que, entre as empresas que tentaram a habilitação no programa 2020-2021, somente 67 foram aprovadas, em um universo no qual 327 solicitaram acesso ao sistema.

Dessas, 256 enviaram o questionário preenchido completamente e 195 cumpriram os requisitos de admissibilidade e foram avaliadas. Porém, nem todas alcançaram a quantidade de pontos necessários para a aprovação.

Mas quando uma empresa fornecedora consegue atender padrões tão delimitados como esses, ela comprova que realmente está comprometida com boas práticas e medidas para impedir e eliminar corrupção e fraudes em suas atividades.

Dessa forma, seus contratantes também ficam livres de sentirem o reflexo de problemas reputacionais, jurídicos, financeiros, entre outros, que podem afetar seriamente o fluxo de abastecimento.

Como verificar se uma empresa tem o selo Pró-Ética?

A melhor maneira de verificar se uma empresa fornecedora tem esse selo, ou outras certificações, é por meio da uma análise automática dos documentos apresentados. Quanto a isso, a Linkana pode ajudar você!

O sistema de gestão de fornecedores da Linkana conta com a funcionalidade "verificações automáticas", solução que automatiza e valida a coleta de dados e documentações.

Com isso, o tempo de análise de documentos, levantamento e apuração de pendências e monitoramento de informações enviadas pelos fornecedores acontece em bem menos tempo, elevando a produtividade do time de compras e procurement.

Além disso, somente o nosso sistema resolve um dos maiores problemas desse setor, que é a ausência de uma base de dados de fornecedores compartilhada.

Isso é possível porque a Linkana é a primeira fundação de dados de fornecedores compartilhada do Brasil. Nossa base de dados de perfis universais de fornecedores permite que compradores busquem, analisem e homologuem fornecedores em alguns cliques. 

Com isso, aceleramos radicalmente processos de onboarding, de análise e de monitoramento de fornecedores — graças aos dados dos fornecedores já preenchidos por eles ou por outra empresa —, permitindo o uso de dados e insights compartilhados entre as maiores corporações do nosso país.

Quer mais detalhes sobre o que nosso sistema tem a oferecer para sua empresa? Então converse agora com um de nossos especialistas. Basta preencher o formulário abaixo!

Radically optimize your supplier management

Sign up below and discover how to reduce supplier registration and approval time by up to 80%.

OTHER CONTENTS

Discover more news and trends in the procurement market