Aprenda as 5 principais diferenças entre a cadeia produtiva e a cadeia de suprimentos

Processos de produção e venda de produtos que são gerenciados de maneira estratégica, podem fornecer uma melhor experiência ao cliente e maiores lucros para a empresa. Mas para colocar isso em prática, é preciso primeiro entender a diferença entre cadeia produtiva e cadeia de suprimentos.

Ambas são responsáveis por fornecer um produto de qualidade em um tempo ágil para o consumidor final, mas possuem distinções que são importantes de serem percebidas e avaliadas, para que os gestores tomem melhores decisões e saibam como atuar diante do mercado.

Apesar das diferenças entre a cadeia produtiva e a cadeia de suprimentos e de seus focos distintos, é essencial ter uma organização que controle o seu funcionamento para garantir a competitividade no mercado.

Saiba o que são e quais as principais diferenças entre a cadeia produtiva e a cadeia de suprimentos.

O que é a cadeia produtiva?

A cadeia produtiva é processo constituído por um conjunto de etapas ao longo das quais insumos são transformados em produtos finais e liberados para circulação no mercado. Em geral, é usada genericamente para denominar um setor da indústria.

Esse processo faz a ligação entre atividades econômicas que fazem circular insumos, máquinas, equipamentos, produtos intermediários, distribuição e comercialização de algum produto.

Para os estudiosos Alencar Bacarji, Rosemar Hall e Hélio Zanon, “a cadeia produtiva é uma rede constituída por diversos segmentos, que geram relações de força coletiva e que influenciam diretamente as estratégias mercadológicas e comerciais, assim como a tomada de decisão de cada um dos segmentos envolvidos”.

Ou seja, na cadeia produtiva estão envolvidas todas as etapas de produção e distribuição de um produto, na qual ao final um insumo (matéria-prima) sai transformado em uma mercadoria. 

Esses insumos se transformam por meio de máquinas e equipamentos, e então são distribuídos e comercializados. As etapas que formam a cadeia produtiva são:

  1. extração da matéria-prima, por meio da indústria extrativista
  2. transformação desse insumo em um produto, especialmente por meio das indústrias metalúrgicas e têxteis;
  3. distribuição do produto.

Essa cadeia produtiva pode ser considerada como o processo primário de uma organização, no qual as empresas são responsáveis por desenhar os processos, aperfeiçoá-los e controlar o desempenho.

Por meio dela, um conjunto de atores interagem ao longo de um processo produtivo, desde o planejamento e o design do produto até a entrega final ao consumidor.

Também são estabelecidas relações comerciais e financeiras em um fluxo de troca entre empresas e clientes.

Entenda melhor o que é uma cadeia produtiva por meio dos exemplos demonstrados pela Associação Brasileira do Agronegócio neste vídeo: 

O que é cadeia de suprimentos?

Por sua vez, a cadeia de suprimentos envolve várias empresas com o intuito de realizar as atividades de um fluxo produtivo, que inclui:

  • desenhar um produto ou serviço;
  • obter a matéria-prima necessária;
  • produzir a mercadoria;
  • distribuí-la;
  • vendê-la; 
  • entregá-la ao consumidor.

Tudo isso é feito para uma companhia específica e que é central na cadeia de suprimentos. No entanto, para ser colocado em prática, esse processo acaba abrangendo organizações de diversos setores, com o foco na transformação e produção de um produto.

Na cadeia de suprimentos, existe a figura da empresa central que exerce a coordenação das atividades e dos setores, colocando em prática um fluxo de informações de feedback bilateral. As informações trocadas ajudam o gestor a tomar decisões e melhorar o desempenho dos negócios.  

Por meio da gestão da cadeia de suprimentos (supply chain management), a empresa central integra os processos necessários, desde o fornecedor original até o cliente, de maneira a agregar valor ao consumidor final.

Ela também é responsável por administrar o conjunto de fornecedores, produtores, distribuidores, transportadores e varejistas para produzir e vender produtos.

Esse gerenciamento é crucial para que o gestor coloque em prática um processo eficiente, de baixo custo, confiável e para que obtenha sucesso.

Um gerenciamento adequado também diminui os riscos envolvidos na cadeia de suprimentos, reduz os custos e aumenta os lucros da empresa. Para isso, são utilizados sistemas de controle que garantem a organização dos processos e que tudo está sendo feito da melhor maneira possível.

Para o estudioso Berkowitz e seus colegas a cadeia de suprimentos é: “uma sequência de empresas que desempenham as atividades necessárias para distribuir um bem ou serviço   para os consumidores finais ou usuários industriais”.

Por lidar com a transformação de um produto, ela pode dar a impressão de ser similar à cadeia produtiva, mas ambas têm importantes distinções. 

Quer saber mais sobre o que é a cadeia de suprimentos? Confira o vídeo abaixo: 

Quais são as principais diferenças entre a cadeia produtiva e a cadeia de suprimentos?

As principais diferenças entre a cadeia produtiva e a cadeia de suprimentos são as seguintes.

Cadeia produtiva:

  1. é mais ampla e engloba a cadeia de suprimentos;
  2. abarca diversas empresas, etapas e segmentos, sem ter necessariamente uma autoridade central;
  3. tem foco em processos macroeconômicos e mesoeconômicos;
  4. parte de produtos para analisar toda a cadeia;
  5. não se enfoca diretamente na tecnologia para análises.

Cadeia de suprimentos:

  1. é parte da cadeia produtiva;
  2. foca em um negócio específico da empresa central da cadeia; que coordena todo o negócio, desde a procura e relação com fornecedores até clientes;
  3. tem foco em um processo microeconômico;
  4. tem uma relação de poder direta;
  5. tecnologia é um dos pontos-chave de análise por meio da supply chain management para melhorar a cadeia de suprimentos;

Agora que você já sabe qual é a diferença da cadeia produtiva e da cadeia de suprimentos, é hora de utilizar estrategicamente o que aprendeu.

A sua empresa já utiliza a tecnologia para mitigar os riscos na cadeia de suprimentos? Conheça o software da Linkana de qualificação, homologação e cadastro de fornecedores. 

Com ele, a sua empresa reduzirá custos e atenuará  riscos de maneira simplificada e automatizada. Isso tornará o gerenciamento da sua cadeia de suprimentos ainda mais eficiente! Fale com um de nossos especialistas e veja como o seu negócio pode se beneficiar do nosso software. 

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.