O que é a ISO 26000 e qual a importância de aplicar na sua empresa

A responsabilidade social é um tema que vem crescendo muito dentro das empresas. Em 2020, segundo uma pesquisa Top Employers, 93% das organizações possuem programas definidos para toda corporação. Isso porque, as instituições possuem alto impacto tanto para a população quanto para o meio ambiente. 

De acordo com definições, responsabilidade social corporativa é quando uma empresa contribui voluntariamente para o meio ambiente e a sociedade. E também, está relacionada com as expectativas de consumidores, órgãos públicos e investidores perante os possíveis impactos da organização sobre a comunidade como um todo. 

Assim, surgiram leis, regulamentos, órgãos fiscais e normas que delimitam, apoiam e até supervisionam as consequências negativas das empresas com o intuito de reduzi-las. A ISO 26000 é uma norma regulamentadora que aponta diretrizes de responsabilidade social para instituições que desejam implementar programas efetivos. 

E é sobre a ISO 26000 que entraremos em detalhes, acompanhe e descubra porque implementar na sua empresa é uma decisão que corrobora com a sustentabilidade empresarial. 

ISO 26000: o que é?

A ISO 26000 é uma norma orientadora internacional, criada em 2010, pela International Organization for Standardization – ISO –  ou em português, Organização Internacional para Padronização. Apresenta diretrizes e recomendações para programas e boas práticas de responsabilidade social empresarial. 

Segundo a ISO 26000, ‘’ a responsabilidade social se expressa pelo desejo e pelo propósito das organizações em incorporarem considerações socioambientais em seus processos decisórios e a responsabilizar-se pelos impactos de suas decisões e atividades na sociedade e no meio ambiente.’’ 

Trata-se de uma norma não obrigatória indicada para todo tipo de empresa com foco em organizações que desejam implementar programas sustentáveis. É uma norma que, ao ser implementada, auxilia no indicador de sustentabilidade social empresarial, trazendo mais responsabilidade e visibilidade para a empresa. 

Leia também: Sustentabilidade nas corporações: porque se preocupar com o assunto

Quais temas são abordados na ISO 26000?

Os temas centrais apresentados na norma ISO 26000 podem ser tomados como base para desenvolver planos, processos e estratégias de sustentabilidade empresarial. Os pilares principais de sustentabilidade são apontados para que as empresas priorizem a implementação de boas práticas. 

Cada tema aborda assuntos diferentes perante a responsabilidade social da empresa, ou seja, é uma forma de direcionar as tomadas de ações perante aquele pilar específico. 

  • Governança organizacional: trata de processos e estruturas para tomada de decisão, delegação de poder e controle organizacional. Propõe diretrizes para que a empresa incorpore os princípios de responsabilidade social nas ações cotidianas. 
  • Direitos humanos: orienta sobre riscos aos direitos humanos, direitos civis, políticos, econômicos sociais e culturais. Aborda discriminação e grupos vulneráveis além de principios e direitos fundamentais do trabalho.
  • Práticas do trabalhistas: refere-se a trabalho direto, terceirizado e autônomo. Inclui diretrizes sobre condições de trabalho, proteção social, saúde e segurança no trabalho e também treinamento trabalhista. 
  • Meio ambiente: direciona para prevenção da poluição, uso sustentável de recursos, proteção do meio ambiente e da biodiversidade. Além de auxiliar na prevenção de mudanças climáticas. 
  • Práticas leais de operação: apresenta políticas anticorrupção, envolvimento político responsável, práticas de concorrência leal além de promover a responsabilidade social na cadeia de valor e respeito aos direitos de propriedade.
  • Questões de consumo: uso do marketing leal, informações verdadeiras e proteção do consumidor. Consumo sustentável, proteção de dados do consumidor e resolução de problemas envolvendo clientes. 
  • Envolvimento comunitário e desenvolvimento: faz referência ao envolvimento da comunidade, seja por educação e cultura ou até mesmo geração de empregos e capacitação.

A importância de aplicar ISO 26000 na sua empresa 

A ISO 26000 não é de certificação, apenas de orientação, portanto sua importância pode ser mal compreendida. Um dos principais valores da norma é tratar de responsabilidade social e isso pode ser refletido na empresa para com os colaboradores, fornecedores, sócios, compradores, clientes, comunidade e meio ambiente. 

Portanto, a partir das diretrizes para responsabilidade social toda e qualquer política ou prática da empresa pode ser elaborada, incluindo os aspectos de governança corporativa, tornando a corporação mais ética, transparente e responsável. Além disso, ainda é possível se apoiar nos 7 princípios da responsabilidade social, veja como se adequar a ISO 26000 a partir deles.

7 princípios da responsabilidade social 

Conheça os 7 pilares da ISO 26000 e assim entenda como adequar sua empresa.

  1. Accountability

Ato empresarial de prestar contas e se responsabilizar pelas suas ações, a empresa deve responder sobre os impactos causados na sociedade, economia e meio ambiente.

  1. Transparência

Fornecer às partes interessadas todas as informações que podem afetá-las de forma clara, compreensível e acessível. 

  1. Comportamento ético

Agir de forma correta de acordo com valores de honestidade, equidade e integridade perante as pessoas e natureza.

  1. Respeito pelos interesses das partes interessadas (Stakeholders)

Ouvir, considerar, respeitar e responder aos interesses das pessoas ou grupo de pessoas que têm direito na participação da empresa ou por ela pode ser afetado.

Resultados impressionantes através da automação de processos
Descubra como a Nivea, a Mitre e outras grandes empresas revolucionaram seus processos de gestão de fornecedores com a plataforma da Linkana.
  1. Respeito pelo Estado de Direito

Cumprir integralmente as leis do local em que a organização está operando. Tem-se este como princípio principal.

  1. Respeito pelas Normas Internacionais de Comportamento

Adotar preceitos de tratados e acordos internacionais no que diz respeito à responsabilidade social, mesmo que não haja obrigação legal.

  1. Direito aos humanos

Entender e reconhecer a importância dos direitos humanos e cuidar para que as atividades da empresa não os fira direta ou indiretamente. 

Certamente que toda e qualquer organização que se dispõe a adequar-se perante aos pilares da responsabilidade social e torna os temas da ISO 26000 como princípio para a empresa torna sua imagem e práticas bem conceituadas perante a comunidade em geral. Mesmo que não obrigatória, a norma acrescenta pontos positivos para as instituições que se adaptam.

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.
logo linkana

Ferramenta

Consulta de CNPJ

Encontre o CNPJ e mais 10 outros dados de fornecedores em segundos.

logo linkana

Podcast

Procurement Hero

Líderes e referências do mercado de procurement batem um papo sobre tecnologia, dados e tendências.

logo linkana

Ebook

Gestão de Fornecedores

Descubra como fazer um gestão de fornecedores inteligente e guiada por dados na sua empresa!