Alvará da Vigilância Sanitária: impacto na gestão de parceiros

O alvará da Vigilância Sanitária é um documento que atesta que uma empresa cumpre padrões de segurança e de qualidade, a partir do atendimento a leis voltadas para a prevenção de riscos à saúde das pessoas.

O alvará é um dos mais importantes no que se refere à legalização de negócios que atuam no setor alimentício e de saúde. É ele que comprova que as atividades corporativas são realizadas em conformidade com as normas sanitárias.

A companhia detentora do alvará da Vigilância Sanitária se beneficia de diversas maneiras. Por exemplo, consegue melhorar a reputação da marca, proteger os consumidores e resguardar o negócio de autuações aplicadas pelos órgãos fiscalizadores.

Trazendo este panorama para a gestão de fornecedores da sua empresa, tenha em mente que contratar parceiros devidamente legalizados e que tenham o documento comprobatório de qualidade e compliance é uma forma de evitar vários riscos para o seu negócio.

Suponhamos que você precise de determinada matéria-prima para fabricar o produto alimentício que comercializa. Porém, o fornecedor do insumo não segue regras de higienização e acaba contaminando o insumo.

Ao inseri-lo na sua linha de produção, o alimento feito pela sua empresa é contaminado, gerando uma série de transtornos com os consumidores da marca.

Só aqui, já temos um sério risco reputacional e de queda de confiabilidade para ser resolvido, concorda? Sem falar de todos os prejuízos financeiros relacionados.

Por motivos como esse, se seu negócio faz parte do ramo alimentício ou de saúde, é fundamental ter o alvará da Vigilância Sanitária, e somente contratar fornecedores que também tenham o documento.

Neste artigo, falaremos todos os detalhes sobre o licenciamento sanitário. Siga a leitura e fique por dentro desse importante assunto.

O que é alvará da Vigilância Sanitária? 

O alvará da Vigilância Sanitária é um documento comprobatório de qualidade e segurança atribuído a empresas que seguem normas e leis definidas pelo órgão fiscalizador. Busca garantir e preservar a saúde pública, sendo exigido pela ANVISA e integrando o grupo de documentos necessários para legalizar negócios de saúde e alimentos. 

Para as companhias conseguirem a permissão de funcionamento, é obrigatório o cumprimento de requisitos como:

  • higienização básica no local;
  • comprovação de ausência de riscos ao bem-estar das pessoas;
  • atendimento de padrões de qualidade relacionados aos processos de fabricação, manuseio, armazenamento e transporte de produtos e materiais;
  • entre outros pontos relacionados.

Dica! Não deixe de ler este artigo: “Como fazer a consulta do alvará de funcionamento pelo CNPJ da empresa?

Quem precisa de licença da Vigilância Sanitária? 

Como comentamos, a licença da Vigilância Sanitária, como também pode ser chamado o alvará, é obrigatória para empresas do setor alimentício e de saúde.

Nesse grupo, estão incluídos, por exemplo, estabelecimentos enquadrados como:

  • restaurantes;
  • lanchonetes;
  • padarias;
  • confeitarias;
  • mercearias;
  • supermercados;
  • clínicas e hospitais;
  • drogarias e farmácias;
  • pousadas e hotéis que oferecem serviços de alimentação;
  • creches e escolas;
  • salões de beleza;
  • centros esportivos e academias;
  • indústrias de bebidas, alimentos e farmacêuticas.

Não deixe de ler: “Como encontrar fornecedores para a indústria farmacêutica? Confira!

Como obter o alvará da Vigilância Sanitária? 

O alvará da Vigilância Sanitária é um documento municipal. Isso significa que, para obtê-lo, é preciso comparecer, ou acessar virtualmente, na sede da Vigilância Sanitária da cidade onde a empresa está localizada.

Por conta dessa característica, a tendência é o fluxo de emissão de licenciamento sanitário ser diferente entre um município e outro. Porém, em linha gerais, o passo a passo para solicitar o alvará é:

  1. realizar uma pesquisa inicial, a fim de entender as normas e os regulamentos específicos para a empresa, bem como descobrir quais são as documentações necessárias para iniciar o processo;
  1. elaborar o projeto: consiste na elaboração de um projeto detalhado, que contemple toda as exigências da Vigilância Sanitária e quais medidas serão adotadas para atendê-las;
  1. solicitar o alvará: com o projeto concluído, o passo seguinte é apresentá-lo à Vigilância Sanitária, juntamente com os demais documentos exigidos;
  1. passar pela inspeção técnica: que consiste no comparecimento dos fiscais da Vigilância Sanitária na empresa para confirmar se as normas e legislações foram cumpridas;
  1. adequar os pontos de melhoria: caso os fiscais tenham apontado irregularidades ou ajustes que precisam ser realizados para a emissão do alvará;
  1. revisar a documentação: com as adequações feitas, o passo seguinte consiste em revisar a documentação e checar se todos os pedidos anteriores foram devidamente atendidos;
  1. receber o alvará: com todos os passos anteriores concluídos e aprovados, o alvará é emitido pela Vigilância Sanitária, comprovando que a empresa está em conformidade com as normas e legislações vigentes.

Aqui, vale destacar que a licença da Vigilância Sanitária tem prazo de validade, que varia de acordo o segmento e as atividades exercidas. Por isso, é fundamental renovar o documento, a fim de manter a companhia devidamente legalizada.

eBook
Avaliação de Desempenho de Fornecedores
Aprenda quais os tipos de análise, os principais indicadores que você deve acompanhar e como fazer a avaliação de desempenho dos seus fornecedores.

Quais os impactos do alvará na cadeia de fornecedores?

Uma empresa que não tem a licença da Vigilância Sanitária, ou que está com a permissão vencida, está passível de penalidades como:

  • advertência;
  • multa;
  • apreensão ou inutilização dos produtos;
  • interdição;
  • suspensão das vendas;
  • cancelamento do registro do produto;
  • entre outras de acordo com a atuação.

Considerando as punições, imagine que um dos seus fornecedores foi autuado pelos fiscais da Vigilância Sanitária e teve toda a matéria-prima que entregaria para sua empresa apreendida.

Listando, brevemente, alguns dos problemas que seu negócio pode ter de enfrentar por conta desse cenário, temos:

  • atraso no fluxo produtivo;
  • descumprimento dos prazos de entrega acordados com o cliente final;
  • necessidade de buscar, em caráter de urgência, um novo fornecedor para suprir a demanda.

Certamente, sua empresa será impactada com prejuízos financeiros, de imagem e de relacionamento com o cliente — isso relatando o mínimo.

Por todos esses motivos é que a verificação do licenciamento sanitário pode afetar a cadeia de abastecimento da sua empresa. 

Como verificar se um fornecedor tem licença da Vigilância Sanitária?

Para verificar se um fornecedor tem licença da Vigilância Sanitária, você pode consultar o órgão emissor da cidade onde a empresa está localizada. Dependendo da região, o trâmite pode ser feito via internet.

Também é possível, durante o processo de homologação, solicitar que a empresa fornecedora apresente o licenciamento sanitário — confirmando se está na validade.

Porém, esse é apenas mais um dos diversos documentos que precisam ser avaliados para mitigar os riscos característicos da contratação. 

E, como você deve saber, fazer o processo de verificação manualmente aumenta as chances de erros, além de exigir muito tempo e atenção dos profissionais de compras e procurement

Por isso, a melhor maneira de melhorar e otimizar a gestão de fornecedores da sua empresa é contando com ajuda da tecnologia, por meio de um sistema próprio para esse gerenciamento, como o oferecido pela Linkana!

Como a Linkana pode a ajudar a gerir melhor licenças e alvarás sanitários de fornecedores da sua empresa?

A Linkana é a primeira fundação de dados de fornecedores compartilhada do Brasil. Nossa base de dados de perfis universais de fornecedores permite que compradores analisem e homologuem fornecedores em alguns cliques. 

O Linkana ESG Rating, por exemplo, é uma ferramenta de classificação automática, que avalia os riscos ambientais, sociais e de governança de um fornecedor a partir de informações relacionadas ao CNPJ dessa empresa, inclusive licenças e alvarás.

O Linkana ESG Rating ajuda nas tomadas de decisão, bem como eleva a proteção ao seu negócio.

Assista a este vídeo com Leo Cavalcanti, CEO e cofundador da Linkana, e confira outros detalhes sobre o funcionamento do Linkana ESG Rating!

Achou interessante e quer a solução na sua empresa? Então preencha agora mesmo o formulário abaixo e converse com um dos nossos especialistas!

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.

Artigos Populares

Ebook

Diversidade de Fornecedores

Tenha acesso a um guia completo de como estruturar o seu programa de diversidade de fornecedores. Veja erros, acertos, cases de sucesso e boas práticas do mercado!

logo linkana

Podcast

Procurement Hero

Líderes e referências do mercado de procurement batem um papo sobre tecnologia, dados e tendências.

Teste
Descubra se você é um comprador do futuro!

Tenha acesso a um guia completo de como estruturar o seu programa de diversidade de fornecedores.Veja erros, acertos, cases de sucesso e boas práticas do mercado!

logo linkana

Ferramenta

Consulta de CNPJ

Encontre o CNPJ e mais 10 outros dados de fornecedores em segundos.

logo linkana

Ebook

Gestão de Fornecedores

Descubra como fazer um gestão de fornecedores inteligente e guiada por dados na sua empresa!