O que é background check: descubra o conceito, a importância para sua empresa e exemplos

Imagine essa situação: uma empresa de janelas abre uma concorrência para ter um novo fornecedor de vidros. Alguns terceiros se candidatam e informam seus preços. E agora, a empresa deve selecionar o que ofereceu a melhor proposta, ou existem outras etapas importantes que vem antes da assinatura de um contrato?

É importante conhecer essa empresa que fará parte da rotina do seu negócio e garantir que ela é segura e confiável. E é aí que entra o background check. Com ele, é possível verificar desde os antecedentes dos donos da empresa até informações comerciais e financeiras do negócio que se candidatou.

Mas será que realizar um background check é trabalhoso? Existem benefícios reais em fazer esse tipo de serviço? Continue a leitura para entender o que é background check, a sua importância e por que você deve começar a exercer essa prática no seu negócio hoje!

O que é o background check?

Você talvez já tenha ouvido o termo, comuns em filmes e séries americanas policiais, mas já imaginou que ele poderia fazer parte da rotina da sua empresa?

O processo, que pode ter seu nome traduzido como checagem de antecedentes, é responsável por procurar o maior número possível de informações sobre uma pessoa ou uma empresa para embasar a tomada de decisões.

Esse processo, que também está atrelado a práticas como Due Diligence, Know Your Client (KYC), Know Your Supplier (KYS), e Prevenção à Lavagem de Dinheiro (PLD), pode ser dividido em dois tipos diferentes:

O background check para pessoa física

Da mesma forma que exemplificamos no início do artigo a abertura de uma concorrência para um novo fornecedor, nesse caso imagine um processo seletivo para um gerente de marketing. 

Esse cargo estratégico e relevante merece um profissional confiável, por isso a equipe de Recursos Humanos pode fazer um background check a partir de dados como o número do CPF do candidato, levantando desde o histórico profissional, eventual passivo judicial e fiscal e até mesmo criminal. Os principais tipos de background check realizados são: 

  • De contratação
  • Financeiro
  • Criminal
  • De redes sociais
  • De integridade
  • De identidade
  • De crédito

Esse relatório pode ser o complemento ideal para o currículo apresentado pelo candidato, que dará ainda mais informações para ajudar o gestor em uma tomada de decisão.

O background check para pessoa jurídica

Já o exemplo que citamos no início do texto se encaixa nessa categoria. Para garantir uma parceria de negócios de sucesso, é importante saber a saúde financeira do negócio, situação fiscal, possíveis pedidos de falência, certidões e dados sobre os sócios.

Assim, é possível conhecer melhor seus novos parceiros e minimizar riscos para sua empresa.

Podem parecer muitas informações para serem levantadas e nem todas você acredita ser válido para o seu negócio. Sem problemas! Se você optar por adotar esse processo na sua empresa, avalie quais informações considera relevantes na execução desse negócio para ajudar na tomada de decisões.

Quais são as vantagens do background check?

Você já sabe tudo sobre o que é background check, mas ainda sim está com um pé atrás sobre a quantidade de trabalho que ele pode causar para as suas equipes. Vamos então conversar sobre as vantagens desse processo?

Gestão de riscos

Qualquer contrato que você assinar ou contratação que realizar terá algum risco. É impossível ter 100% de garantia sobre algo, mas o que é possível é buscar maneiras de mitigar esses riscos ao máximo.

E é aí que o background check pode ajudar. Muitas vezes pessoas e empresas com antecedentes duvidosos até mesmo buscam deliberadamente quem não realiza esse tipo de controle, portanto garanta que todos os seus funcionários estão aptos para os seus trabalhos e que os fornecedores são confiáveis.

Proteção à sua equipe atual

Ao contratar um novo funcionário, terceirizado ou parceiro, você não está colocando apenas sua empresa em risco, mas também todos os seus colaboradores. É trabalho da companhia zelar por aqueles que estão empenhados em exercer suas funções e essa falta de verificação coloca os colaboradores em risco desnecessariamente.

A verificação criminal, por mais extrema que possa parecer, garante que pessoas com antecedentes violentos ou com histórico de roubos, por exemplo, não sejam trazidas para o negócio. 

Inclusive, vale trazer os dados de uma pesquisa realizada pelo Ponemon Institute em 2018, que levantou que dos 3.269 ataques reportados em empresas, 64% foram causados por conta da negligência de colaboradores e 23% por causas criminosas. 

Além disso, 13% dos ataques envolveram roubos de credenciais, onde pessoas externas conseguiram acesso às informações particulares das empresas entrevistadas.

O cenário parece improvável, mas é como já afirmamos várias vezes nas nossas publicações: espere o melhor, mas esteja sempre preparado para o pior.

Compliance reputacional

Em tempos de Operação Lava-Jato, lista suja do trabalho escravo e crises ambientais, nenhuma empresa está disposta a sacrificar sua reputação. No vídeo abaixo, inclusive, é possível entender um pouco mais sobre as consequências quando uma empresa aparece na lista suja:

Com o avanço das políticas de combate à corrupção e o enrijecimento das exigências de conformidade operacional para questões mais sensíveis, é primordial realizar um background check em fornecedores para garantir que eles não estão envolvidos em algo que possa prejudicar a sua marca.

Nesse caso, a comprovação será através de declarações ou certidões, da ausência de Pessoas Politicamente Expostas (PEP) nas operações da empresa, além de consultas diversas em listas de sanções do Portal da Transparência, como o Cadastro de Empresas Inidôneas e Suspensas (Ceis) ou o Cadastro de Expulsões da Administração Federal (Ceaf).

E é para isso que existe a Linkana. Com essa solução de consultas e análises públicas de Compliance, é possível integrar a análise e controle de documentos privados nas rotinas de cadastro e qualificação das empresas.

A solução utiliza as melhores tecnologias em RPA e automação para homologar fornecedores, prestadores de serviços e parceiros de uma maneira simples, eficiente e segura.

Redução de perdas

Se o único motivo pelo qual você está receoso pela implementação de um processo de background check é o investimento necessário, você infelizmente (ou felizmente) está errado.

Some todos os valores que você gasta na contratação e na demissão de uma pessoa que publicava coisas negativas sobre sua empresa nas redes sociais.  

E quanto será que você gastaria na quebra de contrato com um fornecedor que os seus clientes descobriram que ele não implementou indicadores ESG na sua rotina, como a sustentabilidade na cadeia de suprimentos?

Inclusive, a importância desse olhar para os parceiros se tornou tema de discussões em todo o País após o mais recente caso Carrefour. Depois do assassinato de João Alberto Silveira Freitas, que foi espancado até a morte por dois seguranças na filial do grupo em Porto Alegre, a rede de supermercados optou por finalizar a terceirização dos serviços de segurança nos supermercados do grupo.

Portanto, não deixe de analisar os cenários negativos que sua empresa já acabou se deparando nos últimos anos pela falta de background check e avalie qual é a melhor decisão para o seu negócio.

O background check vem se tornando prioridade em muitas instituições – e não tem porquê não entrar na mira da sua. Investimentos em iniciativas que aumentam a segurança e diminuem os riscos trazem apenas benefícios para todos os envolvidos.

Por menor que seja a mudança que você realize no seu negócio, inicie essa jornada e comprove o resultado que ele traz para seu negócio.

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.