Linkana conquista ranking de melhores projetos de Supply Chain no Prêmio Inbrasc 2021

A Linkana, startup de gestão de fornecedores , ficou entre as três primeiras colocadas no Prêmio Inbrasc 2021 com seu projeto de Supply Chain. O prêmio, da Live University, contempla todo o setor de Compras e Supply do país e busca reconhecer:

  • os principais líderes do mercado;
  • os fornecedores que mais se destacaram;
  • os projetos inovadores que mais geraram resultados nas organizações;
  • os melhores projetos de alunos e ex-alunos da Inbrasc.

Para Leo Cavalcanti, fundador e CEO da Linkana, o Inbrasc é uma referência educacional no Brasil na área de Compras e Supply Chain. “Seus eventos sempre atraem bastante credibilidade e visibilidade para empresas e profissionais deste segmento, por isso decidimos participar”. 

Ele relata que o prêmio é bastante cobiçado, pois “conta com ampla participação e engajamento de todos os players do mercado, desde fornecedores, clientes, consultores e profissionais da educação. Por isso, estar entre os melhores do prêmio significa estar de fato entre os melhores do Brasil na sua categoria”.

De acordo com Alex Leite, diretor acadêmico da Live University, o Prêmio Inbrasc “vem reconhecer os profissionais pelos profissionais. São eles que enviam seus projetos, são profissionais que selecionam os finalistas, votam e premiam seus colegas e projetos. É um reconhecimento de quem entende”.

Leia também: Linkana se destaca em ranking TOP 100 Open Startups

Quais são as categorias do Prêmio Inbrasc?

O Prêmio Inbrasc aborda uma série de categorias dentro do mercado de Compras e Supply Chain, como:

  • profissional: olha para Diretores, Heads e VPs de Compras e Supply Chain de áreas como agronegócio, bens de consumo, manufatura e serviços;
  • projetos: nessa categoria, é possível conquistar o prêmio de “Melhor Projeto de Profissionais e Fornecedores da área compras e supply” e de “Melhor Projeto de Alunos da Inbrasc”
  • fornecedores: premia os melhores fornecedores do ano em 14 diferentes categorias, como Consultoria de Compras, Facilities, Marketplace, Planejamento e Reposição, Sistemas de Compras e Viagens.

Além de passar por uma votação aberta, os finalistas também devem ser analisados por uma banca avaliadora composta pelo Comitê Executivo, Corpo Docente e Conselho Deliberativo. 

Após essa validação, os três finalistas mais votados de cada categoria são convidados pela equipe da premiação, sendo que a empresa com a maior pontuação será anunciada como o Melhor Fornecedor do Ano em sua categoria.​

Projeto com CBA garante lugar de destaque em competição

O projeto, que lhes garantiu o top 3 nos melhores projetos de Supply Chain, contou com a parceria com a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA). Ele começou com uma série de desafios impostos pela CBA na área de Procurement, como:

  • Processo manual e ineficiente de cadastro de fornecedores, que levava acima de 30 dias ou mais para homologação e cadastro do fornecedor, além da troca excessiva de emails e ligações entre fornecedor e área de Gestão de Fornecedores/Suprimentos sobre dúvidas na plataforma antiga;
  • Tanto os fornecedores quanto os compradores tinham uma péssima experiência de coleta da documentação necessária para o cadastro no ERP e no e-procurement;
  • Planilhas manuais faziam a gestão de documentos vencidos ou desatualizados dos fornecedores, pois não era possível automatizar tal processo na plataforma de homologação. Esse era um ponto crítico na gestão de dados, já que esta administração garante as certificações específicas da CBA quando exigidos evidências em auditorias certificadoras de Qualidade e risco;
  • A plataforma de homologação não proporcionava a possibilidade de extração de base de dados para manipulação e gestão estratégicas destes em ferramentas de BI, impossibilitando a gestão de riscos e análises estratégicas sobre a base de mais de 3500 fornecedores.

Com a implementação do sistema SaaS, a Linkana garantiu um tempo de homologação de um novo fornecedor 80% menor, de 30 para seis dias úteis. 

Além disso, as automações providas pela plataforma geraram uma economia de três a quatro horas diárias para os analistas direcionarem seu foco em tarefas que agreguem valor e impulsionam de forma estratégica o departamento de Performance & Gestão de Fornecedores.

Essa mudança também trouxe benefícios para os fornecedores, como uma melhor experiência, fazendo com que o NPS da empresa atingisse 96%. 

“O projeto foi uma grande conquista de simplificação de processo interno e cascateou uma grande abertura de horizonte para novos caminhos, mas principalmente abriu nossos olhos para focar na Gestão Estratégica de Fornecedores”, afirma Monique Marcone, Sr. Strategic Supplier Management Analyst na CBA.

“Somos bastante gratos pela confiança de toda a equipe de compras e gestão de fornecedores da CBA e estamos bem felizes com o resultado. De toda forma, também sabemos que é só o começo de muito mais coisa legal que tá por vir!”, conclui Leo Cavalcanti.

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.