Quais são as atribuições de comprador? Conheça 5 funções (além do processo de compra)

Muitas vezes as pessoas confundem a ação de comprar com a profissão de comprador. Até mesmo o cargo acaba ocasionalmente sendo assumido por profissionais de diferentes áreas para diminuir os custos de uma empresa.

Se engana quem pensa que um comprador profissional apenas faz compras. Apesar de sua tarefa principal ser adquirir suprimentos e serviços, existem muitos desdobramentos em que eles podem usar suas habilidades de negociação e organização, por exemplo.

Não é a toa que essa profissão é uma das que mais cresceram em 2017, com cerca de 50 candidatos por vaga, segundo a consultoria de Recursos Humanos Michael Page.

Por isso, ao avaliar como estruturar um departamento de compras é importante selecionar pessoas com a experiência e conhecimento necessário para ter o melhor retorno no seu investimento.

Continue a leitura para entender mais das atribuições de comprador e saber a relevância desse profissional dentro do seu negócio.

Quais são as principais atribuições de comprador?

1. Compra estratégica

Todos os processos de uma empresa devem ser analisados periodicamente para a correção de falhas e mitigação de riscos. Quando falamos do setor de Procurement e as atribuições de comprador, isso significa a compra de matéria-prima e insumos.

Com esse olhar, o comprador pode melhorar a qualidade dos produtos finais enquanto também consegue reduzir gastos e diminuir desperdícios de insumos. É essa visão que permite realizar a chamada compra estratégica, ou Strategic Sourcing.

Por meio de um conjunto de técnicas e decisões baseadas em informações como custos internos e externos, rede de fornecimento e níveis de serviços prestados para determinado grupo de mercadoria ou família, o comprador busca atender as necessidades da empresa enquanto, simultaneamente, alcança um dos seus principais objetivos: agradar os consumidores.

2. Homologação de novos fornecedores

Uma importante atribuição da área de Procurement é o desenvolvimento de parcerias com novos fornecedores. 

O número de fornecedores ideal para cada categoria deve garantir o melhor atendimento do ponto de vista das entregas, assim como uma competitividade que traga os melhores resultados em negociações.

Não basta apenas selecionar fornecedores, é importante garantir que eles são responsáveis e atenderão às demandas da sua empresa.

Portanto, é essencial que no processo de homologação sejam estabelecidos critérios em que potenciais fornecedores possam ser avaliados com o intuito de garantir segurança e confiança na parceria.

3. Qualificação de fornecedores

Após o estabelecimento de uma parceria com um fornecedor, o trabalho do comprador ainda não acabou. Para que o relacionamento com o terceiro seja o mais seguro possível, é necessário mantê-lo sob permanente monitoramento de modo a evitar riscos para a sua empresa. 

Esse processo de checagem de aspectos regulatórios, reputacionais e financeiros para a gestão de riscos pode muitas vezes parecer excessivo, mas é por meio dele que o relacionamento pode crescer. A boa notícia é que existem tecnologias que permitem facilitar esse processo, como a Linkana.

Com o nosso software, seu departamento de Procurement consegue automatizar o processo de homologação e de qualificação de terceiros, aumentando a confiança e a segurança na realização de consultas públicas e emissão de certidões corporativas, evitando erros e fraudes.

Com nossos robôs, que renovam certidões, consultas e documentos automaticamente e realizam análises inteligentes das informações e documentos privados compartilhados, seu negócio mitiga riscos e ganha eficiência.

4. Avaliação de performance do fornecedor

Outro relevante processo que o comprador participa é na avaliação de performance do fornecedor após o recebimento das entregas.

Desde a qualidade dos produtos e preços, até a pontualidade das entregas e o apoio fornecido, a checagem é relevante para garantir que o contrato está sendo seguido e sua empresa não foi prejudicada pelo fornecedor.

Leia também: Processo de qualificação de fornecedores: como fazer em 5 passos

Como estruturar um departamento de compras?

Agora que você pôde conhecer outras atribuições de comprador além do óbvio processo de compras e desenvolvimento de fornecedores e entendeu as vantagens em ter profissionais da área na sua empresa, pode estar interessado na reestruturação de um departamento.

Mas como reestruturar um departamento de Procurement de forma efetiva? Diretamente integrada com os processos logísticos da empresa, ela é responsável por uma grande parte do custo de produção e das matérias-primas já que especialistas afirmam que os gastos com insumos pode chegar a até 80% das receitas brutas.

Portanto, é válido dizer que pequenas economias feitas pelo setor resultam em uma enorme diferença nos gastos da empresa. Para ter um departamento de compras organizado e produtivo, é essencial:

Definir metas

Com metas viáveis e realistas, é muito mais fácil para um setor poder planejar os próximos passos e ações para alcançar os objetivos planejados.

Monitorar matérias-primas

É relevante que sua empresa tenha um controle rigoroso dos insumos necessários para manter a produção em andamento, portanto o controle rigoroso desses produtos aumenta a eficácia de toda a empresa.

Controlar fornecedores

Assim como falamos acima, o controle de fornecedores é uma das mais importantes atribuições de comprador. Ter uma lista sempre atualizada desses fornecedores e também sempre estar buscando novos produtores pode ajudar seu negócio.

Analisar o orçamento

Buscar orçamentos acessíveis sem perder a qualidade, avaliar possíveis áreas onde reduções de gastos podem ser feitos e onde é possível investir em insumos de melhor qualidade são algumas funções relevantes que a gestão de compras pode realizar.

Gerir o estoque de insumos

Uma gestão eficiente do estoque deve sempre buscar o ponto de equilíbrio entre o menor e o maior estoque possível de insumos.

Veja abaixo um vídeo que fala mais sobre o funcionamento deste setor:

Entendeu a importância?

Cada colaborador de uma empresa pode se tornar peça importante em vários processos – e isso não é diferente quando falamos do comprador. Com esse artigo, esperamos que você tenha entendido um pouco sobre as várias atribuições de comprador que podem ajudar a sua empresa a economizar, ter maiores rendimentos e se expandir.

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.