Controle dos processos logísticos: confira 5 passos para otimizar

Como a sua empresa enxerga o controle dos processos logísticos? Ela mantém uma gerência estratégica da compra de insumos? Usa dados e informações para aprimorar o armazenamento e transporte dos produtos finais? 

Se a resposta para as perguntas foi não, está na hora de repensar esses processos.

Existem estudos que apontam que os gastos com logística podem chegar a 35% do valor total das vendas. Portanto, pode-se dizer que a forma com que cada empresa estrutura sua cadeia de suprimentos se reflete diretamente em seu percentual de participação no mercado.

Que tal então aprimorar o controle dos processos logísticos para fortalecer sua presença no mercado e reduzir os gastos financeiros e de tempo da sua empresa? Continue a leitura e descubra como!

Qual a importância dos processos logísticos?

Um processo logístico tem como principal objetivo facilitar as relações entre a produção e a movimentação de produtos. A equipe responsável pela parte logística da empresa precisa ter fluxos eficientes de processos se quiser otimizar o seu funcionamento, reduzir custos e fazer entregas rápidas ao consumidor.

É por meio do controle dos processos logísticos que são acompanhados o estoque, o transporte e a estocagem para garantir que as matérias-primas compradas fiquem o mínimo de tempo possível armazenadas e cheguem o mais rápido possível ao cliente final.

Ademais, o controle dos processos logísticos também englobam as informações de entrada e saída de produtos, assim como os gastos de cada uma das etapas, administração de dados dos clientes e fornecedores. 

case nivea

Como a automação do processo diminuiu o tempo com burocracia na Nivea

Descubra como a Nivea atingiu uma redução de mais de 65% no tempo de homologação de fornecedores usando a plataforma da Linkana.

Como otimizar o controle de processos logísticos? 

Levantamento de insumos e recursos

Você não consegue controlar algo se não sabe exatamente com o que está lidando, não é mesmo?

Por isso, o controle dos processos logísticos não pode começar sem um levantamento detalhado das necessidades de cada área da empresa. A reunião dessas informações é o passo inicial para que você possa transformar insumos em mercadorias que serão entregues aos clientes.

Entender e organizar essa necessidade de insumos e recursos possibilita reduzir os processos redundantes que consomem tempo e dinheiro da empresa sem qualquer tipo de retorno. Ou seja, o detalhamento de informações e uma disponibilização prática ajudam a agilizar os fluxos internos da empresa.

Leia também: Inovação na cadeia de suprimentos: 7 soluções para ficar de olho!

Usar a PEPS no controle dos estoques

Quando se usa a palavra logística, muitas pessoas já imaginam o armazenamento dos produtos. Essa é uma importante etapa da logística e merece ganhar atenção por meio de técnicas como a PEPS.

Conhecida como Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair, esse processo estipula uma sequência lógica para as movimentações do estoque, sejam elas matérias-primas ou mercadorias prontas para entrega.

Grande parte das companhias produzem seus próprios produtos, mas não os comercializam simultaneamente, criando a necessidade dos centros de armazenamento e distribuição.

Essa técnica, de maneira resumida, determina que o primeiro lote entregue ao CD seja o primeiro a ser entregue ao cliente, evitando desperdícios, principalmente quando se fala de produtos perecíveis. Isso também facilita a organização do espaço, diminui o custo operacional e aumenta a eficiência da equipe.

A PEPS inclusive foi abordada com mais detalhes em um vídeo do canal Professor Daniel Santana, que você pode conferir abaixo:

Distribuição e roteirização de produtos

Um erro que muitos cometem ao pensar na distribuição e entrega de produtos é acreditar que ela se restringe apenas ao envio desses produtos aos clientes finais. Porém, existem tecnologias e métodos necessários para criar uma distribuição mais eficiente e sustentável.

A roteirização é um processo que pode ajudar no controle desses processos.

Por meio de análises estatísticas e levantamento de rotas é definido o melhor itinerário para otimizar as entregas de acordo com dados como o número de caminhões disponíveis, de pedidos realizados e o custo operacional.

As rotas de entregas roteirizadas diminuem as distâncias percorridas, reduzem o tempo e combustível gasto e, portanto, os custos operacionais.

Usar os fornecedores ao seu favor

Os fornecedores aparecem no início da cadeia de produção e podem impactar significativamente qualquer empresa, assim como seus clientes. Por isso, é fundamental conhecer e nutrir um relacionamento com todos os parceiros. 

Com esse contato contínuo, as empresas conseguem trabalhar alinhadas e podem encontrar com mais facilidade uma solução para problemas inesperados que surjam na produção de mercadorias.

Porém, para o comprador conseguir mitigar possíveis riscos e manter a governança de fornecedores atualizada, é importante sempre manter um monitoramento de fornecedores e um Compliance permanente.

Para ajudar as empresas, existem softwares que trabalham com tecnologias como Machine Learning e RPA (Robotic Process Automation) na renovação automática de certidões, consultas e documentos, tornando o processo mais rápido e simples.

Com alertas de inconsistências e irregularidades, também se pode definir critérios de análise e receber notificações sobre os prestadores de serviço monitorados.

Integração dos setores da empresa

Controlar os processos logísticos da empresa é apenas uma das etapas relevantes para o sucesso da empresa, que depende de vários setores trabalhando em conjunto em busca de resultados positivos.

A logística, por exemplo, trabalha muito próxima do setor financeiro e de gestão de estoques. Por que não então integrar esses departamentos para criar objetivos comuns, ligados à cultura organizacional, para que toda a equipe possa direcionar seus esforços para a entrega desses mesmos resultados?

Entendeu como ter mais controle dos processos logísticos?

Nesse texto você pôde ver um pouco sobre a importância que a organização e o controle dos processos logísticos tem dentro de uma empresa, quando são exercitados e aperfeiçoados com frequência. 

Entender com o que a empresa está trabalhando, unir diferentes setores, e usar tecnologias como as de homologação de fornecedores são apenas algumas das maneiras em que é possível para a sua empresa fortalecer a presença no mercado e reduzir gastos financeiros e de tempo.

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.
logo linkana

Ferramenta

Consulta de CNPJ

Encontre o CNPJ e mais 10 outros dados de fornecedores em segundos.

logo linkana

Podcast

Procurement Hero

Líderes e referências do mercado de procurement batem um papo sobre tecnologia, dados e tendências.

logo linkana

Ebook

Gestão de Fornecedores

Descubra como fazer um gestão de fornecedores inteligente e guiada por dados na sua empresa!