5 motivos para a sua empresa apostar em um compliance antidiscriminatório

A inclusão e a diversidade estão cada vez mais em alta no ambiente corporativo. Mas muitas vezes essas ideias estão mais presentes no discurso e na propaganda do que na cultura organizacional da empresa. 

Para colocar isso em prática dentro da sua organização, é preciso investir em um compliance antidiscriminatório, que será responsável por prever, diagnosticar e reparar conflitos envolvendo práticas discriminatórias, corrigindo preconceitos e assimetrias perceptíveis e imperceptíveis.

Confira o que é o compliance antidiscriminatório e 5 motivos para a sua empresa adotá-lo. 

O que é o compliance antidiscriminatório?

O compliance antidiscriminatório é um conjunto de normas, regras e procedimentos que tem como objetivo prevenir, detectar e remediar qualquer prática discriminatória. Por meio dele, são garantidos o direito ao trabalho, do consumidor e os direitos humanos de todos os colaboradores, fornecedores, clientes e parceiros da marca. 

Entre as discriminações que são coibidas pelo compliance antidiscriminatório estão as envolvendo: 

  • raça;
  • gênero;
  • orientação sexual;
  • classe social;
  • idade;
  • deficiência física ou mental;
  • gravidez;
  • religião;
  • opinião política;
  • nacionalidade.

Entre as possíveis situações de discriminação no ambiente de trabalho que o compliance antidiscriminatório combate estão: assédio moral, ofensas verbais, negação de promoção devida, solicitação de atestado de gravidez na fase pré-contratual e pagamento de salários inferiores para mulheres em funções similares a homens.

Ao combater essas práticas, o compliance antidiscriminatório auxilia a criar um ambiente de harmonia e respeito à diversidade, a partir de preceitos da governança corporativa e ética empresarial e por meio de políticas anti discriminatórias no âmbito corporativo. 

Além disso, ele auxilia a efetivar ações de diversidade, para além do discurso e da publicidade da marca. 

5 vantagens de adotar uma política de compliance antidiscriminatório na sua empresa

As empresas que adotam a diversidade tendem a inovar e colaborar mais que seus concorrentes. Além disso, essas organizações costumam ter ambientes de trabalho mais felizes e maior retenção de talentos. Essas são algumas das conclusões do estudo “Diversity Matters” da McKinsey & Company.

Além dessas questões apontadas pelo estudo da McKinsey, adotar um compliance antidiscriminatório traz como vantagens:

1 – Garantir um bom convívio e respeito à diversidade 

A principal vantagem de se adotar uma política de compliance antidiscriminatório é a garantia de um bom convívio entre todos da empresa, melhorando o clima organizacional e o respeito à diversidade. 

Isso auxilia também no aumento da eficiência da sua empresa. Prova disso é essa pesquisa, na qual foi demonstrado que funcionários motivados são 50% mais produtivos.

2 – Aumentar a diversidade e a inovação 

Pessoas que têm perspectivas e histórias de vida distintas pensam diferente. Esses pensamentos em conjunto podem levar mais facilmente à inovação e à melhora da produtividade da empresa.

Isso foi reforçado pela pesquisa da McKinsey, na qual os funcionários entrevistados que eram de empresas que adotavam diversidade relataram níveis mais altos de inovação e colaboração que os de outras empresas.

Esse aumento na inovação é possível graças ao aumento da diversidade de raça, gênero, orientação sexual, entre outros, dentro de todos os setores da empresa. Isso é possível também por meio do compliance antidiscriminatório. 

3 – Expandir o mercado de atuação e as vendas da empresa

A pesquisa “O mercado da maioria: periferia e diversidade como estratégia de negócio” demonstrou que 98% dos entrevistados não comprariam de marcas que de alguma forma não respeitam a diversidade e 84% preferem marcas que promovem e apoiam iniciativas a favor de uma maior diversidade racial.

Esse estudo ainda demonstrou que mulheres, pessoas negras, das classes CDE e LGBTQ concentram 76% do consumo do país, o que mostra a grandeza desse público. Ou seja, ignorar a diversidade pode interferir diretamente nas vendas e lucros de uma empresa.

Por isso, investir em um compliance antidiscriminatório demonstra para esse público a genuína preocupação da sua empresa com essa questão e auxilia a expandir o seu mercado e as suas vendas. 

4 – Cumprir normas legais 

Outro ponto muito importante a ser levado em consideração ao colocar o compliance antidiscriminatório em prática é o cumprimento da legislação federal. 

Na Constituição Federal está previsto o direito à não discriminação, descrito no Preâmbulo, que garante direitos sociais e individuais, liberdade, igualdade e justiça para todos. 

Também na CF,  o art. 3º detalha que um dos objetivos fundamentais da República é promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação

Além da Constituição Federal, a Lei nº 7.716 pune especificamente os crimes resultantes de preconceito de raça ou cor, entre os quais está descrito, por exemplo, a ilegalidade de proporcionar tratamento diferenciado no ambiente de trabalho, especialmente quanto ao salário.

Apesar de todas essas normas, alguns dados mostram as desigualdades dentro do ambiente corporativo:

  1. pessoas negras movimentam cerca de 1,7 trilhão de reais por ano, mas ainda recebem em média R$1.200 a menos que colegas brancos;
  2. mulheres ainda ganham 20,5% a menos que homens;
  3. 40% dos profissionais LGBTQ ainda não se sentem seguros de compartilhar orientações afetivo sexuais no ambiente de trabalho.

Cumprir a legislação federal, nesses casos, faz com que sua empresa se diferencie no mercado e melhore a reputação. 

Além disso, é essencial que as organizações estejam atentas ao histórico dos fornecedores contratados, verificando a existência de processos trabalhistas por atos discriminatórios, por exemplo, para fortalecer o seu compliance antidiscriminatório. 

5 – Reter talentos 

Um ambiente de trabalho diverso e que respeite de fato as diferenças entre os funcionários, permitindo que compartilhem suas perspectivas, traz como consequência um maior bem-estar a todos os funcionários. 

Isso auxilia a aumentar a retenção de talentos e diminuir os níveis de turnover dentro da organização 

Com um compliance antidiscriminatório, que previne ações discriminatórias dentro da empresa, é possível encontrar critérios mais justos de promoção e entender o potencial de cada colaborador a partir de suas diferenças.

Conclusão 

Como você pode ter percebido, é fundamental garantir um compliance antidiscriminatório na sua empresa para aumentar a diversidade, respeitar normas legais e reter talentos.

As empresas também relatam que investir em políticas que garantam a diversidade melhora a imagem e reputação organizacional, contribui para mudanças estruturais e aumenta a eficiência interna, de acordo com a pesquisa “A diversidade e inclusão nas organizações no Brasil”.

Um dos principais pontos que as empresas devem estar atentas no compliance antidiscriminatório é no histórico dos fornecedores contratados, ao verificar processos trabalhistas por atos discriminatórios, por exemplo.

Com o software da Linkana é possível otimizar esse processo de verificação e diminuir os riscos na terceirização de serviços. Ele permite uma análise automatizada de consultas públicas, assim a sua empresa encontra agilmente fornecedores confiáveis, que cumpram com políticas anti discriminatórias. Faça um diagnóstico de CNPJ gratuito com a nossa demonstração preenchendo os dados abaixo:

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.