KPIs do setor de compras: qual a importância desse tipo de métrica e 6 dicas para implementar na sua empresa

As empresas costumam se preocupar bastante com sua performance de vendas, mas e o desempenho de suas compras?

Compras mal feitas e fornecedores inadequados podem gerar custos excessivos e introduzir insumos de baixa qualidade em sua cadeia de valor. Por isso, é muito importante ficar de olho em seu processo de compras. 

Você costuma fazer uso de KPIs de gerenciamento de fornecedores na sua empresa? E KPIs do setor de compras como um todo?

O setor de compras é um dos mais importantes dentro de uma organização. Afinal, ele é responsável por garantir o pleno funcionamento de toda a cadeia de suprimento, garantindo que os clientes internos e externos não fiquem desabastecidos e tenham suas demandas atendidas.

Tendo isso em vista, é fundamentalmente necessário que a empresa mensure e monitore o desempenho de seus fornecedores e do departamento de compras.

Neste artigo, vamos explicar o que são e qual é a importância de adotar KPIs de gerenciamento de fornecedores. Continue a leitura para conferir também 6 KPIs do setor de compras que você pode implementar no seu modelo de negócio:

  1. Custo médio de aquisição;
  2. Gastos independentes;
  3. Valor economizado nas compras;
  4. Lead time dos fornecedores;
  5. Evolução do preço das mercadorias;
  6. Taxa de devolução.

O que são os KPIs do setor de compras?

KPIs (Key Performance Indicators, ou indicadores-chave de desempenho) são ferramentas indispensável para o acompanhamento da performance da empresa em algum aspecto específico de seus processos.

Essas métricas buscam quantificar o resultados dos esforços em direção a metas e objetivos previamente estabelecidos.

No caso do setor de compras, os KPIs têm como objetivo mensurar e monitorar o desempenho das estratégias da empresa referentes às aquisições junto a seus fornecedores. 

Os indicadores de compras são alguns dos mais importantes exemplos de KPIs de logística e você deve estar sempre de olho neles.

Com o uso desse tipo de indicadores, a empresa consegue efetuar um controle mais eficaz sobre suas compras e manter esse departamento mais organizado e produtivo.

Além disso, a qualidade das aquisições se torna superior e os prazos de entrega são respeitados.

Por que é importante adotar KPIs de gerenciamento de fornecedores?

Em primeiro lugar, a utilização de KPIs de gerenciamento de fornecedores é importante para garantir a eficiência dos processos relacionados à cadeia de suprimentos da organização.

A partir da implementação dessas ferramentas, fica mais fácil identificar e estancar gargalos processuais capazes de comprometer seriamente a sustentabilidade financeira da empresa.

As métricas voltadas para o departamento de compras permitem compreender melhor o desempenho dos fornecedores e os hábitos de compra da empresa.

Assim como qualquer outro indicador-chave de desempenho, os de gerenciamento de fornecedores orientam as tomadas de decisão, tornando-as mais assertivas.

Você sabe como fazer a gestão de indicadores em sua empresa? Independentemente da área a que se referem os KPIs, é importante gerenciá-los corretamente. Veja como fazer isso neste vídeo:

6 KPIs do setor de compras para usar na sua empresa

Mesmo os  KPIs do setor de compras sendo ferramentas indispensáveis para esse área estratégica de uma organização, muitas empresas ainda não fazem uso desses indicadores.

Para que você não faça parte desse grupo, confira agora 6 KPIs que você não pode deixar de acompanhar no setor de compras da sua empresa.

Analise cada um deles e veja quais são os mais indicados para aplivar em seu negócio.

1 – Custo médio de aquisição

O primeiro KPI da nossa lista busca mensurar o valor médio gasto na compra de suprimentos para os clientes internos usarem na produção, na compra mercadorias para serem revendidas aos clientes externos, ou na aquisição de suprimentos e insumo em geral para a empresa.

Para encontrar esse custo médio, divide-se o montante total gasto em compras pela quantidade de itens adquiridos em determinado período.

2 – Gastos independentes

O processo de compras é composto por uma série de etapas que precisam ser cumpridas. 

Quando os gastos com a aquisição de produtos ocorrem de maneira independente, sem passar pelo rito estabelecido, fica mais difícil manter o controle sobre o quanto está sendo gasto.

Quanto mais próximo de zero for esse KPI, melhor.

Entenda melhor: compras feitas rapidamente em caráter emergencial, por exemplo, podem acontecer sem as aprovações necessárias ou sem o número de cotações estabelecidas pelo processo formal da empresa. Por isso, sem classificadas de “compras independentes” e devem ser evitadas.

3 – Valor economizado nas compras

Este indicador mede quanto de dinheiro o setor de compras foi capaz de economizar em aquisições. 

O cálculo é feito a partir da comparação entre o valor orçado e o valor pago. Essa é uma excelente maneira de diminuir custos na empresa

4 – Lead time dos fornecedores

O lead time é o KPI que mensura o tempo médio que a empresa leva para ter sua solicitação atendida pelo fornecedor. Acompanhar esse indicador é importante para garantir a agilidade no atendimento das demandas e evitar a paralisação de algumas operações.

5 – Evolução do preço das mercadorias

Esse indicador mostra a evolução dos preços cobrados pelas mercadorias que a sua empresa precisa comprar. 

Acompanhar esse KPI te ajudar a economizar nas suas compras ao fazê-las quando os preços estiverem mais baixos.

6 – Taxa de devolução

A taxa de devolução calcula as vezes em que as mercadorias que você comprou para a sua empresa precisaram ser devolvidas aos fornecedores devidos a erros que eles cometeram ou a avarias durante o transporte.

Bom, agora que você já sabe quais são os principais KPIs do setor de compras, implemente-os na sua empresa e melhore a performance desse departamento.

Acompanhe os resultados e promova melhorias nos processos, sempre que for necessário.

Este post foi escrito pela equipe da Siteware, uma empresa que une pessoas, operação e estratégia em um único software, para que as empresas melhorem seus resultados, sua comunicação e sua governança.

Leo Cavalcanti

Leo Cavalcanti

Advogado, especialista em Planejamento Tributário e Finanças, soma mais de 05 anos de experiência com rotinas de auditoria empresarial e tributária, além de conhecimento em controladoria e práticas de departamento jurídico corporativo. Atualmente é CEO e um dos co-fundadores da Linkana.